O que realmente acontece se você tomar remédio vencido?

Tomar remédio é coisa séria. Por mais inocente que o medicamento possa parecer, ele pode causar reações adversas no organismo nada interessantes. Mas, e no caso de remédio vencido, o que pode acontecer se a gente utilizá-lo mesmo fora da data de validade?

De acordo com especialistas, na maioria das vezes, simplesmente não acontece nada quando você toma remédio vencido. Nada mesmo. Dependendo do remédio tomado pode ser que você não sinta nem mesmo um resquício do efeito desejado, como o alívio de uma dor de cabeça, por exemplo.

Remédio vencido x eficácia

De forma geral, o problema está mais na possibilidade do medicamento não ser mais tão potente quanto deveria, já que os laboratórios fabricantes – que realizam os teste com o remédio – só garantem a eficácia do produto até o final de sua vida útil.

Por outro lado, um estudo realizado nos Estados Unidos, pela agência americana de medicamentos e alimentos (FDA, em inglês), descobriu que dos 100 remédios vencidos analisados, 90% ainda eram seguros para o consumo mesmo depois do prazo de validade ter expirado.

Aliás, os testes revelaram que esses medicamentos ainda poderiam ser consumidos durante 15 anos. Para a análise, foram levados em consideração remédios sem necessidade de prescrição médica.

Remédio vencido x bom senso

Para os médicos e especialistas na fabricação de remédios, o que manda na hora de consumir ou não remédio vencido é o bom senso. Você não vai morrer se tomar um comprimido de aspirina, ou de outro medicamento vendido sem prescrição médica (para coisas simples do dia a dia), dias depois do vencimento.

No entanto, meses após o prazo de validade, pode não ser prudente consumir o medicamento. Ele pode não fazer efeito e pode ainda não estar próprio para o consumo, já que certos remédios vencidos podem acabar estimulando a produção de bactérias.

Os antibióticos com potência reduzida, aliás, podem não atacar as infecções, desencadeando doenças mais graves e aumentando a resistência ao remédio.

Da mesma forma são os medicamentos de uso sistemático e com funcionalidades mais sérias. Eles não devem nunca ser consumidos fora da data de validade limite, já que garantem a qualidade de vida de pacientes e, quando vencidos, podem não ser mais tão eficientes. Esse é o caso da insulina, da nitroglicerina, de antibióticos e assim por diante.

Como você armazena seus medicamentos?

Mas, claro, se você não respeita as instruções de uso e de armazenamento dos remédios, não adianta nada eles estarem dentro da vida útil. Remédios contêm substâncias químicas estáveis e instáveis, dependendo da composição e do meio em que se encontram.

Umidade, temperatura e incidência de luz solar, são apenas alguns exemplos que podem reagir com essas substâncias e modificar as estruturas químicas dos medicamentos, mesmo quando eles ainda não estão vencidos.

Logo, além de ficar de olho na data de validade dos medicamentos que você tem em casa, não deixe de prestar atenção na forma como você os armazena, já que isso também pode reduz a eficiência das substâncias no organismo.

E então, tiramos a sua dúvida? Você já tinha tomado remédio vencido antes? Não deixe de nos contar o que aconteceu ou se aconteceu alguma coisa!

Agora, aproveitando o assunto, não são apenas os remédios vencidos que precisam de nossa atenção, com você confere nessa outra matéria: 9 produtos vencidos que fazem muito mal se consumidos.

Fontes: BBC, Veja