Curiosidades

BCAA : o que é, como usar, benefícios e possíveis efeitos colaterais

O BCAA é um suplemento alimentar fonte de três aminoácidos, que são essenciais para a construção e recuperação muscular. Evitando a perda de massa magra.

BCAA é um suplemento alimentar nutricional muito utilizado por atletas para ajudar no ganho de massa muscular. Ademais, a sigla significa Branched Chain Amino Acids. Ou seja, Aminoácidos de Cadeia Ramificada. Sendo que os aminoácidos são: leucina, isoleucina e valina. Que são essenciais na formação das proteínas. Por outro lado, esses mesmos nutrientes podem ser encontrados em alimentos. Por exemplo, peixes, carnes vermelhas magras e ovos. Além de nozes e algumas leguminosas, como feijão e lentilha.

Segundo estudo, o consumo correto do BCAA não engorda. Pois, ele estimula o metabolismo, auxiliando no ganho de massa magra. Além disso, o suplemento também ajuda reduzir a fadiga durante os exercícios de longa duração. Fornecendo mais energia. Também acelera a recuperação muscular após o treino. Ademais, o BCAA está disponível em pó, cápsulas ou líquido. Contudo, também há a opção injetável, que é injetada diretamente nos músculos, uma vez por semana. Enfim, seu uso é indicado para quem deseja melhorar seu rendimento durante os treinos. E, prevenir a perda de massa muscular.

Entretanto, de acordo com alguns estudos realizados nos últimos anos, o BCAA não garante ganho de massa muscular. No entanto, mesmo tendo sua eficácia questionada. O suplemento continua sendo muito utilizado por praticantes de atividade física. Por fim, assim como qualquer outro suplemento alimentar, o uso do BCAA deve ser feito sob a orientação de um especialista. Pois, o uso sem controle pode aumentar a resistência à insulina. Consequentemente, causando o descontrole da glicose e aumentar o risco de diabetes.

BCAA: para que serve

Edin

O suplemento de BCAA é usado por pessoas que praticam atividades físicas intensas. Principalmente, por pessoas que praticam musculação. Dessa forma, se usado conforme orientação do nutricionista, ele serve para:

  • Prevenir a perda da massa muscular;
  • Reduzir a fadiga física e mental durante a realização do exercício. Diminuindo a produção de serotonina no cérebro.
  • Aumentar o desempenho e rendimento durante o treino.
  • Reduzir a dor muscular depois dos treinos.
  • Reduzir os danos que o exercício causa nos músculos.
  • Favorecer a formação de massa muscular.
  • Auxilia na concentração durante exercícios.
  • Contribui para melhorar a imunidade.
  • Colabora com a produção de energia.
  • Ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue.
  • Aumenta a velocidade da síntese proteica muscular.

O BCAA também serve como complemento para dietas de pessoas que não conseguem atingir a quantidade adequada de proteínas e aminoácidos. Como alguns veganos que não seguem uma dieta equilibrada e idosos, por exemplo. Inclusive, a suplementação de aminoácidos de cadeia ramificada auxilia na prevenção de sarcopenia (perda de massa muscular em idosos).

De acordo com alguns estudos, o BCAA também auxilia na perda de peso. Pois, aparentemente estimula a queima de gordura durante o treino.

Continua após a publicidade

Enfim, o BCAA contém leucina, isoleucina e a valina. Onde a leucina age como condutor e regulador da síntese protéica. Já a isoleucina e a valina são eficazes na produção de energia e regulação dos níveis de açúcar no sangue. Pois, preservam as reservas de açúcares do fígado e músculos.

BCAA: como usar

Uol

Normalmente, durante e após o treino a degradação de massa muscular pode causar a perda da mesma. Pois, o organismo não consegue se abastecer durante o treino por falta de aminoácidos. Então, passa a buscar por aminoácidos nos músculos, para que possam ser usados na produção de energia para o restante do corpo. Dessa forma, o BCAA vai auxiliar na reposição desses aminoácidos. Evitando a perda de massa magra.

Ademais, você encontra o BCAA em cápsulas, tabletes, líquido ou em pó, para ser consumido misturado com água ou outras bebidas. Em suma, você pode ingerir o suplemento antes, durante ou depois dos treinos. Desde que siga as orientações do nutricionista esportivo. Pois, a quantidade vai depender da necessidade e objetivo de cada pessoa.

Todavia, normalmente é recomendo tomar 2 cápsulas, 1 a 3 vezes ao dia. Entre as refeições e após o treino, resultando no aumento do rendimento durante o treino e evitando a perda da massa muscular. Dessa forma, o suplemento de BCAA é indicado para pessoas que praticam atividade física mais de 3 vezes por semana. E especialmente para atletas e fisioculturistas.

Enfim, o consumo do BCAA é ideal para o período de maior cansaço. E, também durante a prática de treinos que exigem fisicamente. Além disso, o uso do BCAA pode ser associado a outros suplementos para ganhar massa muscular.

Além do suplemento, o BCAA está presente em alguns alimentos, tais como:

Continua após a publicidade
  • Soja
  • Ovos
  • Leite e derivados
  • Castanhas e amendoim
  • Feijão branco
  • Lentilha
  • Grão de bico
  • Atum
  • Carne bovina
  • Frango
  • Salmão

Efeitos colaterais

Youtube

O consumo em excesso do suplemento de BCAA pode causar riscos à saúde, prejudicando o funcionamento do organismo. Dessa forma, pode causar:

  • Sobrecarga nos rins, podendo provocar pedra nos rins com o passar do tempo.
  • Desconforto ou inchaço
  • Enjoos ou náuseas
  • Alteração na glicose sanguínea
  • Queda nos níveis de açúcar no sangue, levando à hipoglicemia
  • Dores de cabeça
  • Agravamento da Esclerose Lateral Amiotrófica (quem já possui a doença)
  • Diarreia
  • Dificuldade de digestão

De acordo com estudos, o uso de aminoácidos de cadeia ramificada não é indicado para pacientes portadores de doença de Lou Gehrig. Pois, pode causar falência pulmonar, elevando o risco de morte. Assim como pessoas do grupo de risco para doenças cardiovasculares. E pacientes com mal de Parkinson ou que usem o medicamento Levodopa, corticosteroides, diazoxida e medicamentos para diabetes. Também devem tomar cuidado ao ingerir o suplemento de BCAA.

Da mesma forma, gestantes, lactantes, crianças e idosos só devem fazer uso do suplemento caso seja indicado por um médico. Por isso, é muito importante ter a orientação de um médico ou nutricionista antes de fazer uso do BCAA.

Mais informações

Uol
  • O uso em excesso de BCAA pode levar à hiperfagia, ou seja, a ingestão excessiva de alimentos. Isso, devido à diminuição da produção da serotonina. Resultando no aumento do apetite e, consequentemente o ganho de peso.
  • O suplemento de BCAA não acelera o metabolismo e não contribui na queima calórica e nem na gordura corporal. Mas, tem a função de oferecer um aporte de aminoácidos. Que é muito importante para a manutenção e reparação das fibras musculares.
  • Assim como qualquer proteína e seus derivados, o BCAA pode causar flatulências em pessoas mais sensíveis.
  • O suplemento não possui lactose e nem cafeína. Porém, pessoas com intolerância à lactose ou glúten, devem analisar bem o rótulo antes de consumi-lo.
  • Pessoas com quadros agudos de gastrite podem sentir sensibilidade ao ingerir o suplemento.

Então, se você gostou dessa matéria, também pode gostar dessa: Proteínas vegetais, quais são? Onde encontrar e benefícios. 

Fontes: Viva Bem; Tua Saúde; Globo;

Imagens: Observatório de Ouro Fino; Edin; Uol; Youtube;

Continua após a publicidade

Bibliografia: Bruno Fischer, doutor em educação física, nutricionista esportivo e professor do Instituto Valorize (ES).

Paulo Zogaib, médico especialista em medicina esportiva e fisiologia do exercício, chefe do ambulatório de avaliação da Medicina Esportiva da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Antonio Herbert Lancha Junior, coordenador do Laboratório de Nutrição e Metabolismo da Escola de Educação Física e Esporte da USP (Universidade de São Paulo).

Lisia Kiehl, doutora em ciências pela faculdade de medicina da USP e especialista em nutrição clínica e esportiva.

Cynthia Antonaccio, nutricionista da Consultoria Equilibrium Latam, mestre em Nutrição Humana pela USP.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você