Saúde

O que é Viagra? Saiba como ele funciona e se é seguro

O Viagra é usado para tratar a disfunção erétil, algo que afeta homens de todas as idades, mas é mais comum em homens mais velhos.

Viagra (Sildenafil) é um medicamento comum usado para estimular ereções em homens com disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual.

Ele foi originalmente descoberto pelo fabricante de medicamentos Pfizer. Ademais, Viagra contém o ingrediente sildenafil, que é usado em vários outros medicamentos para disfunção erétil. Dessa forma, a pequena pílula azul pode ajudar mais de dois terços dos homens que a tomam.

Neste artigo, vamos conferir como este medicamento funciona, para quais condições de saúde é indicado e quais são os possíveis efeitos colaterais.

O que é disfunção erétil?

Em primeiro lugar, antes de falarmos sobre como tratar a disfunção erétil, devemos falar sobre o que a causa. Em suma, a disfunção erétil, ou impotência masculina, é uma condição que ocorre quando um homem tem dificuldade em obter e/ou manter uma ereção devido ao fluxo sanguíneo limitado, pressão arterial baixa e diminuição da estimulação sexual ou atividade sexual.

Diz-se que o corpo precisa de três coisas para ter uma ereção: um cérebro funcionando, níveis hormonais adequados e bom fluxo sanguíneo. Portanto, a disfunção erétil pode ocorrer por causas físicas, causas de estilo de vida, causas psicológicas ou uma combinação de todos os itens acima, o que a tornou difícil de tratar.

O que causa essa condição?

No lado físico, as cinco causas mais comuns de disfunção erétil são aterosclerose (artérias entupidas), pressão alta, colesterol alto, diabetes e obesidade.

Continua após a publicidade

As cinco causas mais comuns de disfunção erétil no estilo de vida são abuso de álcool, tabagismo, uso de drogas ilegais, efeitos colaterais comuns de medicamentos prescritos ou de venda livre, como anti-histamínicos. No lado psicológico, a disfunção erétil é mais comumente causada por depressão, estresse e ansiedade.

Muitas das condições que podem causar disfunção erétil são evitáveis ​​ou reversíveis e podem se beneficiar de mudanças simples no estilo de vida, incluindo:

  • Mantendo uma rotina de exercícios físicos
  • Gerenciando seu peso
  • Bebendo menos álcool
  • Parando de fumar
  • Reduzindo o estresse no seu dia a dia

Origem do Viagra

A droga Viagra apareceu recentemente, em 1998, ou seja, menos de 30 anos atrás. Uma empresa alemã estava pesquisando um medicamento para o tratamento de doenças cardiovasculares, inventado por uma empresa farmacêutica alemã.

Um dos efeitos colaterais da droga foi o aparecimento de uma ereção na presença de excitação sexual. No decorrer do desenvolvimento, o Viagra surgiu. Desde então, a droga Viagra salvou muitas famílias, trouxe prazer a muitas mulheres e homens.

Como o Viagra funciona?

Como mencionado acima, o Viagra funciona para relaxar os músculos nas paredes dos vasos sanguíneos. Isso ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo para o órgão masculino e permite que ele obtenha e mantenha uma ereção.

No entanto, o Viagra só funciona na presença de estimulação sexual – a estimulação desencadeia a reação do Viagra, fazendo com que aumente o fluxo sanguíneo naquele local.

Continua após a publicidade

Uma ereção ocorre quando uma proteína chamada monofosfato de guanosina cíclico (cGMP) é liberada. O cGMP faz com que as paredes dos vasos sanguíneos relaxem, permitindo que um fluxo de sangue flua para o órgão masculino, tornando-o rígido.

Uma proteína chamada fosfodiesterase tipo 5 (PDE-5) decompõe o cGMP, interrompendo a ereção. Em pessoas com problemas de ereção, o PDE-5 pode funcionar muito rapidamente.

O Viagra funciona bloqueando o funcionamento do PDE-5. Com efeito, ele se liga ao PDE-5, de modo que é incapaz de quebrar o cGMP. Dessa forma, o órgão masculino fica duro.

A pílula pertence a um grupo de medicamentos chamados inibidores da fosfodiesterase 5 (PDE5). Aliás, as evidências mostram que os homens que procuram melhorar seu desempenho sexual geralmente ficam satisfeitos com os resultados obtidos com o Viagra.

Quanto tempo o Viagra leva para funcionar após a ingestão?

Viagra é bem famoso por causa do seu rápido tempo de resposta após a ingestão. Desse modo, ele pode ter seu efeito total em apenas trinta minutos, mas pode levar até 60 minutos para que o medicamento se torne completamente ativo.

Sua dieta e certos medicamentos podem interferir no tempo de resposta ao remédio. Em outras palavras, comer de forma saudável e evitar esses medicamentos resultará em um tempo de resposta mais rápido.

Continua após a publicidade

Duração do efeito do Viagra

A desvantagem do Viagra é que sua duração de eficácia é razoavelmente curta. Viagra normalmente começa a perder seu efeito após aproximadamente três horas. Você pode, no entanto, aumentar a duração da eficácia do Viagra para cerca de seis horas. Isso é possível através do seguinte:

  • Aumentar a dosagem;
  • Evitar certos alimentos (ou seja, alimentos gordurosos, toranja, etc.);
  • Não usar medicamentos que possam interferir no efeito do Viagra;

Quais os efeitos colateiras deste medicamento?

Os efeitos colateiras mais comuns são dores de cabeça e rubor facial, que ocorrem em 15% dos homens. Outras reações incluem congestão nasal, indigestão e dor nas costas. Esses efeitos colaterais são leves e temporários.

A preocupação mais importante sobre as pílulas de disfunção erétil é sua capacidade de alargar as artérias o suficiente para diminuir a pressão arterial. Assim, os homens que estão tomando nitratos nunca devem usar nenhuma das pílulas de disfunção erétil.

Embora alguns dos efeitos colaterais das drogas possam ser problemáticos, outros podem ser úteis, e os cientistas estão estudando se as pílulas para disfunção erétil podem ajudar a tratar uma variedade de problemas não sexuais.

Além disso, recomenda-se que os homens não tomem mais de uma dose de Viagra em um período de 24 horas. Tomar muito sildenafil acidentalmente pode causar efeitos colaterais desagradáveis, como visão alterada, tontura e nariz entupido.

Quem pode tomar o medicamento?

O Viagra é recomendado apenas para homens maiores de 18 anos que tenham impotência, ou seja, pessoas que não conseguem ter ou manter uma ereção. Portanto, ele não é indicado para mulheres.

Continua após a publicidade

Embora haja a necessidade de uma prescrição médica, a venda de Viagra, no Brasil, não passa por uma fiscalização, o que contribui para seu consumo indiscriminado.

Até mesmo alguns jovens e adultos que não sofrem com o problema de ereção, fazem uso do medicamento por conta própria para impressionarem as parceiras; uma ação perigosa que pode levar à morte.

Outras doenças que podem ser tradadas com Viagra

Ainda não está claro se as outras pílulas de disfunção erétil oferecem benefícios semelhantes, mas o Viagra, pelo menos, pode ser útil para algumas outras condições, incluindo estas:

Hipertensão pulmonar

O Viagra que é vendido sob o nome Revatio para este distúrbio incomum, mas grave, de pressão alta nos vasos sanguíneos que levam aos pulmões.

Hipobaropatia

O Viagra pode reduzir a pressão da artéria pulmonar em grandes altitudes e melhorar a capacidade de se exercitar em condições de baixo oxigênio.

Síndrome de Raynaud

Nos indivíduos afetados, a exposição ao frio desencadeia espasmo das pequenas artérias que fornecem sangue aos dedos das mãos, dos pés ou ambos, que se tornam pálidos, frios e dolorosos. Aliás, tanto o Viagra quanto o Levitra têm sido úteis em ensaios clínicos.

Continua após a publicidade

Doença cardíaca

Por fim, alguns estudos sugerem que o Viagra pode ajudar pacientes com insuficiência cardíaca congestiva ou disfunção diastólica.

Bibliografia

Escola de Medicina de Harvard. “Outros usos do Viagra.”. ScienceDaily, 30 de julho de 2007.

Então, gostou de saber mais sobre os usos e indicações para este medicamento? Pois, leia também: Pílula Azul: tudo sobre o comprimido que está parando o HIV

Próxima página »

Escolhidas para você