Para que servem teclas como Scroll Lock ou SYSRQ?

Hoje em dia, todo mundo usa o computador, seja para trabalhar, estudar ou para os momentos de lazer. Isso faz com que todo mundo pense ser um profundo conhecedor da internet e de truques do computador, mas existem teclas no seu teclado que até mesmo os mais “experts” no assunto teriam dificuldades de dizer para que servem. Sabia?

Se você olhou para seu teclado agora mesmo na tentativa de identificar de quais teclas estamos falando, aí vão as danadas: Scroll Lock, SYSRQ, Pause/Break, Insert. Viu, como são difíceis de definir para que elas foram criadas?

Aliás, falando a verdade, é possível que você nem tenha usado essas teclas na vida, mesmo que o você tenha uma vasta experiência com o computador. Não é verdade? Agora, se você ficou com esse assunto encanado na cabeça e quer descobrir porquê, a gente explica na matéria abaixo.

Como você vai perceber, essas teclas estão em nosso teclado hoje em dia, basicamente, porque elas existiam antes dos computadores ficarem com a “cara” que têm agora. Mas, na verdade, elas não servem para muita coisa em nosso dia-a-dia, embora ainda funcionem, se tecladas da forma correta. Quer ver?

Descubra para que servem teclas como Scroll Lock ou SYSRQ:

SYSRQ

2

Para começar, o verdadeiro nome dessa tecla é System Request (pedido ao sistema, em português) e era muito útil, antigamente, quando não haviam janelas e os programas tomavam conta da tela inteira. Nesses casos, essa era a única maneira de sair deles.

Atualmente, essa tecla está unida ao Print Screen, que todo mundo sabe para o que serve. Mas, para que a SYSRQ funcione e cumpra sua antiga função, você deve pressionar a tecla Alt ao mesmo tempo.

Pause/Break

5

Sabe essa tela colorida, cheia de imagens e textos que você vê hoje em dia, quando liga o computador? No início não era assim. Aliás, antes das janelas do Windows, tudo o que aparecia para um usuário de computador era uma tela preta, com letras brancas (DOS).

Nesse sistema pré-histórico do computador, digamos assim, o jeito de checar o conteúdo de uma pasta era totalmente diferente também. Quando você abria a tal pas, uma lista de arquivos era gerada e ela passava correndo na tela, como funcionam os créditos dos filmes hoje em dia.

Daí, para pausar esse processo, era precisa apertar Pause. Para interromper de vez os arquivos, a tecla necessária era a Break. Hoje em dia, claro, isso não é mais necessário e, embora essas funções continuem existindo, elas dividem a mesma tecla.

Insert

3

Ao invés de se chamar “insert” (inserir), essa tecla deveria se chamar “overscript” (subscrever). Isso porque o computador, naturalmente, a deixa ligada e quando você a aperta está, na verdade, desligando a função de inserir e ligando a função de subscrever. Entendeu?

Agora se a dúvida é quando o “insert” se torna dispensável, a gente explica. Isso se aplica quando o campo de preenchimento é muito curto e é preciso escrever por cima dele, para não perder de vista o que você já havia escrito.

Scroll Lock

4

Essa também era uma tecla importante e bastante útil no início, quando os computadores se tornaram mais populares, mas era complemente distantes das versões funcionais que conhecemos hoje. Nessa época, quando a barra de rolagem também não existia, o Scroll Lock fazia com que as setas parassem de mover o cursor e a tela passava a se movimentar.

Atualmente, essa é uma das teclas esquecidas no teclado, pelo menos na hora de realizar as tarefas mais básicas no computador. A única exceção está no Excel, que permite a você circular pela planilha, sem perder uma seleção de células que você já tenha feito; caso a tecla esteja acionada.

E, falando em teclado, há outras coisas sobre ele que pouca gente sabe, quer ver? Descubra 16 atalhos do teclado que você não conhece.

Fonte: Superinteressante