Qual é a idade em que as pessoas mais traem? A Ciência sabe

“Dar uma escapadinha”, “colocar chifre”, “pular a cerca”. Embora os sinônimo de traição sejam engraçados, a situação não costuma ser cômica para quem é traído. E, mesmo que seja bem difícil prever se você está prestes a receber um “enfeite”, a Ciência vem identificando padrões suspeitos, como a idade em que as pessoas mais traem e porque elas costumam fazer isso.

Ao contrário dos demais vestígios que já citamos aqui, como o sinal que as pessoas que traem deixam escapar, o perfume que elas mais usam e até mesmo se este comportamento infiel é mais frequente em homens ou mulheres, a idade em que as pessoas mais traem foi identificada na prática. Aliás, a estatística foi observada a partir de um site de paquera adultera bastante famoso no Reino Unido, o Illicit Encounters.

Conforme os relatórios do site, nos últimos 10 anos, a maioria das pessoas que criavam perfis na rede social estavam no último ano de cada década, como 29, 39 e 49 anos. Dentre estas, a idade mais problemática se mostrou os 39 anos.

4

A idade em que as pessoas mais traem x Ciência

E, se você está achando que existe muita especulação nesta história, uma pesquisa desenvolvida pelas Universidades de Nova York e da Califórnia comprovaram a tese da “idade em que as pessoas mais traem”. Para colher os dados, os pesquisadores consultaram relatórios de outros sites de paquera entre pessoas casadas, como o famoso Ashley Madison, e mostrou que pelo menos 18% dos usuários da rede social tinha a idade terminada em “9”.

1

Conforme os cientistas sociais, as chances ou a vontade das pessoas traírem nessas idades mais que dobram porque os finais de décadas, na idade, são considerados momentos de crises e revoluções pessoais. O problema é que, em alguns casos, essas mudanças despertam desejos pouco nobres, como uma espécie de rebeldia ou de necessidade de provar o proibido, bem como funciona a traição.

2

E, por falar em problemas conjugais, você precisa conferir ainda: 10 motivos insanos pelos quais as pessoas já pediram o divórcio.

Fonte: Exame