Curiosidades

Símbolo da ONU: conheça a história por trás do emblema

A Organização das Nações Unidas é uma das intituições mais importantes do mundo. No entanto, qual a história do símbolo da ONU?

A Organização das Nações Unidas (ONU) foi criada em 1945, um período no qual o mundo lidava com as consequências deixadas por duas grandes guerras. Desde então, essa instituição promove a cooperação internacional com o objetivo de impedir outro conflito bélico de nível mundial. Como resultado disso, o símbolo da ONU ganhou um peso representativo por todo o globo, mas o que esse emblema significa exatamente?

Pois então, aprovado um ano após a fundação da ONU, o símbolo que representa a instituição é descrito como uma “projeção azimutal equidistante do mapa mundo, centrada no Polo Norte”. Além disso, compondo a imagem, há também uma coroa de ramos de oliveira cruzados logo abaixo de cinco círculos concêntricos que integram a figura.

De acordo com a própria ONU, enquanto os ramos de oliveira simbolizam a paz, o mapa do mundo retrata a área em que a organização procura alcançar seu principal objetivo: paz e segurança. Ademais, juntamente com o logotipo, a ONU utiliza bandeiras como representação nos diferentes lugares em que opera.

A história da Organização das Nações Unidas

The Conversation

Assim como mencionamos anteriormente, após as duas grandes e devastadoras guerras mundiais, o mundo sofreu imensuráveis perdas. Então, no ano de 1945, representantes de 50 países decidiram por fim em qualquer possibilidade de um evento devastador nesse nível acontecer novamente.

Além de instaurarem a missão de evitar uma nova Guerra Mundial, esse grupo de nações se uniu para discutir a paz mundial. Em seguida, eles assinaram a Carta das Nações Unidas e uma equipe liderada por Oliver Lundquist ficou responsável por criar o desenho que estamparia a imagem da organização.

O símbolo da ONU

Símbolo da ONU: conheça a história por trás do emblema
Wikimedia Commons

O símbolo da ONU pode ser usado em documentos oficiais da intituição e também em materiais governamentais selecionados pela própria organização. Dessa forma, o emblema costuma ser aplicado em bandeiras hasteadas em cenários de conflitos, permitindo uma rápida identificação dos agentes e postos de ajuda das Nações Unidas.

Continua após a publicidade

Segundo a ONU, esse emblema desempenha um papel simbólico enquanto garante a esperança e os sonhos dos povos da Terra em alcançar a paz e a unidade mundial. E, falando em paz, o símbolo da ONU costuma ser impresso na cor branca sobre um fundo azul.

Embora a organização tenha sua própria descrição a respeito do simbolismo do emblema, os elementos que constituem o mesmo contam com seus próprios significados socioculturais. Veja abaixo:

  • Coroa de folhas e ramos de oliveira: além de simbolizar a paz, em culturas como a da Grécia Antiga e até mesmo no cristianismo, esse elemento representa vitória e triunfo;
  • Mapa do mundo: representa os países e simboliza a missão da organização de englobar todas as pessoas, culturas e credos sob um sistema onde a paz mundial reine;
  • Azul e branco: as cores oficiais do símbolo da ONU também carregam seu próprio significado. Enquanto o azul representa tranquilidade e espiritualidade, o branco simboliza paz e segurança. Além disso, o azul é o extremo oposto da cor da guerra, o vermelho;
  • Projeção azimutal: encontra-se centrada pelo Polo Norte, como se a Terra estivesse sendo cista de cima. Embora o hemisfério norte esteja projetado com grande exatidão, o hemisfério sul parece uma grande massa sem forma. Há uma crítica ideológica sobre essa escolha gráfica que afirma que a mesma condiz com o posicionamento da ONU de não contar com uma representação ativa dos países subdesenvolvidos, majoritariamente localizados no hemisfério sul.

A importância da ONU

Símbolo da ONU: conheça a história por trás do emblema
Open Media

Atualmente, a ONU é formada por 192 estados-membros e divide-se em diversas seções administrativas: Assembleia Geral; Conselho de Segurança (media conflitos); Conselho Econômico e Social (auxilia a cooperação econômica e social); Secretariado (fornece estudos e informações) e Tribunal Internacional de Justiça.

Além disso, a ONU integra o Sistema das Nações Unidas, o qual conta também com a Organização Mundial de Saúde (OMS); Programa Alimentar Mundial (PAM) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

E, antes que você se pergunte de onde vem o financiamento dessa intituição – que não deve ser nada barato – adiantamos que a ONU recebe contribuições de todos os seus Estados-membros. Aliás, o Brasil está entre os vinte maiores contribuntes das Nações Unidas e faz parte da mesma desde outubro de 1945.

E então, o que achou dessa matéria? Se gostou, confira também: Quantos países existem no mundo hoje?

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você