Sonda da Nasa pode ter encontrado provas de vida passada em Marte

A possibilidade de encontrar vida fora da Terra ou, mais especificamente, em Marte é uma ideia fascinante, não acha? Esta, aliás, é uma ideia que intriga os cientistas desde o século 19, embora ainda não exista uma prova concreta dessa possibilidade ser verdadeira. Ou, pelo menos, não existia até pouco tempo.

Conforme estudos da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, é possível que evidências de vida, finalmente, tenham sido encontradas. Isso porque os pesquisadores encontraram no El Tatio, no deserto do Atacama, no Chile, estruturas chamadas estromatólitos, formadas em ambientes que são ou já foram úmidos quando colônias de micróbios juntam sedimentos como depósitos de sílica.

2

Conforme os próprios investigadores, o lugar foi escolhido por ser considerado o mais parecido com Marte na superfície terrestre, especialmente devido as baixas temperaturas durante a noite e aos altos índices de radiação ultravioleta durante o dia. Mas esta não é a única coincidência com o “planeta vermelho”.

Vidas passadas em Marte

De acordo com os cientistas, estruturas muito parecidas com estas foram encontradas, pela sonda Spirit, da Nasa; na superfície de Marte, em 2007. A sonda explorava a cratera Gusev, próxima ao que seria a Linha do Equador marciana.

3

Os pesquisadores acreditam que estes estromatólitos podem ser provas de vidas passadas no planeta. Mas, por enquanto, a verdade é que ainda não dá para dizer muita coisa sobre as estruturas encontradas em Marte. Mesmo assim, já dá um friozinho na barriga, não?

E, embora a notícia seja instigante, verdade é que esta não é a primeira vez que “pistas quentes” são encontradas na supercífie do planeta vermelho, como você já viu por aqui: Nasa flagra mensagem em código morse na superfície de Marte.

Fonte: Revista Galileu