Negocios

Startup inglesa lança cripto no Brasil com rendimento de 12%

A startup inglesa Monolith lança cripto no Brasil com rendimento de 12%, a chamada Token.com, que promete bons retornos.

A startup inglesa Monolith anunciou, nesta terça-feira (8), o lançamento da Token.com em solo brasileiro. A plataforma utiliza finanças descentralizadas (DeFi) para oferecer aos clientes um retorno de até 12% por ano. Dessa forma, a startup inglesa lança cripto no Brasil com rendimento de 12%. Para que isso seja possível, a empresa criou uma solução por meio de uma carteira digital. Ela utiliza a stablecoin TerraUSD (UST), que fica pareada 1 para 1 com o dólar americano.

Assim, o processo funciona de forma que o usuário interessado deposite valores em reais na carteira. Em seguida, o valor recebe a conversão e automaticamente já passa a render. De acordo com a Token.com, o rendimento estimado é de cerca de 12% por ano, sem contar a variação de câmbio. Da mesma forma, os retornos estão ligados a empréstimos com criptoativos como garantia, realizados no protocolo DeFi Anchor, da blockchain Terra.

Em comunicado, a startup explica: “O usuário investirá em um ativo digital com acesso aos ganhos da própria Anchor, uma plataforma de empréstimos de baixo risco e sem histórico de prejuízos”. Esse protocolo funciona por meio de contratos inteligentes. Eles são programas de computador que atuam de forma automática conforme regras pré-estabelecidas, sem nenhum intermediário. Além disso, ele ainda oferece um rendimento para quem faz depósitos em UST na plataforma, o que deixa os ativos disponíveis para empréstimos.

Startup inglesa lança cripto no Brasil com rendimento de 12%

Medium

A companhia ainda explica que todo o lucro vem dos retornos gerados além dos 12% de juros disponíveis para os clientes. Assim, quem acessa o protocolo Anchor pode conseguir um rendimento anual próximo de 20%. Contudo, ainda é preciso lidar com a parte técnica dos contratos inteligentes. Portanto, a Token.com fica com uma porcentagem dos rendimentos e repassa o resto para seus clientes.

William Ou, CEO da Token.com e CCO do Monolith, diz que o potencial do DeFi é acessível para um grupo pequeno que tem conhecimento e tempo para operar diretamente do mercado. “Escolhemos o Brasil como o primeiro país a receber a Token.com pelo impacto que o produto pode ter. O real foi uma das moedas que mais perdeu valor nos últimos anos (mais de 35% desde 2020) e a maior parte da população não tem acesso a investimentos que possam proteger suas economias dessa desvalorização e ainda fazê-las crescer”.

Sendo assim, a intenção da companhia é agora tornar mais fácil o acesso ao DeFi, com menos burocracia como processos de cotação, transferência, criação de várias contas, taxas de saque e gestão de chaves criptográficas. Não existe um valor mínimo para usar a Token.com. Além disso, o resgate pode ser solicitado a qualquer momento, e vai direto para a conta bancária do cliente. A empresa ainda diz que, no futuro, será possível usar o saldo da carteira para conseguir outros tokens pelo aplicativo.

Fonte: InfoMoney

Próxima página »

Escolhidas para você