Sua assinatura pode revelar se você é uma pessoa autoconfiante

Sua assinatura, aquela usada em documentos e coisas importantes, costuma ser pequena e apertadinha ou é grande e espaçosa, do tipo que toma conta de toda a linha disponível? A pergunta pode parecer estranha, mas segundo a Ciência, a forma como você assina seu nome pode revelar muito sobre seu jeito de ser.

E, quando dizemos Ciência, é Ciência mesmo, não grafologia, como você já conferiu aqui, nesta outra matéria. Isso porque, ao contrário do que as pessoas pensam, entender como as pessoas são somente por meio de seus manuscritos é algo com o qual a Psicologia não compactua.

3

 

No caso da assinatura do próprio nome, no entanto, os cientistas concordam que existe um significado especial. Uma prova disso é um estudo recente, feito em parceria entre Uruguai e Holanda, que encontrou relação entre o nível de autoconfiança das pessoas, e outros traços de personalidade; com o tamanho de suas assinaturas.

Assinatura grande

Entre os 340 voluntários do estudo, foi possível perceber que as assinaturas maiores estavam diretamente ligadas a pessoas com tendências de dominância social ou autoconfiança. Pessoas que costumavam assinar o nome dessa maneira mais espaçosa tendiam a concordar mais facilmente com frases “Eu sou certamente autoconfiante” e “Não fico tímido próximo a estranhos”.

Signature

No caso de mulheres com assinaturas maiores, a tendência era de uma personalidade com traços mais narcisistas. Quando ocupavam mais espaço para escreverem seus nomes, elas costumavam concordar facilmente com frases como “Eu serei uma grande pessoa” ou “Eu sou especial”.

Limitações

Mas, claro, uma simples assinatura não indica que a pessoa seja, necessariamente, bem resolvida. Os pesquisadores, por exemplo, não conseguiram estabelecer qualquer relação entre o tamanho da assinatura e a autoestima de quem assinava.

Os resultados alcançados por meio do estudo foram controlados levando em consideração o tamanho do nome e da letra de cada um dos participantes para entender se eles exageram na hora de rubricar o nome ou se só têm muitos sobrenomes ou uma letra generosa. Ou todo mundo que tivesse um nome grande poderia ser considerado narcisista, não é verdade?

2

Agora, sobre a validade da palavra escrita como análise de traços de personalidade, a Psicologia ressalta que isso só é válido com relação à assinatura, como já dissemos no início. Especialistas afirmam que assinar o próprio nome é um exercício de autorreflexão, especialmente quando é feito sem um motivo especial (como quando a gente enche uma folha de papel com rubricas só para treinar).

Mas, parece que outros aspectos da vida também podem falar muito sobre as pessoas que somos, como mostra esta outra matéria: Jeito de digitar pode revelar sua identidade.

Fonte: Superinteressante, Science Direct