Teste do gênero oposto no Facebook é golpe para roubar seus dados

Há alguns dias, o teste do gênero oposto no Facebook se tornou a maior febre. Nem mesmo as celebridades escaparam da brincadeira e as transformações, a partir das fotos tiradas do Facebook, divertiram muita gente.

O que as pessoas não sabiam, no entanto, é que o teste de gênero oposto no Facebook se trata de um golpe.

Aos que tudo indica, as pessoas que utilizaram o aplicativo da empresa russa Kueez, sem saber, fornecem seus dados pessoais, como nome, data de nascimento; e todas suas fotos e imagens no Facebook, além da lista de amigos, informações de contato, endereço de e-mail e tudo o mais que é usado para se logar à rede social.

Ainda tem muito mais

Mas isso ainda não é a pior parte da história. Quem faz o teste do gênero oposto ainda está exposto a outras “espionagens” da empresa, segundo a própria política de privacidade da Kueez, que envolvem o modelo do celular ou do computador do usuário, sua localização, áreas de interesse e muito mais.

Quem entende do assunto explica que essa não é a primeira nem a última vez que aplicativos de entretenimento como o do teste do gênero oposto usam esse tipo de golpe para captar os dados pessoais dos usuários, que não costumam ler os termos de política de privacidade nos apps.

Onde eles utilizam seus dados?

Agora, se você fez o teste e quer saber onde seus dados serão usados, a resposta é um tanto assustadora: a Kueez não deixa claro.

Geralmente, os dados são usados para gerar anúncios personalizados, mas a empresa diz que pode compartilhar suas informações com “terceiros interessados em lhe fornecer determinados conteúdos promocionais” ou mesmo utilizar suas fotos em jogos e teste,”como parte integrante dos serviços” que eles oferecem.

Ou seja, sua imagem pode aparecer em certos questionários ou jogos, mesmo para pessoas que você não conhece.

Como se livrar do golpe do teste do gênero oposto?

E, se você fez o teste do gênero oposto no Facebook, calma que ainda tem jeito. A situação pode ser revertida, pelo menos segundo a empresa responsável pelo app. Para isso, você só tem que remover todos os dados pessoais do banco de dados deles.

Outra forma de proteger suas informações pessoais é desvinculando o aplicativo da empresa do seu perfil no Facebook. Você consegue fazer isso indo até Configurações de Aplicativos do Facebook, encontrando o Kueez e deletando o app (ao clicar no X).

O único problema é se suas informações já estiverem no bando de dados da empresa. Nesse caso, ela alerta que eles não serão apagados, embora essa ação impeça que novos dados e arquivos sejam enviados a ela.

E então, você também caiu nesse golpe? Você costuma ler os termos de política de privacidade dos aplicativos que utiliza? Não deixe de comentar!

Agora, falando em apps, esse, com certeza, é a melhor ideia que alguém já teve: Esse aplicativo bloqueia seu cartão quando você está bêbado.

Fonte: Curta Mais, Época, Uol