Listas

Urina verde? Conheça 4 causas comuns e o que fazer

A causa mais comum de urina verde é infecção do trato urinário, mas medicamentos e corantes alimentares também podem causá-la.

Existem várias causas possíveis de urina verde. A infecção do trato urinário é a mais comum, e, neste caso, a urina pode aparecer escurecida ou turva.

Contudo, a urina verde é uma condição rara e mais comumente resulta de consumo de corantes alimentares ou do uso de certos medicamentos.

As condições que resultam em sangramento no trato urinário provavelmente não causam urina verde. Desse modo, as causas mais prováveis de urina verde, incluem:

1. Medicamentos

Basicamente, existem sete medicamentos que podem colorir o xixi de verde. A mudança de cor é devido a uma reação química. Com efeito, quando um pigmento azul no medicamento se mistura com a cor amarela natural da urina, isso faz com que pareça verde (ou verde-azulado).

Em muitos casos, a causa da mudança de cor é algo chamado de “grupo fenol” na estrutura química da droga. Então, quando seu corpo o decompõe, produz pigmentos azuis na urina. Depois de misturados com os pigmentos amarelos (urocromo) na urina, o resultado final é a urina verde.

Medicamentos que podem deixar a urina verde

  • Prometazina
  • Cimetidina
  • Metoclopramida
  • Amitriptilina
  • Indometacina
  • Propofol
  • Azul de metileno

Quando a causa da urina verde é medicação, geralmente não há com o que se preocupar. Assim, a cor deve desaparecer dentro de algumas horas ou quando você parar de tomar o medicamento.

Continua após a publicidade

2. Infecção urinária e icterícia

Existem apenas duas causas de xixi verde que são graves, e ambas são muito raras. Embora muito incomum, uma infecção urinária com a bactéria Pseudomonas aeruginosa pode causar uma coloração verde-azulada. Isso acontece porque as bactérias produzem piocianina, um pigmento azul.

A outra causa séria de urina verde é a icterícia. Esta condição pode acontecer se você tiver problemas sérios com o fígado, pâncreas ou vesícula biliar.

Em suma, a icterícia é um acúmulo de bile (bilirrubina) no sangue que causa um amarelecimento – e às vezes uma descoloração esverdeada – da pele, olhos e urina.

Em ambos os casos é muito importante procurar um médico urologista para fazer o tratamento adequado.

3. Certos alimentos e vitaminas do complexo B

Quando você come alimentos específicos, como aspargos ou que contenham corante alimentar, a coloração pode acabar afetando a tonalidade da sua urina, fazendo com que ela fique verde.

Além disso, as vitaminas do complexo B também podem fazer com que a urina pareça verde. Pode ser um excesso de vitamina B através de suplementos ou alimentos. Portanto, cuidado com a vitamina B6, principalmente na sua dieta de rotina.

4. Exames com contraste

Por fim, os corantes usados ​​em alguns exames médicos que analisam a função renal e da bexiga podem tornar a urina verde, ou azul-esverdeada.

Geralmente, neste caso é recomendado apenas aumentar a ingestão de água, para o xixi voltar a cor normal logo.

Contudo, se a mudança de cor também estiver acompanhada de sintomas, consulte um médico para descobrir o que está acontecendo.

Quando consultar um médico

Em suma, as cores da urina revelam muito sobre sua saúde e a tonalidade da sua urina depende de quantidade de água que você bebe.

Entretanto, a urina normalmente fica mais escura pela manhã, porque o corpo fica um pouco desidratado durante a noite. As cores saudáveis ​​da urina são claras a amarelo claro e amarelo a amarelo escuro.

Em casos raros, o xixi pode mudar de cor e ficar verde por exemplo. No entanto, nem sempre isso representa um problema grave como você viu acima, mas procure atendimento médico imediato se você tiver algum destes sintomas abaixo:

Então, achou este artigo sobre urina verde interessante? Pois, leia também: O que acontece se você segurar o xixi por muito tempo?

Bibliografia
HARVARD HEALTH. Red, brown, green: Urine colors and what they might mean. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/newsletter_article/red-brown-green-urine-colors-and-what-they-might-mean>.
JOURNAL OF ANAESTHESIOLOGY, CLINICAL PHARMACOLOGY. Green urine: A cause for concern?. 2017. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5374818/?report=reader>.
Hooton TM. Clinical practice. Uncomplicated urinary tract infection. N Engl J Med. 2012;366(11):1028-37.
Wagenlehner FM, Weidner W, Naber KG. An update on uncomplicated urinary tract infections in women. Curr Opin Urol. 2009;19(4):368-74.
Masson P, Matheson S, Webster AC, Craig JC. Meta-analyses in prevention and treatment of urinary tract infections. Infect Dis Clin North Am. 2009;23(2):355-85.
Roriz JS, Vilar FC, Mota LM, Leal CL, Pisi PC. Infecção do trato urinário. Medicina (Ribeirão Preto). 2010;43(2):118-25.

Fontes: Tua Saúde, Lume UFRGS

Próxima página »

Escolhidas para você