Mundo Animal

Ursos: características, hábitos, espécies, habitat

Existem oito diferentes espécies de ursos espalhadas por todo o mundo, leia e descubra quais são elas neste artigo.

Os ursos são mamíferos que pertencem à família Ursidae, alimentam-se dependendo da espécie de carne, peixe, plantas e até insetos. Seu tamanho varia de 1 a 2,8 metros de comprimento total e pesa de 25 kg a mais de 600 kg, no caso do urso polar. Por outro lado, o macho costuma ser 20% maior que a fêmea e pode ser encontrado na América, Europa e Ásia.

Além disso, os vários tipos de ursos que existem devem-se à sua localização na Terra. Assim, eles apresentam diferenças na sua constituição física, peso máximo e na cor da sua pelagem. Entretanto, todos eles têm os mesmos hábitos comportamentais característicos do urso. Confira as espécies a seguir:

  1. Urso-de-óculos;
  2. Urso-beiçudo;
  3. Urso-do-sol (Malaio);
  4. Urso-negro-asiático;
  5. Urso-negro-americano;
  6. Urso-polar;
  7. Urso-pardo;
  8. Urso panda-gigante.

Características gerais dos ursos

Os ursos são cobertos por pêlos longos, grossos e ásperos que podem ser marrons, pretos, brancos ou malhados. Seus corpos são muito volumosos e robustos e são acompanhados por membros curtos.

Ao contrário de outros carnívoros, esses mamíferos têm dentes adaptados principalmente para uma dieta baseada em vegetais. No entanto, os dentes do urso polar se adaptaram às suas necessidades carnívoras.

Continua após a publicidade

O urso não tem um habitat específico. Já que pode viver no Pólo Norte, nas florestas de temperaturas quentes e até nas planícies. Este animal adapta-se facilmente a qualquer habitat onde se encontre, apenas necessita de comida suficiente e de um local onde possa realizar o seu processo de hibernação.

Além disso, esse animal vive na natureza por até 25 anos e em cativeiro por até 35 anos. Isso porque eles não possuem nenhum outro predador que não seja outro urso, ou o ser humano.

Com relação a reprodução, a maturidade sexual varia de acordo com a espécie. Isso depende da condição física e da dieta. As fêmeas pertencentes às espécies menores podem se reproduzir em idade precoce, em comparação com as maiores, que costumam fazê-lo entre quatro e nove anos.

As fêmeas dão à luz de um a quatro ursos, mas na maioria das vezes são dois. Contudo, ao nascer, os filhotes de urso não apresentam dentes e pêlos.

Continua após a publicidade

Espécies de ursos

1. Urso-pardo

Ursos: características, hábitos, espécies, habitat

  • População: 200.000 animais;
  • Habitat: América do Norte, Europa e Ásia;
  • Reprodução: os ursos marrons acasalam de maio a julho, e segue-se um período de gestação de 180 a 266 dias;
  • Alimentação: plantas e carne;
  • Risco de extinção: pouco preocupante.

O urso-pardo é um dos maiores carnívoros existentes e é a espécie de urso mais amplamente distribuída no mundo. As subespécies de urso-pardo podem ser encontradas na América do Norte, Europa e Ásia.

As características mais marcantes do urso pardo são sua pelagem espessa e densa, sua pequena cauda (apenas 7 ou 8 cm) e sua enorme cabeça, encimada por duas pequenas orelhas arredondadas. O urso-pardo nem sempre é marrom, sua pelagem pode variar de creme ou prata a quase preto.

Além disso, o urso-pardo tem uma pequena protuberância no ombro, orelhas redondas, focinho comprido e patas grandes com garras longas e curvas que usa para cavar.

Continua após a publicidade

Ao contrário do urso negro, ele não pode subir em árvores. Assim, ele pode pesar entre 80 e 500 kg e sua altura pode chegar quando está de pé sobre as patas traseiras, podendo medir até 1,5 m de altura.

2. Urso-polar

  • População:entre 25.000 e 40.000 animais;
  • Habitat: Alasca, Canadá, Rússia, Groenlândia e Noruega;
  • Reprodução: geralmente a fêmea dá a luz a dois filhotes, após um período de gestação de 195 a 265 dias;
  • Alimentação: carne (peixes e focas aneladas e barbudas);
  • Risco de extinção: em perigo.

É a maior espécie de todos os ursos e é o maior carnívoro terrestre da Terra. Acredita-se que tenha evoluído entre 250.000 e 100.000 anos atrás, quando vários ursos pardos siberianos foram separados por geleiras. À medida que avançavam cada vez mais para o norte, eles se adaptavam ao ambiente hostil do Ártico.

Atualmente é encontrado nas regiões árticas do Alasca, Canadá, Rússia, Groenlândia e Noruega. Além disso, devido à sua ligação ao oceano, é considerado um mamífero marinho.

Continua após a publicidade

Para isolamento, os ursos polares têm uma casca externa e um subpêlo denso. Desse modo, tanto o pelo quanto a pele são oleosos e altamente repelentes à água, de modo que podem facilmente eliminar a água e secar rapidamente.

Os cientistas estimam que existam entre 25.000 e 40.000 ursos polares no mundo. Na natureza, estima-se que os ursos polares vivam entre 25 e 30 anos.

3. Urso-negro-americano

Ursos: características, hábitos, espécies, habitat

  • População: 80.000 animais;
  • Habitat: Estados Unidos, Canadá e México;
  • Reprodução: normalmente a fêmea dá a luz a dois filhotes, após um período de gestação de 193 a 266 dias;
  • Alimentação: plantas e carne;
  • Risco de extinção: pouco preocupante.

Também chamado de urso-americano, é o urso mais comum encontrado nas florestas da América do Norte e em algumas partes do México. E embora seja de uma única espécie, sua cor varia, mesmo entre membros da mesma ninhada. Como a maioria dos ursos, o urso-negro-americano é considerado onívoro.

Continua após a publicidade

É um animal de porte médio que apresenta o andar plantígrado característico dos ursos: suas garras são adaptadas para rasgar, cavar e subir em árvores. A pelagem pode ser preta, marrom, azulada e até totalmente branca e no peito costuma ter uma mancha branca em forma de estrela.

O peso das fêmeas é de cerca de 70 kg, o dos machos é de cerca de 130 kg (alguns espécimes podem pesar 250 kg ou mais) e o dos filhotes de urso é de apenas 0,5 kg ao nascer. Os animais que vivem no norte da cordilheira são um pouco mais leves do que os do sul.

4. Urso panda-gigante

Ursos: características, hábitos, espécies, habitat

  • População: 2.000 animais;
  • Habitat: China, Mianmar e Vietnã;
  • Reprodução: a gestação é de apenas um filhote e dura 95 a 160 dias;
  • Alimentação: plantas (especialmente bambu) e pequenos mamíferos;
  • Risco de extinção: criticamente ameaçada.

Hoje os pandas ou pandas gigantes são classificados na família Ursidae como ursos, embora no passado tenham sido agrupados na família Procyonidae à qual pertencem os guaxinins e os pandas menores.

Continua após a publicidade

Seu nome chinês, Da Xiong Mao, significa Grande Urso. Atualmente, acredita-se que existam cerca de 2.000 indivíduos vivendo em seu ambiente natural no sudoeste da China. O resto está em zoológicos.

Ao mesmo tempo, os pandas gigantes habitavam a maior parte do sul e leste da China, norte de Mianmar e norte do Vietnã. No entanto, por milhares de anos, a caça, as mudanças climáticas, a agricultura e o desenvolvimento da terra diminuíram continuamente seus números e os forçaram a ir para as montanhas.

Assim, seu habitat hoje foi reduzido a florestas de bambu em 6 cadeias de montanhas separadas na China central. Com relação as suas características, as pupilas do panda têm uma espécie de fenda vertical como muitos animais noturnos e têm excelente visão noturna.

No entanto, eles são míopes e acredita-se que tenham visão de cores limitada. Eles têm sentidos extremamente aguçados de audição e olfato. Os adultos podem pesar entre 70 e 125 kg e medir até 1,90 m de comprimento.

Continua após a publicidade

5. Urso-beiçudo

  • População: 7.000 e 10.000
  • Habitat: Índia, Sri Lanka, Nepal, Butão e Bangladesh;
  • Reprodução: dão à luz em dezembro e janeiro, com um período de gestação entre 6 e 7 meses;
  • Alimentação: plantas e carne;
  • Risco de extinção: vulnerável.

Acredita-se que o urso-beiçudo tenha evoluído no início da época do Pleistoceno (aproximadamente 1.800.000 anos atrás). Existem 2 subespécies: o urso-beiçudo indiano (Melursus ursinus ursinus) e o urso-beiçudo do Sri Lanka (Melursus ursinus inornatus).

O urso-beiçudo é nativo do subcontinente indiano. A subespécie indiana habita regiões de florestas e pastagens da Índia, Bangladesh, Nepal e Butão.
Já a subespécie do Sri Lanka é encontrada apenas na ilha do Sri Lanka, especificamente nas florestas de planície.

Eles têm pêlo preto longo e desgrenhado com uma marcação em forma de V branca ou amarela suja no peito, semelhante à do urso-do-sol e do urso-negro-asiático. Seu rosto é coberto por pelos bem mais curtos, incluindo o focinho comprido, que é branco sujo ou cinza.

Continua após a publicidade

O número de ursos-beiçudo diminuiu continuamente ao longo dos anos. Sua população total é estimada entre 7.000 e 10.000. Como acontece com a maioria dos animais selvagens, a maior ameaça à sua existência é a destruição de seu habitat.

6. Urso-de-óculos

  • População: aprox. 2.000 animais;
  • Habitat: Venezuela, Colômbia, Equador, Bolívia e Peru;
  • Reprodução: possuem um período de gestação de 215 a 258 dias, nascendo em média 2 filhotes;
  • Alimentação: plantas, como palmeiras, cactos ou bulbos de orquídeas; e carne;
  • Risco de extinção: vulneráveis.

É a única espécie viva de urso nativa da América do Sul. Com efeito, eles são os únicos sobreviventes de uma subfamília de ursos de cara curta que varreu as Américas do Norte e do Sul durante a última era glacial.

O urso-de-óculos é uma das espécies de ursos mais ameaçadas do mundo, perdendo apenas para o urso panda gigante, do qual são os parentes mais próximos.

Continua após a publicidade

Mesmo como criaturas arbóreas, preferem florestas densamente úmidas e passam boa parte do tempo nas árvores onde constroem plataformas para se alimentar e dormir. Embora não sejam territoriais, tendem a ser solitários e evitam uns aos outros, exceto quando acasalam ou criam filhos.

Acredita-se que existam menos de 2.000 ursos-de-óculos na natureza. Devido ao contínuo assentamento humano causando isolamento e fragmentação da população de ursos, problemas generalizados de endogamia foram observados afetando a vitalidade genética das espécies de ursos.

Eles estão listados como vulneráveis ​​na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais.

7. Urso-malaio

Ursos: características, hábitos, espécies, habitat

Continua após a publicidade
  • População: 1.000 a 1.500 animais;
  • Habitat: Sudeste Asiático;
  • Reprodução: dão à luz em qualquer época do ano, pois eles não hibernam. Seu período de gestação é entre 95 a 100 dias;
  • Alimentação: lagartos, roedores e mel;
  • Risco de extinção: vulnerável.

Além de ser a menor espécie de urso do mundo, o urso-do-sol ou urso-malaio (Ursidae helarctos malayanus) também é uma das mais raras.

Em suma, o nome do urso-do-sol é derivado do pedaço de pelo dourado em forma de meia-lua em seu peito. Também é conhecido como urso-do-mel por causa de sua extrema predileção por mel.

O urso-malaio é encontrado principalmente nas florestas tropicais do Sudeste Asiático e acredita-se que seja encontrado nos seguintes países: Índia, Bangladesh, Mianmar (antiga Birmânia), Tailândia, Camboja, Vietnã, Indonésia, bem como Malásia, Brunei e Laos. Aliás, a única subespécie de urso-do-sol (Helarctos malayanus euryspilus) é vista apenas na ilha de Bornéu.

Seu pelo preto é curto e denso e repele chuva, lama e outros detritos com bastante eficiência. Além disso, a cor do focinho curto do urso varia de cinza claro a laranja, muitas vezes estendendo-se ligeiramente acima de seus olhos pequenos.

Continua após a publicidade

Por fim, as duas principais ameaças aos ursos-do-sol e outros são a perda de habitat e a caça comercial.

8. Urso-negro-asiático

Ursos: características, hábitos, espécies, habitat

  • População: 5.000 a 6.000 animais
  • Habitat: Coréia, China, Rússia e Japão;
  • Reprodução: dão à luz de um a dois filhotes após um período de gestação de 200 a 240 dias;
  • Alimentação: frutas, nozes, bagas e mel;
  • Risco de extinção: vulnerável.

Literalmente, seu nome significa “urso da lua do Tibete”. É chamado de urso da lua por causa da grande marca amarelada em forma de crista em seu peito. Também é conhecido como urso-negro tibetano e urso-negro-do-himalaia.

Os ursos-negros-asiáticos preferem áreas montanhosas densamente arborizadas e florestas tropicais úmidas. Contudo, às vezes, eles podem ser encontrados em altitudes de até 4.000 metros.

Continua após a publicidade

Por fim, ele está listado como vulnerável pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN).

Fontes: Infoescola, Britannicaescola, Superinteressante, Biologianet

Leia também:

Qual o menor urso do mundo e onde vive a espécie?

Continua após a publicidade

Morcego-panda: um animal raro com cores incomuns

12 fatos curiosos e adoráveis sobre as focas que você não sabia

Serranus tortugarum: o peixe que troca de gênero todos os dias

20 curiosidades incríveis sobre as vacas que você precisa saber

Continua após a publicidade

Gafanhoto cor-de-rosa: conheça essa rara criatura da natureza

Lagartos: características, habitat, tipos, alimentação

Próxima página »

Escolhidas para você