Notícias

2 milhões de imigrantes entre a fronteira dos EUA e México são presos

Uma quantidade superior a 2 milhões de imigrantes entre a fronteira dos Estados Unidos da América (EUA) e México foram presos no último ano.

Uma quantidade superior a 2 milhões de imigrantes entre a fronteira dos Estados Unidos da América (EUA) e México foram presos no último ano. Sendo assim, o maior número de prisões tiveram registros nos meses de julho e agosto. Ou seja, aproximadamente 178 mil estrangeiros ilegais nesse período. 

No entanto, no último mês de 2021 também houve uma grande quantidade de casos de imigrantes entre a fronteira dos EUA e do México. O levantamento do Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras estadunidense (CBP) mostrou que foram 178.840 presos. 

Dos 2 milhões de estrangeiros ilegais, 1,25 milhão eram adultos solteiros. Além disso, 600 mil estavam com um parente durante a travessia. Por fim, 170 mil  imigrantes entre a fronteira dos EUA com o México eram menores de idade sem a presença de um responsável. 

Por isso, um número superior a 1,1 milhão de estrangeiros ilegais foram expulsos para o México. Contudo, também houve casos em que foram mandados de avião para outros países.

Comunicado sobre os estrangeiros ilegais

2 milhões de imigrantes entre a fronteira dos EUA e México são presos

A líder do Partido Republicano, Ronna McDaniel, comunicou que a culpa desse número extremo foi do presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Joe Biden, e também da vice-presidente, Kamala Harris. A razão disso é que MacDaniel acredita que a dupla gerou uma “crise humanitária histórica”.

Ainda segundo a Ronna, os cartéis e contrabandistas cresceram expressivamente durante a liderança de Biden. Além disso, a líder do Partido Republicano também disse que os guardas de fronteira estão sobrecarregados e a comunidade estadunidense está cada vez menos segura. 

Depois da pandemia

Os casos de imigrantes entre a fronteira dos EUA e do México diminuíram significativamente durante a pandemia do novo coronavírus. No entanto, estrangeiros ilegais começaram a fazer a travessia novamente um pouco antes do presidente Joe Biden assumir o cargo há um ano. 

Além disso, os números só pioraram depois que assumiu a presidência. Em resposta, o presidente dos EUA tentou justificar ao dizer que seriam situações sazonais.

 Veja também sobre a ACI afirma que restrições em viagens aéreas são desnecessárias!

Próxima página »

Escolhidas para você