Como descobrir se estão roubando sua internet Wi-Fi

A velocidade de sua internet não está boa? Você está desconfiado que estão roubando sua internet? Se você está enfrentando essas dúvidas, a matéria de hoje foi feita para você. Isso porque vamos ensinar algumas formas simples e conclusivas de checar se seus vizinhos estão realmente se aproveitando de sua boa vontade.

Até porque, roubar internet alheia é crime, sabia? E, se você está pagando por sua conexão, é mais que natural que você queira que ela sirva bem à você e às pessoas que você autorizar utilizá-la, não é mesmo?

Como você vai ver, existem formas simples de checar se estão roubando sua internet Wi-Fi, apenas observando alguns sinais relacionados ao seu roteador e à sua conexão em si. Ao mesmo tempo, programas e aplicativos voltados ao assunto denunciam, de forma assertiva, quem está ou esteve conectado à sua internet sem sua permissão.

Legal, não é? Mas o mais interessante disso tudo é saber o que fazer caso alguém realmente esteja roubando sua internet. E isso você também descobre na lista abaixo, onde tudo está muito bem explicado. Quer ver?

Confira como descobrir se estão roubando sua internet Wi-Fi:

1. Primeiros sinais

4

Os primeiros sinais de que pode ter alguém roubando sua internet é o fato da conexão ficar mais lenta em algumas horas do dia e se ficar lenta com certa frequência. Além disso, seu próprio roteador pode dar o alarme: se você desligar todos os aparelhos de sua casa que são conectados à internet, e a luz destinada Wi-Fi (WLAN) continuar piscando, é sinal de que algum equipamento continua consumindo sua conexão ou que estão roubando sua internet em algum lugar nas proximidades.

2. Descobrindo o ladrão

2

Se você confirmar que alguma coisa está errada em sua internet, por meio dos “testes” que ensinamos acima, programas e aplicativos específicos para tirar esse tipo de dúvidas podem ajudar você. Fing, para Android e iOS; Network, Discovery e Net Scan, para Androids; e IP Network Scanner ou iNet, apenas para iOS; são algumas boas escolhas, segundo o site G1.

Já, se você preferir fazer o teste usando o computador, o mesmo site indica programas como Angry IP Scanner e Wireshark, perfeitos para vários tipos de plataformas. Se, no entanto, você tem um Windowns suas opções aumentam e você pode escolher ainda entre o Wireless Network Watcher e o Microsoft Network Monitor.

Todos esses programas e aplicativos revelam, quando instalados e devidamente configurados, quantos dispositivos estão conectados à sua rede. Eles também identificam os dispositivos pelo endereço de IP. Isso, com certeza, vai revelar se estão roubando sua internet ou não.

3. Quem se conectou antes de você?

1

Agora, se o suposto ladrão de Wi-Fi não estiver conectado à sua internet ao mesmo tempo que você, os programas que mostramos não vão ajudar. Para saber se alguém esteva logado à sua internet enquanto você estava fora de casa ou em um horário em que você não costuma usar a conexão, o certo é acessar as informações do seu roteador.

Para isto, você vai precisar do seu endereço de IP, uma série numérica, normalmente separadas por pontos, de três em três. Esse número, normalmente, pode ser encontrado no manual do reteador ou em seu próprio computador.

No Mac, você precisa acessar o ícone do Wi-Fi, e, no menu, ir até Abrir centro de dados e recursos compartilhados. Depois, encontre Conexão de área local ou Conexão de redes sem fio. Então, vá até Detalhes, onde uma janela vai se abrir com o endereço de IP, identificado como Porta de link predeterminado IPv4.

Já, no Windowns, você precisa digitar “ipconfig/all” em Busca. Depois, vá em Conexão LAN sem fio e, então, em Endereço físico. Nesse último ambiente estará seu endereço de roteador.

Com o endereço de IP do seu roteador à mão, você só precisa colá-lo na barra de busca de seu navegador. Isso permitirá acessar a rede do roteador e, depois de se logar, vai conseguir descobrir quem esteve logado à sua internet até aquele momento.

4. Blindando a rede

3

Para acabar com a graça do ladrão de Wi-Fi, a melhor coisa é blindar sua rede contra os invasores. Você precisará, então, alterar sua senha e, se possível, até mesmo o nome que identifica sua conexão. Se você quiser aprender como criar uma senha realmente complexa e segura, confira essa outra matéria.

5

Além disso, você pode configurar seu roteador para que apenas dispositivos com endereços MAC concretos acessem sua internet.

E, falando em web, essa matéria também pode ser muito útil para sua vida: 8 formas de driblar o limite de dados da internet no dia-a-dia.

Fontes: G1, Olhar Digital