Curiosidades

Conheça 12 dicas infalíveis para estudar melhor, segundo a Ciência

Apesar de importante e muitas vezes obrigatório, muita gente tem dificuldade para entender como estudar e otimizar o aprendizado

Por P.H Mota

O estudo faz parte da vida desde muito cedo. Assim que entramos na escola, começamos uma jornada de aprendizado que se transforma, mas dificilmente chega ao fim. Ainda assim, muita gente tem dificuldades para saber como estudar de forma efetiva.

Para quem está na escola, por exemplo, conciliar o esforço em aula com sessões de revisão extra em casa pode ser um desafio. Entretanto,a disciplina de uma rotina de estudos de diária pode fazer toda a diferença.

Ao desenvolver hábitos que ensinam como estudar, o aprendizado flui de forma mais natural. Dessa maneira, momentos em que o conhecimento é colocado à prova soam como apenas mais uma sessão de estudos.

12 dicas infalíveis para estudar melhor, segundo a Ciência

1. Mantenha a organização

Antes de tudo, é importante desenvolver uma organização para o momento de aprendizado. Se você não sabe como estudar, comece com a organização dos materiais e do local. Assim, será possível associar o local ao hábito e praticá-lo com mais facilidade.

Por causa disso, é interessante que seja um lugar utilizado somente para essa tarefa. Ao compartilhar o ambiente com outras atividades, principalmente de lazer, existe mais chance de procrastinação. Uma boa ideia, inclusive, pode ser um local ar livre, num ambiente livre de distrações.

Também é importante focar na organização dos materiais. Guarde tudo sempre no mesmo lugar e separe apenas o necessário durante a sessão do dia. O hábito de preparar e guardar os materiais enriquece o hábito de estudar e desfavorece a procrastinação.

Continua após a publicidade

2. Gerencie melhor o seu tempo

A principal recomendação é estudar com frequência, ou seja, não deixar apenas para as vésperas de provas. Dessa maneira, utilizar a divisão de aulas pode funcionar como bom guia para escolher os conteúdos.

Se, por exemplo, tiver aula de Português, Matemática, História e Química durante a manhã, separe um hora da tarde para cada uma das disciplinas. Ao revistar o conteúdo e resolver exercícios, é possível fixar o aprendizado e reduzir a curva do esquecimento.

Desde 1885, o tema é estudado pela ciência. Segundo resultados modernos, a chance de retenção de um conteúdo chega a até 80% quando ele é revisado em um prazo de 24 horas.

Entretanto, nunca deixe o momento de revisão para a madrugada. Isso porque o sono prejudicado não beneficia o aprendizado. Caso o cérebro não possa descansar, fica sobrecarregado e incapaz de reter novos conteúdos.

3. Lembre-se de descansar

A melhor forma de fixar o aprendizado e evitar o esquecimento é manter uma rotina. Isso porque, além de garantir a fixação do conteúdo, é possível se deparar com dúvidas em tempo de consultar um professor.

É melhor ter questionamentos numa sessão de estudos e levá-lo para uma aula do que se deparar com o problema apenas durante uma prova, não é mesmo Além disso, deixar para estudar apenas antes de uma prova pode criar falsas associações que levam a conclusões erradas.

Continua após a publicidade

Antes das provas, o ideal é buscar descansar. Qualquer coisa que ajude a eliminar o estresse e aliviar a tensão pode funcionar nesse momento.

Inclusive, durante as próprias sessões de estudo é importante fazer pausas. As atividades mais indicadas nesse momento são caminhar, seja em casa ou ar livre, se alimentar bem e se hidratar.

Por outro lado, fuja de distrações como internet, TV, bem como videogames, celulares e tudo que puder tomar grande parte do seu tempo durante os intervalos.

4. Faça um cronograma ou lista de tarefas

Fazer malabarismos com vários projetos e prazos na escola pode ser estressante. Além disso, quando você está trabalhando em uma tarefa, é fácil esquecer outra. Desse modo, você pode ajudar a organizar seus prazos e gerenciar seu tempo de forma mais eficiente com um cronograma adequado.

Descubra quando você é mais produtivo e reserve um tempo para a lição de casa e as atividades. Manter um planejador ou calendário digital ajudará você a acompanhar suas aulas e tarefas.

Ademais, os planners de papel são perfeitos para quem gosta de escrever listas de tarefas e agendar compromissos à mão. Um estudo sugere que o simples ato de escrever as coisas ajuda a aumentar sua concentração e memória.

Continua após a publicidade

5. Evite distrações

Notificações constantes e mensagens de texto são o inimigo de todo estudante. Coloque o telefone no modo silencioso ou no modo “Não perturbe” e feche as guias desnecessárias no computador.

Se você precisar da Internet, mantenha uma guia aberta. Você pode combater as distrações online bloqueando ou ocultando sites e aplicativos que desperdiçam tempo.

Aqui também é valido destacar que apesar da facilidade que os equipamentos eletrônicos proporcionam, usar livros e materiais impressos é mais eficiente na hora de memorizar.

Aliás, um professor de psicologia da Universidade de Leicester descobriu que ao consultar material impresso ou escrito, os alunos precisavam de menos repetição para aprender quando comparado a uma tela de computador, notebook ou tablet.

6. Divida seu trabalho em tarefas menores

Derrote a procrastinação dividindo um grande projeto em pequenas partes. É mais fácil motivar-se a fazer algo em tarefas menores do que pular em uma tarefa enorme.

Se você está tendo dificuldades para estudar ou fazer o trabalho, divida seu tempo de forma eficaz. Tente fazer uma pausa de 10 minutos para cada 25-30 minutos de trabalho que você faz.

Continua após a publicidade

Estudos mostram que fazer pausas pode ajudá-lo a reter informações e aumentar a produtividade – leia aqui sobre a Técnica Pomodoro.

7. Use fones de ouvido

Se você estiver trabalhando em um ambiente barulhento, use fones de ouvido com abafamento de ruído. Ouvir música através de fones de ouvido também pode eliminar ruídos perturbadores, como pessoas falando muito alto ou trabalhos de construção.

Muitas vezes, porém, a música com letras pode ser muito perturbadora. Portanto, os pesquisadores sugerem ouvir música clássica ou instrumental para melhorar a concentração.

8. Encontre o ambiente certo para estudar

Alguns alunos estudam melhor com um pouco de ruído de fundo, enquanto outros precisam de silêncio total. Conheça o seu estilo de estudo e o tipo de ambiente que prefere. Você é o tipo de pessoa que trabalha melhor em silêncio na biblioteca? Ou você prefere que haja barulho no ambiente?

Experimente alguns espaços diferentes e veja como funciona cada sessão de estudo.

9. Limpe sua mesa de estudos

Sua mesa está cheia de pilhas de papéis e notas adesivas? Se sim, é hora de se organizar. Um espaço de trabalho bagunçado pode impedir que você faça seu trabalho. Então, vá até sua mesa e mantenha apenas o essencial.

Continua após a publicidade

Em outras palavras, um espaço de trabalho limpo pode ajudar a reduzir a ansiedade e abrir espaço para a motivação.

10. Adote o Método Leitner

A técnica de estudo amplamente utilizada e eficaz que todo aluno aplica ao se preparar para os testes é o uso de “cartões de memorização”. Este método começou no século XIX, o que foi corroborado por vários estudos, que tal técnica pode melhorar a memória ativa.

Em suma, ela desenvolve a capacidade da pessoa de se lembrar de informações significativas por um tempo prolongado. Este método requer cartões de memorização, que irão testar o quão bem o aluno se lembra do texto ou gráficos em cada cartão. Assim, isso os ajuda a se concentrar mais nos cartões com os quais estão tendo dificuldade.

Na prática, os cartões usados ​​conterão texto diferente em ambos os lados e serão colocados em diferentes caixas rotuladas. Assim você deve passá-los da “caixa desconhecida” para a “caixa muito familiar”, a medida que for se familiarizando com o assunto.

Cada caixa tem uma variedade de intervalos de repetição. Caso você dê uma resposta incorreta, deve colocar o cartão na caixa anterior.

Por meio dessa técnica, pode-se garantir que os alunos se concentrem mais na parte difícil da lição e diminuam o foco em tópicos que já dominam e usem com eficiência seu tempo de estudo.

Continua após a publicidade

11. Desenvolva uma rotina de estudos

Você nem sempre pode controlar onde estuda, mas pode desenvolver uma rotina que diga ao seu cérebro que é hora de começar a estudar, não importa em que ambiente você se encontre.

Para facilitar transições mais rápidas e aproveitar ao máximo seu tempo, crie uma rotina que ajude você a se concentrar. Então, faça o que fizer, a chave é encontrar um ritual que o ajude a se estabelecer e se concentrar durante seus estudos.

12. Se recompense

Por fim, configurar um sistema de recompensas é uma boa maneira de se encorajar a fazer algo. Por exemplo, se você terminar uma redação sem distrações, dê a si mesmo uma recompensa, como assistir a um vídeo, comer um chocolate ou tirar uma soneca.

Então, gostou de conferir todas essas dicas? Pois, leia também: Ciência revela que cerveja ajuda a memorizar conteúdos que você acabou de estudar

Fontes: Brasil Escola, EA, Na Prática

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você