Curiosidades

Entenda a diferença entre fruto, fruta e pseudofruto (como identificar)

A diferença entre fruto e fruta parte principalmente da origem de sua formação na natureza, ou seja, de qual órgão da planta surgem.

A principal diferença entre fruto e fruta consiste nas funções e características básicas. Desse modo, o fruto consiste no ovário maduro da flor das angiospermas. Sendo assim, após o processo de fecundação, o ovário da flor desenvolve-se e forma o fruto, e os óvulos formam as sementes.

Desse modo, a função principal dos frutos é proteger as sementes, assim como auxiliar na dispersão espacial delas. Ademais, também possuem uma parede denominada pericarpo, que pode surgir de forma desenvolvida, carnosa e suculenta. Porém, pode ainda ser seca, a depender das outras camadas, o epicarpo, mesocarpo e endocarpo.

Em resumo, o epicarpo é a camada mais externa, a casca. Logo em seguida, tem-se o mesocarpo como a camada intermediária onde se acumulam as substâncias de reserva. Por fim, o endocarpo consiste na camada mais fina e interna.

Por outro lado, o termo fruta não parte necessariamente da Botânica, ou seja, é um nome popular. Sendo assim, caracteriza as partes comestíveis, geralmente suculentas e adocicadas, que surgem a partir da flor. Porém, nem sempre tem a origem a partir do ovário, de modo que nem toda fruta seja um fruto.

Apesar disso, há ainda a diferenciação entre fruta e os pseudofrutos. Basicamente, quando essas estruturas suculentas surgem de outras partes da flor, denomina-se um pseudofruto. Ou seja, o caju, por exemplo, tem a parte suculenta desenvolvida a partir do pedúnculo de uma única flor, de modo que o fruto seja sua castanha.

Mais ainda, como nem toda fruta é um fruto, há outras diferenças entre fruto e fruta. Em outras palavras, o tomate e o jiló são frutos verdadeiros, que se desenvolvem a partir do ovário da flor. Porém, não tem denominação popular de frutas.

Continua após a publicidade

Benefícios dos frutos e frutas

A princípio, a maioria dos frutos são ricos em agentes antioxidantes, de modo que combatam o envelhecimento precoce das células. Nesse sentido, são ainda anticancerígenos, porque atuam na preservação celular e renovação sanguínea. Como consequência, também adicionam oxigênio na corrente sanguínea, melhorando a circulação e a saúde cardiovascular.

Por outro lado, também são ricas fontes de fibras, auxiliando no equilíbrio da flora intestinal e na digestão. Ademais, alivia problemas como prisão de ventre ou disenteria. Porque são ricas em vitaminas, como as do complexo B, vitamina C e vitamina D, ainda favorecem o organismo no que diz respeito a problemas como dores de cabeça, estresse e resfriados.

Apesar disso, estima-se que os frutos tenham menos calorias do que as frutas, em especial pelo baixo teor de açúcares. Sendo assim, as frutas tendem a ser ricas em carboidratos, promovendo um grande potencial energético ao corpo. Além disso, apresentam concentração de substâncias como o cálcio, presente na banana, fornecendo energia instantânea e fortalecendo os ossos.

Ademais, são nutritivas e apresentam baixa caloria, contando ainda com fibras dietéticas que ajudam na digestão. No geral, contam com vitamina C, de forma a contribuir com o desenvolvimento da imunidade. Por outro lado, apresentam ainda muita água na composição, sendo excelentes para hidratação, como no caso da melancia.

Por fim, são excelentes fontes de vitaminas e minerais, auxiliando na perda de peso porque promovem saciedade. Contudo, precisa-se de uma dieta balanceada que equilibrem esses alimentos com outros como proteínas, carboidratos e gorduras boas.

Como ter uma dieta balanceada?

No geral, define-se uma dieta balanceada como aquela composta por alimentos ricos, como verduras, legumes, cereais integrais, carnes com poucas gordura e muito água. Além disso, tendem a não provocar aumento ou perda de peso, mas são essenciais para a manutenção da saúde.

Continua após a publicidade

Sobretudo, deve-se evitar opções industriadas ou ricas em açúcar. Porque contribuem para o aumento do peso, são inimigas de um organismo equilibrado. Mais ainda, causam problemas de saúde variados, como diabetes, hipertensão, obesidade e muito mais. Desse modo, a presença de frutos e frutas, assim como hortaliças diversas, é fundamental.

Antes de mais nada, é fundamental consultar especialistas na área de nutrição a fim de buscar uma dieta balanceada. Desse modo, evita-se radicalismos ou desvios alimentares que podem criar problemas de saúde, como anemia ou distúrbios alimentares. Logo em seguida, é importante pensar na adição de orgânicos nas refeições, investindo em vegetais e gorduras boas.

Por fim, consumir bastante água é essencial, porque auxilia muito na manutenção das funções orgânicas que dependem dessa substância. Além disso, aliar a dieta balanceada com a prática regular de exercícios físicos, com monitoramento profissional, amplia os resultados positivos à saúde.

E aí, aprendeu a diferença entre fruto e fruta? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência.

Próxima página »

Escolhidas para você