Saúde

Doença de Lyme: causas, sintomas, diagnóstico e sequelas

A doença de Lyme é uma infecção bacteriana que se espalha através da picada de um dos vários tipos de carrapatos.

A doença de Lyme é uma infecção causada por uma bactéria conhecida como Borrelia burgdorferi. Em suma, esta bactéria é transmitida aos seres humanos através de picadas de carrapatos. A partir do local da picada, as bactérias podem entrar na corrente sanguínea e se espalhar por todo o corpo.

Normalmente, uma picada de carrapato infecciosa causa uma erupção vermelha característica no local da picada. Outros sintomas incluem febre, dor muscular, bem como dor de cabeça, fadiga e tontura. Se não for tratada por muito tempo, a doença de Lyme pode levar a danos nos nervos, causando dor aguda, dormência e até paralisia. Saiba mais sobre essa condição a seguir.

Causas da doença de Lyme

A doença de Lyme é causada pelas bactérias Borrelia burgdorferi e Borrelia mayonii, transportadas principalmente por carrapatos de patas pretas. Os carrapatos marrons jovens geralmente não são grandes, o que pode torná-los quase impossíveis de detectar.

Para contrair a doença de Lyme, um carrapato infectado deve mordê-lo. Consequentemente, as bactérias entram na pele através da picada e, eventualmente, chegam à corrente sanguínea.

Na maioria dos casos, para transmitir a doença de Lyme, um carrapato deve ficar preso na pele por 36 a 48 horas. Então, se você encontrar um carrapato preso que parece inchado, ele pode ter se alimentado por tempo suficiente para transmitir bactérias. Desse modo, remover o carrapato o mais rápido possível pode prevenir a infecção.

Quais são os sintomas da doença de Lyme?

Os sintomas da doença de Lyme começam dias ou semanas após a infecção. Eles são semelhantes à gripe e podem incluir:

  • Febre e calafrios
  • Mal-estar geral
  • Cefaleia
  • Dor nas articulações
  • Dor muscular
  • Torcicolo

Pode haver uma erupção cutânea em formato de “olho de boi”, uma mancha vermelha plana ou levemente elevada no local da picada do carrapato. Muitas vezes há uma área clara no centro. Aliás, pode ser grande e expandir em tamanho. Esta erupção é chamada de eritema migratório. Além disso, sem tratamento, pode durar 4 semanas ou mais.

Os sintomas podem ir e vir. Assim, sem tratamento imediato, a bactéria pode se espalhar para o cérebro, coração e articulações. Com efeito, os sintomas da doença de Lyme disseminada precoce podem ocorrer semanas a meses após a picada do carrapato e podem incluir:

  • Dormência ou dor na área do nervo
  • Paralisia ou fraqueza nos músculos da face
  • Problemas cardíacos, como batimentos cardíacos saltados (palpitações)
  • Dor no peito ou falta de ar

Os sintomas da doença de Lyme tardia podem ocorrer meses ou anos após a infecção. Entre os mais comuns estão as dores musculares e articulares.

Diagnóstico da doença e Lyme

Se uma erupção cutânea típica se desenvolveu, a doença de Lyme pode ser diagnosticada apenas olhando para ela. Contudo, é importante informar o médico sobre a picada do carrapato.

Existem também alguns exames laboratoriais que podem ajudar a confirmar um diagnóstico de Lyme. Esses testes identificam anticorpos para as bactérias que espalham Lyme. No entanto, leva algumas semanas para o corpo desenvolver esses anticorpos.

Tratamento

A doença de Lyme é tratada com antibióticos. Desse modo, o médico pode administrar os medicamentos durante um período de duas a quatro semanas, dependendo dos sintomas. A doença geralmente desaparece sem complicações. Às vezes, porém, o tratamento inicial com antibióticos não é eficaz o suficiente e você pode precisar usar antibióticos diferentes.

Complicações e possíveis sequelas

Os sintomas da doença de Lyme também podem não melhorar sozinhos, nem mesmo com antibióticos, levando a complicações mais graves. Se a bactéria se espalhar pelo corpo, o primeiro sintoma é uma dor em queimação perto da picada do carrapato.

Cerca de 3 em cada 100 pessoas desenvolvem uma doença chamada neuroborreliose, na qual a infecção se espalha para o cérebro e os nervos. Isso pode levar à paralisia (geralmente afetando o rosto), inflamações dolorosas dos nervos ou meningite.

Outra sequela que pode se desenvolver meses ou até anos depois que alguém é infectado é chamada de artrite de Lyme. Isso afeta cerca de 2 em cada 100 pessoas. A artrite de Lyme surge se a infecção se espalhar para as articulações, causando inflamações dolorosas e inchaço.

Complicações muito raras incluem problemas cardíacos e inflamação crônica da pele. Além disso, algumas sequelas podem incluir:

  • Movimento muscular anormal
  • Inchaço nas articulaçoes
  • Fraqueza muscular
  • Dormência e formigamento
  • Problemas de fala
  • Problemas de pensamento (cognitivos)

Prevenção

A prevenção a essa doença inclui tomar precauções para evitar picadas de carrapatos. Além disso, tenha cuidado extra durante os meses mais quentes. Quando possível, evite caminhar ou correr em matas e áreas com grama alta. Além disso:

  • Use roupas de cores claras para que, se os carrapatos pousarem em você, possam ser detectados e removidos;
  • Use mangas compridas e calças compridas com as pernas da calça enfiadas nas meias;
  • Pulverize a pele exposta e suas roupas com repelente de insetos;
  • Depois de voltar para casa, tire a roupa e inspecione minuciosamente todas as áreas da superfície da pele, incluindo o couro cabeludo;
  • Ao visitar áreas com vegetação alta, tome banho o mais rápido possível para lavar quaisquer carrapatos invisíveis.

Como remover um carrapato com segurança?

  1. Em primeiro lugar segure o carrapato perto de sua cabeça ou boca com uma pinça. Nunca use os dedos. Se necessário, use um lenço de papel ou papel toalha.
  2. Puxe-o para fora com um movimento lento e constante. Evite apertar ou esmagar o carrapato.
  3. Limpe bem a área com água e sabão. Além disso, lave bem as mãos também.
  4. Observe atentamente durante os próximos dias e semanas para sinais de doença de Lyme.
  5. Por fim, se todas as partes do carrapato não puderem ser removidas, procure ajuda médica.
Bibliografia

WHO. Lyme Borreliosis in Europe. 2014. Disponível em: <https://www.ecdc.europa.eu/sites/portal/files/media/en/healthtopics/vectors/world-health-day-2014/Documents/factsheet-lyme-borreliosis.pdf>.
CDC. Lyme Disease. Disponível em: <https://www.cdc.gov/lyme/index.html>.
NHS. Lyme disease. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/lyme-disease/>.
CDC. Lyme Disease: what you need to know. Disponível em: <https://www.cdc.gov/lyme/resources/brochure/lymediseasebrochure-P.pdf>.

Então, achou este conteúdo interessante? Pois, não deixe de ler:

Varíola do macaco: saiba o que é a doença, os sintomas e por que afeta humanos
O que é afasia, doença do Bruce Willis
Doenças causadas por fungos: sintomas e tratamentos
Curiosidades sobre a dengue – O que você precisa saber sobre a doença
Doenças da língua – Principais problemas de saúde no órgão da boca

Fontes: Tua Saúde, MSD Manuals, Saúde Abril

Próxima página »

Escolhidas para você