Listas

Espinhas no corpo: por que elas surgem e o que indicam em cada local

As causas de suas espinhas nascerem onde nascem podem ser inúmeras, desde problemas de saúde até mesmo falta de higiene. Confira.

As espinhas são inflamações comuns em pessoas que têm pele oleosa e costumam afetar a textura da pele, causando incômodo. De fato, elas são frequentes tanto no rosto como no resto do corpo.

Embora muito vista em jovens, a acne pode acometer pessoas de diferentes idades e gêneros. Isso, porque as espinhas têm diversas causas, por exemplo, alteração hormonal e os efeitos da poluição.

Basicamente, as espinhas no corpo e no rosto são provocadas pelos mesmos fatores. No entanto, quando estão na face elas podem se agravar por estarem expostas ao Sol, por exemplo.

Em suma, a partir da acne podem surgir os cravos e espinhas, caso haja alguma inflamação. É bom alertar que ao inflamar podem aparecer cicatrizes e manchas, sobretudo, se maltratadas.

Portanto, para evitar essas marcas na pele, é muito importante buscar auxílio com dermatologistas e fazer o tratamento mais adequado de acordo com seu perfil.

O que os lugares onde você tem espinhas revelam sobre sua saúde?

1. Bumbum

Sabia que as espinhas no bumbum podem ser o resultado de roupas apertadas? Em especial, as roupas íntimas.

Continua após a publicidade

Além disso, pode ser também que sua higiene pessoal não esteja das melhores. Tome mais banhos e, sobretudo, não deixe de lavar a região com sabonete, de preferência, bactericida.

Aliás, as acnes no bumbum, na verdade, podem não ser bem espinhas, geralmente, surgem pelos mesmos motivos das bolinhas no braço.

2. Queixo e pescoço

Na região do queixo, pescoço e no rosto, por sua vez, elas podem indicar que você anda consumindo queijo e outros derivados de leite em excesso.

Se você cortar o consumo e, mesmo assim, continuar com o problema, pode ser que suas glândulas adrenais estejam produzindo cortisol demais, ou seja, alteração hormonal. Assim, pode ser que você esteja sob muito estresse.

3. Espinhas nos ombros e nas costas

Se suas espinhas se concentram nesses locais, pode ser que você tenha, sobretudo, problemas gastrointestinais.

Por isso, beber mais água, ingerir menos alimentos processados, glúten, açúcar e tentar consumir mais alimentos naturais são medidas que podem ajudar.

Continua após a publicidade

Além disso, reduzir o consumo de bebidas alcoólicas e de café também são providências que podem ser positivas.

Outra causa possível para espinhas nesses locais é a oleosidade natural da pele e mudanças hormonais que podem entupir as glândulas sebáceas.

4. Peito

Espinhas na área do peitoral podem indicar, sobretudo, desequilíbrio hormonal, como uma produção excessiva de hormônios masculinos.

No caso das mulheres, aliás, pode ser preciso reposição hormonal. De qualquer maneira, é preciso consultar um médico antes de tomar qualquer medida.

Além desses motivos, as espinhas nesse local podem ser em virtude de estresse, de má alimentação e do suor.

5. Cotovelos

Cotovelos com espinhas pode ser um sinal de alergia ou de infecção por fungos.

Continua após a publicidade

Além disso, pode ser também um sinal de que você precisa consumir menos ou até mesmo cortar a ingestão de alimentos com trigo, leite e ovos da sua dieta.

Outra possibilidade é de ser queratose pilar, ou seja, excesso de produção de queratina.

6. Espinhas no abdômen

Acne no abdômen, ou seja, na barriga, pode ser sinal de que você está comendo muito açúcar e até mesmo que você já tenha algum tipo de desequilíbrio de glicose no sangue.

Se você cortar o açúcar por algumas semanas e, mesmo assim, as espinhas não melhorarem, procure um médico.

Além disso, pode também ser foliculite ou pelos encravados.

7. Pernas

Apesar de ser mais raro, acne nas pernas pode realmente aparecer e indicar que você está com deficiência de vitamina ou com algum tipo de reação alérgica.

Continua após a publicidade

Além disso, pode ser foliculite também, ou seja, uma inflamação do local de onde saem os pelos.

Cuidados e tratamentos para espinhas pelo corpo

Ter uma rotina de cuidados com a pele pode ajudar muito, tanto para prevenir como para tratar as espinhas. Dessa forma, é importante se lembrar que é ideal: limpar, hidratar e proteger.

De fato, é indicado que os produtos sejam para peles com acne e que não a irrite, seja no rosto, seja no corpo.

Além disso, é importante beber bastante água e consumir alimentos mais saudáveis, pois, mesmo nem sempre fazendo essa relação, a nutrição correta também se reflete na pele.

Ademais, o uso de protetor solar todos os dias também auxilia a evitar a propagação de espinhas pelo corpo.

No entanto, caso as espinhas já estejam presentes, alguns tratamentos recomendados são produtos antibióticos, ácidos e com vitamina A. Como é necessário investigar as causas da acne, o acompanhamento com um dermatologista é indicado.

Continua após a publicidade

E, então, o que será que suas espinhas dizem sobre sua saúde?

Aliás, já que estamos falando sobre o assunto, não deixe de ler também: Dermatologista faz sucesso na web com vídeos espremendo cravos e espinhas.

Fontes: Derma Club, Minha Vida, Biossance.

Bibliografia

SILVA, Ana Margarida F.; COSTA, Francisco P.; MOREIRA, Margarida. Acne vulgar: diagnóstico e manejo pelo médico de família e comunidade. Rev Bras Med Fam Comunidade. Vol 30. 9 ed; 54-63, 2014

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRÚRGICA DERMATOLÓGICA. Acne. Disponível em: <https://www.sbcd.org.br/cirurgia-dermatologica/o-que-e-cirurgia-dermatologica/para-sua-pele/acne/>.

Continua após a publicidade

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Acne. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/doencas/acne/>.

Próxima página »

Escolhidas para você