Curiosidades

Como desentupir o ouvido? 11 causas e o que fazer

Desentupir os ouvidos pode ser algo muito perigoso, pois eles são órgãos bem delicados. Aprenda a lidar com ouvidos entupidos aqui!

Desentupir os ouvidos é, muitas vezes, tudo o que uma pessoa quer, porque a sensação de ouvido entupido é muito incômoda. No entanto, as formas mais comuns de fazer isso são bastante arriscadas e devem ser evitadas, como é o caso do uso do cotonete, mas há algumas formas que são simples também e que são inofensivas, por exemplo, mascar chiclete ou chupar uma bala mastigável.

Muita gente não sabe, mas existem muitas causas que provocam esse desconforto no ouvido, sendo algumas bem rotineiras, como é o caso do acúmulo de cera e a entrada de água no ouvido. Quer saber mais sobre essa condição e aprender como lidar com isso de forma segura? Então, continue lendo nosso texto!

Causas da sensação de ouvido entupido

1. Mudança de pressão

A mudança de pressão atmosférica pode causar o que é chamado pelos profissionais por barotraumatismo, que, dentre os sintomas, está o entupimento do ouvido, também conhecido como autofonia ou plenitude auricular. Essa é uma causa muito comum de entupimento de ouvido, sobretudo, para as pessoas que viajam muito de avião, ou se deslocam para locais com altitude mais elevada.

Isso ocorre, nessas condições, pois, de acordo com Catarina Rute Rodrigues da Silva, mestra em otorrinolaringologia pela Universidade de Lisboa, “[…] é uma patologia causada por uma desigualdade de pressões entre o ouvido médio e a atmosfera, em períodos de grande variação de pressão”.

Continua após a publicidade

Além de entupir o ouvido, a mudança de pressão pode provocar um pouco de dor e é perfeitamente que isso ocorra, por isso, não precisa se preocupar.

Como tratar:

Para esse tipo de entupimento, é possível utilizar algumas técnicas bastante simples, por exemplo, durante a decolagem do avião, é indicado respirar pela boca, mascar chicletes e, até mesmo, bocejar. Já, quando o avião estiver aterrissando, pode-se aliviar o desconforto a partir da respiração pelo nariz e se manter com a boca fechada.

Para desentupir o ouvido em situações de mudança de pressão em terra firme, são utilizadas estratégias muito semelhantes. Além de mascar um chiclete ou mastigar algum alimento, algumas outras dicas são:

  • inspirar, então, fechar a boca e forçar a saída do ar pelo nariz enquanto o fecha com seus dedos;
  • bocejar de propósito a fim de movimentar os músculos do rosto.

2. Excesso de cera

Esse é um dos motivos mais comuns que geram o incômodo do ouvido tampado, em virtude de o ouvido estar realmente entupido com o excesso de cera. Mesmo essa secreção sendo muito importante para a saúde dos ouvidos, 0 acúmulo dela pode provocar dificuldade para ouvir. E é, nesse momento, que as pessoas já ficam ansiosas para colocarem o cotonete lá dentro e para tentar tirar tudo, né?

Continua após a publicidade

Contudo, isso não é indicado, pois, com o uso do cotonete, ao invés de conseguir tirar o excesso de cera, o mais comum de ocorrer é empurrar ainda mais a cera para dentro do canal auditivo. Tudo isso vai compactar a secreção e dificultar ainda mais a passagem de som até o tímpano.

Como tratar:

O mais adequado a se fazer em situações como essa é buscar atendimento com o otorrino, para que ele possa fazer a limpeza de forma segura e correta. Outra medida extremamente importante em casos assim é evitar o uso de cotonetes para não piorar ainda mais o quadro.

3. Resfriado

Outra causa do ouvido entupido é o resfriado. Isso geralmente ocorre, pois, como o nariz fica congestionado, a circulação de ar fica impedida e, assim, aumenta a pressão no ouvido.

Como tratar:

Em casos assim, é necessário a pessoa descongestionar o nariz, o que pode ser feito por meio de ingestão de líquidos quentes, inalação de vapores com eucalipto ou mesmo tomar um banho quente.

Continua após a publicidade

4. Doença de Ménière

Essa doença, sem dúvida, é mais rara que as outras condições já citadas e, conforme artigo publicado na Revista HUPE, ela é “definida como um conjunto de sintomas que inclui perda auditiva neurossensorial flutuante, vertigem episódica, zumbido e plenitude auricular“. Ainda não é conhecida a causa específica dessa doença.

Como tratar:

Assim como não se sabe a causa dessa doença, também não se conhece a cura para ela, no entanto, os médicos otorrinolaringologistas tratam os sintomas com alguns remédios. Contudo, além desse tratamento medicamentoso, as pessoas que têm essa condição deve evitar o estresse, bem como as mudanças de pressão. Outras formas de prevenção aos sintomas são a diminuição do consumo de sal, de álcool e de cafeína.

5. Água no ouvido

A entrada de água no ouvido é um dos mais comuns causadores do entupimento do ouvido. Em geral, isso ocorre durante banhos de piscina, rio e mar. Mesmo sendo muito frequente, é importante retirar a água do ouvido para evitar que ocorra infecções.

Como tratar:

Existem algumas formas bem efetivas de tirar a água do ouvido, por exemplo, colocar a ponta de uma toalha ou de um papel no canal auditivo, sem pressionar, a fim de que o material possa absorver o excesso de água. Outra boa estratégia é inclinar a cabeça para o mesmo lado do ouvido com água, prender o máximo de ar na boca e fazer movimentos bruscos com a cabeça em direção ao ombro.

Continua após a publicidade

6. Bruxismo

O bruxismo também pode ser uma das causas da sensação de ouvido entupido, devido ao fato de que o aperto e o ranger de dentes além dos movimentos da mandíbula, decorrentes do bruxismo, podem fazer com que os músculos da mandíbula se contraiam de forma involuntária, o que pode gerar o desconforto no ouvido.

Como tratar:

De acordo com os profissionais da odontologia, no artigo publicado na Revista Odonto Ciência, “Ainda é impossível estabelecer um plano de tratamento padrão e prever a remissão total da parafunção. Não há um tratamento específico, e cada indivíduo deve ser individualmente avaliado e tratado“. Assim, é importante buscar um dentista para avaliar e indicar o tratamento mais adequado.

7. Infecção de ouvido

O desconforto decorrente da sensação de ouvido entupido pode ser causado por uma infecção de ouvido. Quando isso acontece, é porque há uma inflamação no canal auditivo, o que dificulta a entrada dos sons e dá essa sensação de que o ouvido está entupido.

Além disso, na otite, que é o outro nome para a infecção de ouvido, costumam aparecer outros sintomas, por exemplo, vermelhidão na orelha, coceira no ouvido e febre baixa.

Continua após a publicidade

Como tratar:

Em casos de suspeita de otite, é indicado buscar um otorrino para que ele possa receitar o melhor tratamento para o caso.

8. Obstrução da trompa de Eustáquio

A trompa de Eustáquio, consiste em um canal que fica entre a parte de trás do nariz e o ouvido médio. A função dessa estrutura é de ajudar os ouvidos a drenar os fluidos. Contudo, esse canal pode ser obstruído em casos de infecções, como sinusite ou resfriado, o que faz surgir a sensação de ouvidos entupidos.

Como tratar:

De modo geral, essa condição não requer tratamento específico, visto que a recuperação acontece sozinha. Entretanto, se a obstrução estiver relacionada a uma infecção, o médico pode receitar alguns anti-inflamatórios, antibióticos e descongestionantes nasais que vão tratar a infecção.

9. Colesteatoma

Essa é uma condição mais rara, mas que pode acometer as pessoas que frequentemente têm infecções. Esse quadro consiste em um crescimento anormal de pele dentro do canal auditivo, que pode resultar em um pequeno cisto que dificulta a entrada do som, o que provoca a desconfortável sensação de ouvido entupido.

Continua após a publicidade

Para tratar:

Geralmente, os médicos otorrinolaringologistas indicam uma intervenção cirúrgica simples e pequena para remover o excesso de pele. No entanto, antes do procedimento, pode ser preciso utilizar algum tipo de antibiótico para evitar infecção no ouvido.

10. Labirintite

Essa doença é bastante conhecida pelas pessoas em geral, sobretudo, por conta de seus sintomas, por exemplo, as intensas tonturas, enjoos e o ouvido tampado.

Como tratar:

Embora a labirintite normalmente não tenha cura, é possível tratar os sintomas dela com remédios indicados pelo otorrino, o que ajuda muito a melhorar a qualidade de vida do paciente. Em decorrência disso, é imprescindível a consulta com o profissional para começar, o quanto antes, os tratamentos e aliviar os sintomas.

11. Neurinoma do acústico ou Schwannoma vestibular

Essa condição consiste em um tumor benigno que se desenvolve no nervo responsável pela nossa audição. Nesse sentido, ele interfere na atividade do nervo o que pode provocar dor de cabeça, pressão no ouvido, sensação de ouvido entupido, além da sensação constante de ouvir um ‘bip’.

Continua após a publicidade

Como tratar:

O tamanho do tumor é determinante para a intensidade dos sintomas. Em algumas situações, pode ser preciso fazer radioterapia ou um procedimento cirúrgico para retirar o cisto.

Como desentupir o ouvido?

Só de ver essa pergunta, muita gente, com certeza, já vai ter um monte de sugestões caseiras na ponta da língua. No entanto, é importante se lembrar de que o ouvido é um órgão muito delicado e, por isso, qualquer inserção de substâncias ou de objetos pode prejudicar alguma parte, inclusive, afetando a qualidade da nossa audição.

Um alerta especial para o uso dos cotonetes! Esqueça o hábito de utilizar esse item dentro das orelhas, porque eles podem ferir alguma parte, inclusive, perfurar os tímpanos.

Na lista que apresentamos, demos muitas opções inofensivas, que consistem em forçar um bocejo ou mascar um chiclete, por exemplo, se isso não funcionar e se o incômodo não passar em algum tempo, o melhor a fazer é buscar ajuda profissional.

Continua após a publicidade

Por que não desentupir o ouvido em casa?

Conforme mostramos anteriormente, as causas para o entupimento do ouvido são diversas, por isso é melhor se consultar com o médico para ele avaliar a situação e tratar de forma adequada, do que tentar algo que pode piorar a situação, como:

  • causar infecções;
  • perfurar os tímpanos;
  • agravar o entupimento.

Leia também:

Fontes: Tua Saúde, A&R aparelhos auditivos.

Bibliografia

Continua após a publicidade

ATHERINO, Ciríaco CT; DE ASSUNÇÃO, Aída RM. Doença de Ménière no idoso. Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto, v. 14, n. 1, 2015.

DA SILVA, Catarina Rute Rodrigues. Barotraumatismo do Ouvido Médio em Pilotos de Aviação. 2019. Tese de Doutorado. Universidade de Lisboa (Portugal).

PEREIRA, Rafaelle Pessoa Alves et al. Bruxismo e qualidade de vidaRevista Odonto Ciência, v. 21, n. 52, p. 185-190, 2006.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você