Curiosidades

Conheça Freya, a deusa mais bela da mitologia nórdica

A deusa Freya é a mais bela e cultuada da mitologia nórdica, associada tanto com o amor e sexualidade, quanto com a guerra e os mortos.

A deusa Freya é considerada a mais bela e cultuada da mitologia nórdica. Ela é a deusa do amor, cujo nome significa ‘senhora’, além disso, está associada à beleza, feitiçaria, fertilidade, sexo, luxúria, beleza, ouro, guerra e inclusive a morte.

Além disso, a deusa Freya possui grande afeição por jóias, inclusive, usa de sua beleza para consegui-las quando as quer. Freya vive em Asgard com outros deuses guerreiros, mas, inicialmente a deusa pertencia a outro clã de deuses, os Vanir, conhecidos como deuses da fertilidade e feitiçaria.

Vamos saber mais sobre ela a seguir!

Freya: a deusa do amor

De acordo com a mitologia nórdica, a deusa Freya é a mais bela e cultuada entre as todas as deusas. Ademais, seu nome em nórdico antigo é Freyja, que significa ‘senhora’, e pode ser escrito Freya, Freija, Freyja, Freyia, Fröja, Frøya, Frøjya, Freia, Freja, Frua e Freiya.

Continua após a publicidade

Em Asgard, Freya se tornou um membro honrado do Aesir, e vive em uma casa chamada ,  localizada no campo Fólkvangr. Cujo significado é  ‘campo do hospedeiro’, ‘campo de pessoas’ ou ‘campo do exército’, local para onde guerreiros mortos, que não vão para Valhalla, são levados pelas Valquírias.

Incrivelmente bela, a deusa possui inúmeros admiradores tanto entre os deuses, quanto entre gigantes e anões. Mas, foi casada com Odr, que desaparece de alguma forma, e com ele teve dois filhos, Hnoss e Gersimi.

Continua após a publicidade

Personalidade

Além das jóias, Freya tem grande paixão por poemas e música, gosta de viajar com sua carruagem puxada por dois felinos pretos ou cinzentos; além de cavalgar em seu javali Hildisvini (suíno de batalha), que dizem se tratar de seu amante Ottar disfarçado.

No entanto, ela também é capaz de voar, graças ao seu manto de pena de falcão, inclusive, costuma emprestá-lo para outros deuses de Asgard, quando precisa voar para outros mundos.

Continua após a publicidade

Por fim, a deusa Freya possui qualidades únicas, retratada como uma mulher atraente e voluptuosa, às vezes com os seios a mostra, possui olhos claros, baixa estatura e com sardas. Além de usar um colar mágico chamado Brisingamen, um tesouro de grande valor e beleza.

E em alguns casos, pode aparecer portando armas de guerra, já que Freya presidia as batalhas, pois a deusa lida tanto com o amor, quanto com a guerra. Por isso, é representante da força, sabedoria e beleza feminina.

Família

Na mitologia nórdica, a deusa Freya é filha de Njord, o deus dos ventos marítimos, e de sua irmã Nerthus (deusa da terra), e irmã gêmea de Freyr, o deus da fertilidade e prosperidade.

Em suma, Freya nasceu em Vaneheim, posteriormente foi para Asgard, onde costuma ser confundida com a deusa Frigga, mulher de Odin. Apesar de possuírem diferenças, as duas deusas formam uma totalidade feminina do amor, pois uma é a deusa do casamento e da família e a outra é a deusa da sexualidade e magia, consideradas como atributos femininos.

Continua após a publicidade

De acordo com a mitologia nórdica, Freya se casou com o deus Odr, no entanto, ele desapareceu e a deusa procurou por ele na terra e no céu, sem encontrá-lo. Então, enquanto procurava, ela chorava e suas lágrimas se transformavam em ouro na terra e em âmbar no mar.

Símbolos da deusa Freya

A deusa Freya possui alguns símbolos, tai como:

O colar de Brisingamen

É um colar mágico de ouro, que foi produzida por quatro anões ferreiros e foram adquiridos pela deusa Freya por meio de uma noite de sexo com cada um.

Com efeito, a jóia possui o poder de controlar o ciclo do dia e da noite, cujo brilho é semelhante ao sol. Ademais, foi roubado por Loki e recuperado por Heimdall a pedido da deusa.

Continua após a publicidade

Carruagem de guerra

Utilizada nas batalhas, a carruagem veloz é guiada por dois felinos, que colocam a deusa sempre a frente do seu exército de Valquírias.

A montaria de javali Hildisvín

A deusa Freya utiliza do javali para carregá-la de um lado para o outro nas batalhas. Em suma, o sobrenome da deusa é ‘Syr’ que significa ‘porca’. Por isso, também é conhecida como deusa-javali ou deusa-porca, sendo associada às práticas sexuais proibidas.

Além disso, para garantir um ano de prosperidade, era comum sacrificar e oferecer o javali aos deuses. E essa prática fez surgir o costume de preparar carne de porco na virada do ano.

Manto de penas de falcão

Em suma, ele permite que a deusa Freya voe entre os nove mundos, além de se transformar em um pássaro, enxergando todo o território da batalha, facilitando atacar suas presas. Já na forma humana, a combinação do manto e do colar, faz com que ninguém consiga resistir à sua beleza e sexualidade.

Continua após a publicidade

Runas

Foram criadas pela deusa, que usou de seu conhecimento e sabedoria para influenciar o destino de Odin, que se sacrificou para gerar o oráculo.

Elementos que representam a deusa Freya

  • Animais: Gato, Javali, Falcão
  • Aromas: jacinto
  • Cores: Azul, branco, vermelho e verde
  • Elemento: Terra
  • Planeta: Terra
  • Dia da semana: Friday (sexta-feira em inglês). É uma homenagem à deusa Freya. Por isso, era comum que casamentos acontecessem nesse dia, para que fosse abençoado por ela.
  • Número: 13
  • Dia sagrado: 19º dia do mês de abril.
  • Símbolos: colar de âmbar, penas de falcão e sacola de Runas

Curiosidades

  1. Diversas palavras nórdicas derivam da deusa Freya, como por exemplo, a palavra fru, que significa mulher que domina seus bens.
  2. Em islandês, a palavra fru significa mulher.
  3. Em alemão as palavras frau e frowe, significam senhora, cuja origem é uma derivação do nome Freta.
  4. Segundo a mitologia nórdica, as gotas de orvalho são chamadas de ‘olhos de Freya’ e as plantas mais bonitas de ‘cabelos de Freya’.
  5. Hoje, ainda é comum que mulheres que não conseguem engravidar façam orações ou invocações à deusa Freya para obterem fertilidade.
  6. Mesmo sendo uma deusa guerreira, Freya é muito vaidosa.
  7. De acordo com a mitologia nórdica, a terra simboliza a deusa e o sol seu marido Odr. Assim, a deusa só encontra a felicidade nos braços do marido, portanto, a terra só floresce quando ambos estão juntos.

Oração à deusa Freya

‘Senhora das Idisis, da fertilidade, do poder, do amor e da paixão, ajude-me a encontrar o meu caminho!

Senhora das mulheres, deusa suprema do feminino, mostre-me a chave da magia e da justiça! 

Dos gatos e da guerra, oriente-me nos momentos difíceis e me dê agilidade e coragem para superar meus obstáculos!

Continua após a publicidade

Senhora da riqueza, dai-me energia pura e restauradora do teu amor.

Minha alma e coração te pertencem e honrarei teu nome eternamente!

Em nome do fogo, do ar, da terra e da água, poderosa rainha dos Vanir, mais bela e querida entre todas as deusas, derrame suas bênçãos sobre mim!’

Invocação

Ademais, para aqueles que queriam invocar a deusa Freya:

Continua após a publicidade

‘Senhora da beleza sem igual;

Ouve meu apelo e afasta todo o mal.

Venha senhora do amor e da sensualidade

E me banhe com a verdade.

Continua após a publicidade

Proteja-me com seu colar sagrado,

De todo sentimento de dor,

Com vosso manto de penas de falcão

Tomai-me em teus braços

Continua após a publicidade

E ensina-me a ter sede pelo poder

O orgulho de vencer.

Dai-me a conhecer os segredos

Das Runas sagradas de Odin

Continua após a publicidade

De olhar além do que se vê

De sentir o que vai além de mim!

Grande Freya,

Senhora do amor,

Continua após a publicidade

Da sensualidade,

Do poder,

Da fertilidade,

Da magia

Continua após a publicidade

E da adivinhação,

Ouça meu chamado,

Escute essa canção

Óh grande senhora,

Continua após a publicidade

Freya, Freya, Freya’.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Yggdrasil, a árvore mitológica: o que é + origem na mitologia nórdica

Fontes: Mitologia, Astro Centro, Horóscopo Virtual, Dez Mil Nomes, Escola Educação

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você