Curiosidades

Geração X: quem são e as principais características

A Geração X consiste naqueles que nasceram entre 1960 e 1970, sendo o grupo dos filhos dos baby boomers inseridos na sociedade pós-guerra.

Em primeiro lugar, a Geração X é composta por indivíduos nascidos entre meados da década de 1960 e o início da década de 1980. Nesse sentido, são os sucessores dos baby boomers no cenário pós-guerra. No geral, considera-se membro desse grupo aqueles que nasceram entre os anos 1960 e 1970.

Curiosamente, a expressão Geração X também serviu para designar um movimento de contracultura e diversas subculturas emergentes desde 1950. Sendo assim, caracteriza-se esses indivíduos como os responsáveis pelas transformações sociais.

Em resumo, o termo que denomina esse grupo surgiu em decorrência do fotógrafo Robert Capa. Basicamente, em 1950 ele utilizou da expressão em um de seus ensaios fotográficos. Ademais, o trabalho abordava especificamente indivíduos que cresceram após a Segunda Guerra Mundial.

Nesse contexto, o autor os apelidou de Geração X para descrevê-los com mais detalhes. Eventualmente, o termo ganhou abrangência e novas definições até tornar-se global. Por fim, utiliza-se do nome para referir-se aos membros e aos feitos destes na sociedade.

Geração X: quem são e quais são as principais características
Fonte: Pexels

Quais são as principais características da Geração X?

No geral, identifica-se a Geração X como um grupo jovem, mas sem identidade aparente. Sendo assim, os teóricos que cunharam o termo e agruparam os indivíduos nessa classificação os consideram principalmente pelo futuro aparentemente hostil. Sobretudo, essa percepção surge em decorrência dos indivíduos estarem inseridos no mundo pós-guerra.

Contudo, curiosamente os indivíduos desse período passaram por diversas fases. Por um lado, movimentaram a onda hippie nos anos 80, mas também participaram da expansão de mercado na década de 90. Dessa forma, existe um arco de ações e feitos notáveis que partem desse futuro incerto.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, a Geração X é marcada por uma busca de individualidade sem a perda da identidade ao conviver em um grupo. Ou seja, no período em que cresceram, estar inserido em bolhas era fundamental. Apesar disso, a busca pelo autoconhecimento e pela autonomia também se fez presente.

Por outro lado, enfrentaram ainda o processo de amadurecimento enquanto consumidores. Em outras palavras, expôs-se à essa geração um novo mundo de possibilidades de mercado, de modo que todos tiveram que aprender a comprar de outra forma.

Ademais, percebe-se uma forte busca por romper-se com os parâmetros e paradigmas das gerações anteriores. Em resumo, esse processo acontece porque são indivíduos inseridos no chamado Novo Mundo, onde o fim das guerras abriu um leque de possibilidades.

Sendo assim, a busca por originalidade e caminhos diversos aos de seus pais acontece de forma natural. Comumente, manifesta-se essa necessidade por meio do desejo de deixar uma marca no mundo. Portanto, percebe-se isso por meio da busca maior de direitos e o engajamento em movimentos sociais na época, assim como a procura de liberdade.

Geração X: quem são e quais são as principais características
Fonte: Pexels

Quais foram os principais desafios?

Curiosamente, grandes personalidades do rock pertencem à Geração X. Nesse sentido, nomes como Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam, e Kurt Cobain, fundador do Nirvana, pertencem a esse grupo.

Sendo assim, o grande desafio da Geração X consiste na busca pela identidade. Porque nasceram em um contexto pós-guerra, enfrentam conflitos para encaixar na sociedade em mudança. Ademais, o desejo de desprender-se dos parâmetros anteriores faz com que os indivíduos tenham dificuldade em adaptar-se à vida.

Continua após a publicidade

Portanto, lidar com a instabilidade de ideais e as múltiplas vontades enquanto equilibram a carreira criou adultos estressados e em desequilíbrio. Mais ainda, adaptar-se ao mercado de trabalho na incessante busca por um sonho, projeto ou destino modificou as relações profissionais.

Comumente, as relações familiares e sociais são pautadas pelo desejo de autonomia e independência. Portanto, na mesma medida em que desejam a estabilidade e a segurança, surge o ímpeto de conhecer o mundo e explorar novas possibilidades.

Como consequência, a curiosidade os leva a diversos caminhos, criando incertezas e inseguranças. No entanto, a mesma busca por independência motiva o surgimento de novos grupos e bolhas.

E aí, gostou de aprender sobre a Geração X? Então leia sobre Cidades medievais, quais são? 20 destinos preservados no mundo.

Fontes: InfoEscola | Mmurad

Imagens: Pexels

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você