Curiosidades

Kofola, a bebida criada na Guerra Fria para competir com a Coca-Cola e a Pepsi

Conheça as origens e o sucesso contínuo de uma das marcas duradouras da República Tcheca e rival da Coca Cola: a Kofola.

Kofola é um refrigerante feito de xarope Kofo e ingredientes naturais. Em suma, caracteriza-se pela sua cor castanha e pelo seu sabor, onde se distinguem as ervas e o caramelo. Por causa de seu baixo preço, é a bebida favorita dos jovens e sua venda ocorre na maioria dos bares e restaurantes tchecos.

A Kofola é comercializada pela empresa homônima, que possui cerca de dez bebidas em seu portfólio. Pela sua origem, é uma bebida verdadeiramente checoslovaca.

Hoje, ocupa o posto de terceira bebida não alcoólica na República Tcheca, atrás da Coca-Cola (sua rival) e da água mineral de Karlovy Vary; na Eslováquia é o número um. Aliás, os consumidores eslovacos, mostrando uma certa forma de nostalgia, permanecem muito ligados a este produto.

Vamos embarcar numa viagem no tempo para conhecer as origens da Kofola!

Como surgiu a Kofola?

Em 1959, o químico Zdeněk Blažek foi encarregado pela empresa Galena de encontrar uma maneira de usar a cafeína excedente e desenvolver uma alternativa à ‘Coca-Cola imperialista ocidental’.

O símbolo efervescente do capitalismo certamente estava disponível durante o período comunista, mas era caro e proibido no país. O produto de Blažek foi o xarope Kofo, feito de ingredientes à base de plantas, extratos de frutas e cafeína.

O xarope de Kofo foi adicionado à água gaseificada, criando o Kofola, que vendia pela metade do preço das colas estrangeiras e era mais amplamente distribuído. Isso, sem dúvida, deu à bebida uma enorme vantagem no mercado outrora rigidamente controlado.

Contudo, a Revolução de Veludo de 1989 marcou uma ruptura na vida econômica do país. Com a abertura das fronteiras, bebidas de fabricantes ocidentais inundaram o mercado tchecoslovaco e Kofola caiu no esquecimento por alguns anos.

O triunfo da Kofola

O final da década de 1990 marcou seu retorno triunfante nos supermercados e bares graças a uma campanha publicitária eficaz. Assim, a empresa Kofola existe realmente como empresa privada desde 1993, quando a estatal foi adquirida pela família grega Kostas Samaras.

Desde então, a Kofola continuou a se expandir e modernizar, ampliando sua gama de produtos e expandindo seu mercado para os quatro países do grupo Visegrad: República Tcheca, Eslováquia, Polônia e Hungria.

Além disso, a empresa teve seu logotipo redesenhado em 2007 para modernizar seus contornos, mantendo seu aspecto visual familiar aos consumidores e suas cores tradicionais.

Atualmente a produção da bebida se concentra na República Tcheca, Eslováquia e, desde 2005, na Polônia. Os departamentos de marketing e vendas, anteriormente sediados no local histórico da marca em Krnov na Morávia, mudaram-se para Praga em 2006.

Ademais, Kofola é um dos maiores produtores de bebidas da Europa central. É certamente a maior fabricante nacional de refrigerantes, controlando 32% do mercado, o que a coloca em segundo lugar atrás da Coca Cola que tem cerca de 35%.

A participação da Pepsi é apenas cerca de metade desse número. Tudo de um produto considerado comercialmente morto há duas décadas.

Receita do sucesso

A receita do refrigerante permanece em segredo, com apenas cinco pessoas na empresa conhecendo os ingredientes da bebida. Apesar disso, os principais ingredientes são conhecidos, mesmo que suas proporções não sejam.

Além do açúcar, a bebida contém uma mistura de especiarias, extratos cítricos e extratos de madeiras doces e folhas de amoras e framboesas. A empresa afirma que Kofola tem menos açúcar do que outras colas e nenhum ácido fosfórico. Entretanto, contém mais cafeína.

Uma mudança aparente na mistura foi uma redução nas saponinas. Aliás, um artigo menciona que a quantidade desses agentes produtores de espuma era tão alta que uma garrafa de Kofola deixada ao sol poderia explodir.

Diversificação do produto

Como outros produtores de refrigerantes, a Kofola respondeu à mudança e expansão dos gostos dos consumidores introduzindo novas variedades. Os outros tipos incluem Kofola bez cukru, que é sem açúcar, Kofola Citrus, Kofola Extra Bylinková, que inclui genciana, dandylion e hortelã-pimenta, além das ervas regulares, e uma Kofola de cereja azeda chamada Višnová.

A empresa também começou a vender a bebida em lata para atender a demanda, e expandiu para outras bebidas, como a água mineral Rajec e o energético Semtex e Erektus.

E então, gostou de saber mais sobre a Kofola? Pois, veja a seguir: 25 instrumentos médicos medievais bizarros e aterrorizantes

Próxima página »

Escolhidas para você