Curiosidades

Lenda do Boitatá – A história da cobra de fogo que protege florestas

Entre as histórias que compõem o folclore brasileiro está a Lenda do Boitatá, a cobra de fogo gigante que protege as florestas do Brasil

A Lenda do Boitatá é uma das histórias que constituem o folclore brasileiro. Contudo, ela foi trazida para os indígenas na época da nossa colonização pelos portugueses.

Portanto, o Boitatá não foi uma criação brasileira. Foram os padres jezuítas quem contaram, pela primeira vez, sobre a cobra de fogo gigantesca.

Além de ser de fogo, o Boitatá tinha o couro transparente e os olhos brilhantes como faróis. Conta a história que a cobra brilhava durante a noite.

Segundo a lenda do Boitatá, a cobra conseguia se transformar em uma tora em chamas. Dessa forma ela conseguiria punir quem queimava as matas. Dizem que ela também deixa louco e cego quem a olha.

Continua após a publicidade

Aliás, era possível vê-la deslizando em meio às campinas e nas beiradas dos rios. Boitatá é uma palavra de origem Tupi-Guarani, que significa cobra de fogo.

A Lenda do Boitatá

Folclore brasileiro
Fonte: Fandom

Como dito anteriormente, o Boitatá é uma grande cobra de fogo. Mas, além disso, ela e considerada a protetora das florestas. Ou seja, é ela quem protege as matas e os animais de pessoas que pretendem fazer algum mal. Aliás, sua maior proteção é contra queimadas.

Continua após a publicidade

Segundo a lenda, durante uma longa noite chegou. Nesses momentos, os homens chegaram a acreditar que nunca mais veriam a luz do dia. Os céus estavam escuros, sem entrelas, sem barulho dos animais e sem vento. Em determinado momento, os homens começaram a passar frio e fome dentro de casa.

Por causa da escuridão, tornara-se impossível cortar lenha para fazer fogueiras e se aquecer e também não existia a possibilidade de sair para caçar. Posteriormente, após vários dias de escuridão, uma grande chuva chegou. Enfim, essa chuva foi tão forte que acabou matando vários animais afogados.

Continua após a publicidade
Folclore brasileiro
FOnte: 1realahora

Por fim, uma grande cobra que há muito tempo estava adormecida, acordou faminta. Ela viu os animais que boiavam mortos na água e começou a comer seus olhos que brilhavam. Segundo a história, o brilho nos olhos dos animais vinha da última vez que eles tinham visto o sol.

Então, por causa dos olhos brilhantes que a alimentaram, a cobra ficou toda transparente e brilhante como um fogo. Enfim ela se tornou no Boitatá. Contudo, por comer muito, a cobra acabou morrendo. Sua luz interior saiu de dentro dela e acabou se tornando o sol. Trazendo, por fim, a luz de volta a Terra.

Variações na história

Lenda do Boitatá - A história da cobra de fogo que protege florestas
Fonte: Pinterest

Primeiramente, Boitatá ganha diferentes nomes dependendo da região em que esse folclore brasileiro é contado. Portanto, é normal escutar histórias chamando a cobra de Baitatá, Bitatá, Biatatá e até Batatão. Além disso, no norte e nordeste do país, a cobra vive dentro dos rios, a espera de invasores que chegam para queimar as florestas.

Alguns nordestinos ainda contam que Boitatá é conhecido como a Alma dos Compadres e das Comadres. Enfim, ela representa, para eles, as almas penadas ruins que estão pagando seus pecados. Elas passam pelas florestas colocando fogo em tudo. Por outro lado, o sul do país possui uma diferente visão.

Continua após a publicidade

Por la, Boitatá é na verdade várias cobras que sobreviveram ao dilúvio bíblico. E como castigo, receberam o fogo que aparece dentro da barriga de cada uma delas. É ele que faz com que elas sejam transparentes e iluminadas. E por fim, uma outra versão brasileira afirma que Boitatá é na verdade um touro capaz de soltar fogo pela boca.

Então, gostou da matéria? Em seguida leia: Lenda da Iara – Quem foi a famosa sereia do folclore brasileiro

Imagens: Pinterest, Pinterest, Fandom e 1realahora

Fontes: Brasilescola, Todamateria, Sohistoria e Educamaisbrasil

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você