Curiosidades

Lenda da Iara – Quem foi a famosa sereia do folclore brasileiro

A lenda da Iara faz parte do nosso folclore. A sereia brasileira é conhecida por encantar homens com seu canto e levá-los para o fundo da água.

Atualizado em 08/10/2020

A Lenda da Iara conta a história de uma sereia brasileira que encantava os homens com a sua linda voz. Sua história também é conhecida como Lenda da Mãe D’água.

Parte do folclore brasileiro, a história de Iara tem origem indígena. Para ser mais exata, ela veio da região da amazônica. Ainda assim, quase todo brasileiro já escutou a Lenda da Iara.

Enfim, o nome Iara (ou Yara) também tem origem indígena. Significa aquela que mora nas águas. A sereia brasileira vive na Amazônia. Aliás, ela já foi confundida algumas vezes com Iemanjá, rainha do mar.

Suas características se diferem em algumas histórias, mas conta-se que Iara tem olhos castanhos e cabelos pretos. Além disso, ela era capaz de hipnotizar os homens com o seu canto.

Lenda da Iara

Segundo a lenda, Iara era uma grande guerreira índia que, além de ter muita coragem, esbanjava uma beleza indescritível. E foi por causa de sua beleza que seus invejosos irmãos decidiram matá-la e sumir com o corpo. Entretanto, por causa de suas habilidades de luta, Iara conseguiu vencer a luta e matar seus irmãos.

Lenda da Iara - Quem foi a famosa sereia do folclore brasileiro
Fonte: Sereismo

Por outro lado, a guerreira decidiu fugir por ter medo da reação de seu pai que era o pajé de sua tribo. Contudo, seu pai ainda conseguiu encontrá-la. E para castigar Iara por matar seus irmãos, ele decidiu jogá-la no Rio Negro e Solimões para morrer.

Mas os peixes da água acabam por salvar a moça. E por causa da lua cheia, ela acabou por se tornar a sereia brasileira Iara. Desse dia em diante, conta-se que Iara pode ser encontrada nos rios amazônicos. Lá ela passa seus dias conquistando homens com o seu canto, para levá-los ao fundo do rio.

Assim, matando-os afogados. Além disso, a lenda da Iara ainda conta que, se um homem conseguir fugir de seus encantos, passa o resto da vida louco. O estado de loucura só pode ser curado por um pajé. Quando não está atraindo homens, Iara pode ser vista sentada sobre pedras, penteando os cabelos e se admirando no reflexo da água.

Versão masculina

Ipupiara – Cidadeecultura

Cronistas dos séculos XVI e XVII criaram um personagem mitológico um pouco diferente. Ao invés da sereia Iara, o personagem é um homem, um tritão, conhecido por Ipupiara. Enfim, ele comia pescadores e o assim como a sereia brasileira, os levava para o fundo do rio. Apenas em XVIII a lenda da Iara que conhecemos surge.

Origem da lenda

Sereia brasileira
Fonte: Pinterest

Segundo um dos maiores folcloristas brasileiros, Luís da Câmara Cascudo, a lenda da Iara surgiu na Europa e foi adaptada ao folclore brasileiro. Isso porque, segundo ele, até o século XVII, não existia uma lenda indígena com os traços da história da sereia brasileira.

Ainda segundo Cascudo, os elementos de parte mulher, parte peixe e da sedução dos homens pelo canto, foi trazido pelos portugueses. Porque na cultura europeia existiam entidades que traziam essas características. Inicia-se com as sereias gregas, que também seduziam homens com suas belas vozes.

Contudo, as sereias gregas possuíam traços de ave e não de peixe. Essa característica surgiu em Portugal. Aliás, no país existe o ser mítico conhecido como Moura Encantada, que assim como Iara, seduzia homens pelo canto e também era muito bonita.

Criadora da Pororoca

Pororoca – Conhecendobrasil

Para quem não sabe, a Pororoca é o encontro das águas do rio com o oceano. Isso gera uma onda natural que pode chegar a 6 metros de altura e a 30 km/h. Enfim, ela percorre pelo Rio Amazonas e alguns de seus afluentes. A lenda da Iara conta que é ela quem causa essa onda.

Isso porque sua canoa favorita, Jacy, foi roubada da Ilha de Marajó, em sua casa. Para encontrá-la, Iara ordenou que todos os filhos procurassem nas águas a sua canoa. Contudo, a busca foi sem sucesso. Sem saber onde mais procurar, ela decidiu criar a Pororoca.

A onda forte poderia ser capaz de arrastar absolutamente tudo  que encontrada e, dessa forma, ela acharia a canoa. Entretanto, o plano não funcionou e a canou desapareceu. Mesmo assim, todos os anos Iara surge com a Pororoca para tentar novamente encontrar Jacy.

Iara em outras religiões

sereia brasileira
Iemanjá – Pinterest

A lenda da Iara também aparece em diferentes regiões, como por exemplo, o candomblé. Segundo esta religião, Iara é Iemanjá, orixá de origem africana. Conhecida como mãe protetora dos pescadores, a sereia brasileira recebe diferentes homenagens.

Os fiéis ao candomblé fazem suas homenagens em ambientes fechados. Enquanto isso, outros devotos, as realizam em rios e lagoas, por exemplo. E é por causa dessa devoção nas águas que Iara começou a ser representada com a imagem de uma sereia.

Enfim, gostou da história? Em seguida leia: Folclore brasileiro – 31 personagens folclóricos como você nunca viu

Imagens: Suportegeografico77, Sereismo, Cidadeecultura, Conhecendobrasil, Pinterest e Pinterest

Fontes: Todamateria, Educamaisbrasil, Brasilescola e Hipercultura