Curiosidades

Lenda do Curupira – Origem, principais versões e adaptações regionais

A lenda do curupira é uma das mais importantes do folclore brasileiro e tem origem nos povos indígenas do Norte do Brasil antes da colonização.

Por P.H Mota

A lenda do Curupira foi registrada pelos portugueses em território brasileiro por volta do século XVI. A partir daí, a história ganhou força, até se tornar destaque no folclore brasileiro – especialmente no Norte do Brasil.

Segundo a lenda do Curupira, o personagem é um anão com cabelos vermelhos e pés ao contrário, ou seja, com os calcanhares voltados para a frente. Apesar disso, há variações regionais que oferecem descrições modificadas.

Segundo a lenda, o personagem vive nas florestas e tem a função de protegê-la de invasores e caçadores mau intencionados. O nome tem origem no tupi e pode ter diferentes significados, incluindo “corpo de menino”, “coberto de pústulas” ou “pele de sarna”.

Características

Lenda do Curupira - origem, principais versões e adaptações regionais
Ler e Aprender

Segundo a lenda, o Curupira era um personagem que protegia a floresta com violência. Por causa disso, ele costumava se voltar contra todos que causassem algum dano à vida e ao ambiente local.

Continua após a publicidade

Os indígenas tinham tanto medo do terror causado pelo Curupira que acreditavam, por exemplo, que ele podia matar alguém que entrasse no local para caçar um animal ou derrubar uma árvore. Portanto, era comum que eles fizessem oferendas para o personagem antes de entrar na mata. Segundo a lenda, o Curupira gostava de receber presentes como fumo e cachaça.

Ainda que não matasse suas vítimas, o Curupira usava seus pés trocados para confundi-las. Com suas pegadas confusas, ele fazia os caçadores se perderem na floresta com frequência. Ele também era conhecido por emitir um assobio contínuo e atormentador.

Continua após a publicidade

Por outro lado, o Curupira só se envolve com humanos quando eles entram nas florestas. Ou seja, fora desse ambiente, ele evita locais em que há muitas pessoas reunidas.

Origem da lenda do Curupira

Lenda do Curupira - origem, principais versões e adaptações regionais
Jornal 140

A princípio, a lenda foi mencionada pelo padre jesuíta José de Anchieta em relatos feitos em 1560. Sendo assim, a lenda do Curupira pode ser considerada uma das mais antigas do folclore nacional.

Continua após a publicidade

Nesta menção, ele cita que “há certos demônios e que os brasis (nome dados aos indígenas locais) chamam corupira, que acometem aos índios muitas vezes no mato, dão-lhe açoites, machucam-nos e matam-nos”.

Ao longo das décadas seguintes, outros padres e jesuítas relataram menções à lenda do Curupira, incluindo Fernão Cardim, em 1584, padre Simão de Vasconcelos, em 1663, e padre João Daniel, em 1797.

Outras versões no folclore

Lenda do Curupira - origem, principais versões e adaptações regionais
Conexão Lusófona

À medida que a história do Curupira foi espalhada pelo Brasil, acabou ganhando variações regionais. Uma das mais populares, por exemplo, é a Caapora. A criatura mitológica é mais conhecida como Caipora e mistura elementos das lendas do Curupira e do Saci-Pererê.

Alguns estudiosos também suspeitam que a lenda tem origem em mitos de outras culturas, como o chudiachaque da cultura inca, por exemplo. Dessa maneira, o personagem teria surgido entre os nauas, na região do Acre e, a partir daí, transmitido para outras tribos, como caraíba e tupi-guarani.

Continua após a publicidade

A lenda do Curupira também é conhecida em regiões do Paraguai e da Argentina. Por outro lado, o personagem é chamado de Curupi e carrega um grande apelo sexual em suas histórias.

Fontes: Brasil Escola, Toda Matéria, Escola Kids

Imagens: Jornal 140, Conexão Lusófona, Ler e Aprender, ArtStation

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você