Ciência & Tecnologia

Lenovo – História e evolução da multinacional chinesa de tecnologia

Fundada em 1984, a chinesa Lenovo é a maior vendedora de PCs e notebooks do mundo, além de ser a quarta maior fabricante de smartphones.

Atualizado em 05/06/2020

A Lenovo é uma empresa de tecnologia com origem na China, em 1984. Desde então, foi pioneira no desenvolvimento de diferentes modelos e recursos para computadores. É por causa disso, sobretudo, que a empresa ganhou seu espaço e, também, tem cada dia mais destaque.

Ao longo de mais de 30 anos de existência, a empresa se expandiu para além da China. Atualmente, atua em mais de 160 países e possui mais de 54 mil funcionários. Além disso, possui centros de pesquisas no Japão, nos EUA e até mesmo no Brasil.

Os investimentos por aqui começaram a partir de 2012. Desde então, a Lenovo apostou em aumentar o alcance no país, com aquisição da CCE e abertura de uma fábrica em Itu, dentre outros.

História da Lenovo

Lenovo - história e evolução da marca de computadores e notebooks
ejinsight

Primeiramente, com um capital inicial de US$ 25 mil, o chinês Liu Chuanzhi juntou dez colegas cientistas e fundou a New Technology Developer Inc. Dessa maneira, no dia 1 de novembro de 1984, nascia a empresa que se tornaria a Lenovo. A ideia do grupo era prover tecnologia da informação para consumidores e empresas de uma forma mais veloz.

Utilizando-se de contatos no governo, Liu conseguiu revender um sistema que alavancou a empresa. Ele consistia em adaptar computadores de empresas americanas ao alfabeto chinês.

Além disso, foi só a partir de 1990, que a New Technolgvy Developer lançou o seu primeiro computador. Com o novo produto, então, a empresa passou a se chamar Legend. Dois anos depois, levaram o conceito do computador doméstico para a China, com o Legend 1+1.

Ascensão

Lenovo - história e evolução da marca de computadores e notebooks
The Mobile India

Com a venda de computadores pessoais, a Legend acabou se tornando líder de mercado na China, em 1996. Na mesma época, foi apresentado o primeiro notebook da marca. Foi também nesse período que a Legend chegou a produção de um milhão de computadores e abriu sua primeira loja de varejo.

Assim, ao fim da década, a Legend já era a principal distribuidora de PCs e notebooks no leste asiático. A partir de 2003, então, finalmente passou a apresentar o nome Lenovo. A nova marca manteve o “Le”, de Legend, ao mesmo tempo em que acresceu o “novo”, com o mesmo significado que a gente conhece.

No entanto, a principal transformação da empresa na época não foi a mudança de nome. Em 2004, a Legend Holdings se uniu com a Divisão de Computação Pessoal da IBM, dos EUA. A IBM foi pioneira no conceito de computação pessoal e foi responsável pelo primeiro notebook do mundo.

Nova fase

Lenovo - história e evolução da marca de computadores e notebooks
Veja

Para a compra da divisão da IBM, a Lenovo desembolsou US 1,75 bilhões. A compra foi um marco no mercado por reunir tecnologias, processos e mercados tão distintos, de EUA e China. Isso somado ao fato que as duas empresas eram líderes em suas áreas de atuação.

Com a união, a Lenovo passou a ter em seu currículo uma vasta lista de inovações realizadas pela IBM. Entre elas:

  • primeiro notebook da indústria com um monitor Thin Film Transistor de 10.4 polegadas e dispositivo apontador TrackPoint (botão vermelho)
  • primeiro notebook da indústria com CD-ROM integrado
  • teclado “borboleta”
  • primeiro notebook da indústria com DVD-ROM integrado
  • primeiro ThinkLight da indústria (luz do teclado em ambientes de pouca iluminação)
  • primeiro computador da indústria com chip de segurança integrado
  • primeiro mini-notebook da indústria
  • primeiro notebook com duração estendida de bateria (até 11 horas)
  • primeiro notebook da indústria com um “airbag” para o disco rígido
  • primeiro notebook com leitor de impressões digitais integrado (2004)

Logo após a união, a empresa também criou um novo Centro de Inovação em Research Triangle Park, nos EUA. Assim, clientes e parceiros podiam contribuir com soluções e pesquisas no ramo da tecnologia de computação pessoal.

Os novos rumos da empresa levaram os produtos Lenovo para fora da China pela primeira vez. No entanto, a empresa ocupava apenas o quarto lugar no mercado e começava a ser ameaçada em seu país.

Expansão

Lenovo - história e evolução da marca de computadores e notebooks
cnet

Em razão do foco voltado para o mercado externo, a Lenovo começou a precisar encarar concorrentes dentro da China. Uma mudança no comando da empresa, em 2014, demitiu um décimo dos funcionários, restabeleceu a divisão de smartphones e investiu em redes de varejo. O resultado: a empresa conseguiu ampliar sua liderança no país

A partir de 2011, incluiu seis novas fabricantes de hardware e a empresa japonesa NEC. Dessa maneira, a Lenovo se tornou a maior vendedora de notebooks e PCs em todo o mundo. Ao mesmo tempo, se tornou a quarta fabricante de smartphones.

Por fim, desde maio de 2015, a empresa passou a contar com uma nova identidade. Assim, passou a se comportar como empresa focada em engenharia de computação, para se voltar para o cliente, por meio de inovações.

Fontes: LE, Canal Tech, Tech Tudo, Mundo das Marcas, PT Computador

Imagens: The Mobile Indian, cnet, cnet, Veja, ejinsight