Curiosidades

Maçonaria feminina: origem e como funciona a sociedade de mulheres

A maçonaria feminina existi há mais de um século. Pouco conhecida, ela não é aceita pela maçonaria tradicional, formada só por homens.

A maçonaria masculina ou regular é uma sociedade secreta. Que começou a se reunir oficialmente há mais de 300 anos e, é bastante conhecida por todos. Sendo que no Reino Unido, ela é liderada pelo duque de Kent, integrante da família real. Por outro lado, a maçonaria feminina existe há mais de um século. E são chamadas de não oficiais ou espúrias pela maçonaria regular. No entanto, poucos sabem de sua existência.

Em suma, existem duas sociedades femininas. A primeira é a Fraternidade Honorária dos Antigos Maçons. E a outra, Ordem das Mulheres Maçons. Que se dividiram no século XX, surgindo ramificações. Ao todo, a sociedade feminina conta com cerca de 5 mil integrantes e, conduzem iniciações, cerimônias e rituais. Da mesma forma que a maçonaria masculina. Ademais, a maçonaria feminina trata-se de um sistema peculiar de moralidade baseado em alegorias e símbolos.

Durante as cerimônias secretas, as mulheres usam vestes brancas. Além de enfeites ao redor do pescoço. Onde cada um representa seu lugar na hierarquia da ordem. Então, todas se curvam diante da mestre maçom que se encontra sentada em uma espécie de trono. Por fim, mesmo não se tratando de um grupo religioso, orações são feitas. Pois, para ser maçom, é necessário acreditar num ser supremo. Isso, independente do tipo de fé. Dessa forma, o grupo é composto por pessoas que são bem religiosas e outras nem tanto.

Maçonaria feminina: origem

Globo

A maçonaria tem sua origem na Idade Média. Quando surgiu como uma irmandade de homens construtores. Tendo como característica marcante, a união dos membros. Onde eles protegem uns aos outros. No entanto, os maçons tradicionais eram contra a inclusão de mulheres na instituição. Pois, argumentavam que com a entrada delas, a estrutura e regras seriam alterados. Assim, como os princípios (Landmarks) Que eram considerados imutáveis.

Continua após a publicidade

Geralmente, na maçonaria as esposas, filhas e mães de maçons atuam como apoiadoras. Ou seja, elas são responsáveis por organizar voluntariamente ações sociais e beneficentes promovidos pelos homens. Portanto, a única maneira de mulheres se tornarem maçons é ingressando em ordens espúrias. Ou seja, em ordens não oficiais, como a maçonaria mista. Que aceita homens e mulheres. Também a maçonaria feminina, exclusiva para mulheres.

Ademais, a primeira mulher a ingressar na maçonaria foi á irlandesa Elizabeth St. Leger, em 1732, aos 20 anos de idade. Todavia, ela só foi aceita, após ser flagrada espionando uma reunião maçônica presidida por seu pai. Como ele não sabia o que fazer com ela, acabou a acolhendo dentro da irmandade. Contudo, após algum tempo, ela acabou sendo expulsa, tornando-se um ícone apenas para as instituições não oficiais.

Continua após a publicidade

No entanto, a história de Leger percorreu o mundo, influenciando gerações femininas a questionarem o patriarcalismo da maçonaria. Principalmente, na Europa e nas Américas. Dessa forma, posteriormente mais mulheres começaram a fazer parte da maçonaria. Como, Maria Deraismes, em 1882, na França. No mesmo ano, surge a Loja de Adoção na França, a Ordem de Mouse na Prússia e a Estrela do Oriente, nos Estados Unidos.

Maçonaria feminina: reconhecimento

Globo

A Grande Loja Unida de Inglaterra (United Grand Lodge of England – UGLE) e outros concordantes da irmandade tradicional não reconhecem a maçonaria feminina. No entanto, em 1998, declararam que as duas jurisdições inglesas para mulheres (Ordem das mulheres maçons e a Excelentíssima Fraternidade da Antiga Maçonaria). São regulares na sua prática, exceto com relação à inclusão das mulheres.

Continua após a publicidade

Embora não sejam formalmente reconhecidos, eles podem ser considerados como parte da maçonaria. Dessa forma, na América do Norte, as mulheres não podem se tornar maçons regulares por si. Mas podem se juntar a corpos separados, que não são maçons em seu conteúdo.

Entretanto, cresce cada vez mais o número de países que permitem a participação de mulheres em Lojas maçônicas. Tanto em mistas, quanto em exclusivas para mulheres. Inclusive, existem muitas Ordens de maçonaria feminina associadas à Maçonaria Regular, chamadas de ordens paramaçônicas, tais como:

  • Ordem Internacional das Filhas de Jó
  •  das mulheres maçons
  •  da Estrela do Oriente
  • Santuário Branco de Jerusalém
  • Ordem de Amaranth
  • Internacional do Arco-Íris para Meninas
  •  Social de Beauceant, Filhas do Nilo

A justificativa das Grandes Lojas Maçônicas para a exclusão de mulheres se deve por várias razões. Ademais, a origem e as tradições da maçonaria se baseiam nos construtores medievais geradores da Europa. Portanto, a cultura da época não permite a participação de mulheres na sociedade secreta. Pois, modificaria completamente a estrutura da maçonaria. Que são consideradas por eles como imutáveis. Por exemplo, uma parte específica de suas regras que afirma que uma mulher não foi feita para ser maçom.

Maçonaria feminina: como funciona

Diário de Notícias

Diferentemente da maçonaria tradicional, onde o homem precisa pedir autorização da esposa para participar da ordem. Na maçonaria feminina ou mista, a mulher é livre para tomar suas próprias decisões. Ademais, o número de mulheres chega a 60% do total de membros. Cuja faixa etária varia entre 35 e 80 anos.

Continua após a publicidade

Geralmente, os homens que participam são em sua maioria maridos e familiares que apoiam as mulheres. Em suma, a mulheres participam das cerimônias e rituais da mesma forma que os homens, sem distinção. Da mesma forma, guardam os segredos da irmandade. Por fim, para participar de uma maçonaria feminina, o acesso é feito da mesma forma que a maçonaria tradicional. Ou seja, através de indicação de um membro ou por convite da loja maçônica.

Portanto, havendo interesse a loja maçônica faz uma investigação da vida da candidata. Onde avaliam sua conduta. Além disso, é passado a ela informações sobre suas responsabilidades. Assim como todas as regras e estatutos da irmandade. Inclusive, sobre como a ordem é absolutamente contra a qualquer tipo de intolerância sexual, religiosa ou racial.

Ordem da Estrela do Oriente

Diário de Notícias

No ano de 1850, o grão-mestre do Estado de Kentucky, nos Estados Unidos, Robert Morris, fundou uma das primeiras ordens paramaçônica. A Ordem da Estrela do Oriente. Atualmente, essa sociedade feminina está presente em todos os continentes. E conta com cerca de 1,5 milhões de membros.

Ademais, para se tornar membro da Estrela do Oriente, a mulher precisa ter 18 anos. Além de ter parentesco com um mestre maçom regular. Quanto aos homens, eles são bem vindos. Desde que sejam mestres maçons regulares em suas lojas maçônicas. Além disso, precisam se iniciar na ordem. Da mesma forma que as mulheres. Podendo até mesmo assumir cargos. Por outro lado, existem as ordens paramaçônicas juvenis. Como a do Arco-Íris e Filhas de Jó Internacional. Que são destinadas para meninas e adolescentes.

Continua após a publicidade

Por fim, a ordem conta com cargos filosóficos e administrativos. Por exemplo, os cargos de rainha, princesas, secretárias, tesoureira, guardiãs. Também realizam campanhas em escolas. Ensinando e incentivando as meninas a ter autoestima e a sempre dar o seu melhor em tudo. Enfim, a maçonaria feminina é cercada por simbologias, rituais e segredos, conhecidos apenas por seus membros. No entanto, os membros afirmam que todo o sigilo e mistério que envolvem a maçonaria servem apenas para criar fascínio. E não para esconder algo sinistro. Como afirmam inúmeras teorias da conspiração na internet.

Curiosidades

Significados
  • Atualmente, existem cerca de 4,7 mil mulheres maçons no Reino Unido. Enquanto que a maçonaria tradicional conta com 200 mil homens maçons.
  • Na maçonaria feminina, as mulheres usam aventais marrons. Como referência sobre a origem da maçonaria. Que surgiu da reunião entre antigos pedreiros ou construtores para a construção de igrejas e catedrais. Pois, eles usavam aventais para se protegerem de lascas de pedras durante os trabalhos.
  • O terceiro grau na maçonaria significa a última etapa antes de se tornar um maçom com plenos direitos. Para isso, uma cerimônia é realizada. Onde é necessário responder a questionamentos.
  • No Reino Unido, nomes famosos como Winston Churchill e Oscar Wilde, fazem parte da maçonaria.

Por fim, no Brasil existem diversas Lojas Maçônicas Mistas. Por exemplo:

  • Ordem Maçônica Mista Internacional Le Droit Humain
  • Grande Loja Maçônica Mista do Brasil
  • Honorável Ordem da co-Maçonaria Americana – The American Federation of Humain Rights
  • Grande Loja da Maçonaria Egípcia no Brasil

Então, se você gostou dessa matéria, também pode gostar dessa: Maçonaria – O que é e o que os maçons realmente fazem?

Fontes: BBC; Uol

Continua após a publicidade

Bibliografia: Roger Dachez, Histoire de la franc-maçonnerie française, Presses Universitaires de France, coll. « Que sais-je? », 2003 (ISBN 2-13-053539-9)

Daniel Ligou et al, Histoire des francs-maçons en France, vol. 2, Privat, 2000 (ISBN 2-7089-6839-4)

Paul Naudon, Histoire générale de la franc-maçonnerie, Presses universitaires de France, 1981 (ISBN 2-1303-7281-3)

Imagens: Portal C3; Significados; Diário de NotíciasGlobo;

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você