Biografias

10 fatos sobre Mikhail Gorbachev, o último líder da União Soviética

Mikhail Gorbachev durante seu governo na URSS promoveu uma série de mudanças que transformaram o mapa da Europa e puseram fim à Guerra Fria.

Mikhail Sergeyevich Gorbachev foi o último presidente da União Soviética de 1990 a 1991. Ele nasceu na Rússia em 1931, e morreu no último dia 30 de agosto, aos 91 anos.

Gorbachev é mais conhecido por colocar fim à Guerra Fria, uma série de conflitos entre a União Soviética e os Estados Unidos, entre outros países. Ele democratizou a União Soviética comunista, enfraquecendo-a por dentro e, eventualmente, dissolvendo-a.

Vamos conferir alguns fatos sobre ele.

10 fatos sobre Mikhail Gorbachev

1. Nascimento

Mikhail Sergeyevich Gorbachev nasceu em 2 de março de 1931 na vila de Privolnoye, Stavropol Krai, então na República Socialista Federativa Soviética da Rússia, uma das repúblicas constituintes da União Soviética.

Continua após a publicidade

Na época, Privolnoye foi dividido quase igualmente entre russos étnicos e ucranianos étnicos. Além disso, a família paterna de Gorbachev era de etnia russa e havia se mudado para a região de Voronezh várias gerações antes; sua família materna era de origem étnica ucraniana e havia migrado de Chernihiv.

2. Educação

A escola da aldeia havia fechado durante a Segunda Guerra Mundial em 9139, mas reabriu no outono de 1944. Gorbachev não queria voltar, mas quando o fez se destacou academicamente.

Assim, ele lia de tudo, passando dos romances ocidentais de Thomas Mayne Reid para as obras de Vissarion Belinsky, Alexander Pushkin, Nikolai Gogol e Mikhail Lermontov. Estudando na Universidade Estadual de Moscou, casou-se com a colega Raisa Titarenko em 1953 e se formou em direito em 1955.

3. Vida pessoal

Gorbachev protegia sua vida privada e evitava convidar pessoas para sua casa. Além disso, Gorbachev apreciava sua esposa, que por sua vez o protegia. Ele era um pai e avô muito querido.

Continua após a publicidade

O falecido líder enviou sua única filha para uma escola local em Stavropol, em vez de para uma escola reservada para os filhos das elites do partido. Ao contrário de muitos de seus contemporâneos na administração soviética, ele não era um mulherengo e era conhecido por tratar as mulheres com respeito.

4. Vida política

O falecido Gorbachev foi um político russo e soviético que serviu como o último líder da União Soviética. Como chefe de Estado do país de 1988 a 1991, atuou como Presidente do Presidium do Soviete Supremo de 1988 a 1989, Presidente do Soviete Supremo de 1989 a 1990, Secretário Geral do Partido Comunista da União Soviética de 1985 a 1991, e Presidente da União Soviética de 1990 até a dissolução do país em 1991.

Ideologicamente, Gorbachev inicialmente aderiu ao marxismo-leninismo, todavia mudou-se para a social-democracia no início dos anos 1990.

5. Último líder sobrevivente da Guerra Fria

Gorbachev, no poder entre 1985 e 1991, ajudou a tirar as relações EUA-Soviética de um congelamento profundo e foi o último líder sobrevivente da Guerra Fria. Sua vida foi uma das mais influentes de seu tempo, e suas reformas como líder soviético transformaram seu país e permitiram que a Europa Oriental se libertasse do domínio soviético.

Continua após a publicidade

6. Ele derrubou o Muro entre Berlim Oriental e Ocidental

Nos dias da União Soviética, a Alemanha estava dividida ao meio. Metade do país estava na União Soviética e a outra metade não. A capital alemã de Berlim foi dividida ao centro pelo Muro de Berlim.

Em 1990, Mikhail Gorbachev concordou em finalmente derrubar esse muro, reunindo a Alemanha, levantando a Cortina de Ferro entre o leste e o oeste e encerrando simbolicamente a Guerra Fria.

7. Ganhou o prêmio Nobel da Paz

Ele ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1990 por negociar um pacto histórico de armas nucleares com o líder dos EUA Ronald Reagan, e sua decisão de reter o exército soviético quando o Muro de Berlim caiu um ano antes foi vista como fundamental para preservar a paz da Guerra Fria.

8. Tentativa de voltar ao poder

Ele fez uma tentativa desastrosa de retornar à política e concorreu à presidência em 1996, mas recebeu apenas 0,5% dos votos. A partir de então, Gorbachev foi relegado à margem, dedicando-se a projetos educacionais e humanitários.

Continua após a publicidade

9. Apoio a anexação da Crimeia à Rússia

Mikhail Gorbachev havia apoiado a anexação da Crimeia em 2014, dizendo que a maioria das pessoas na península “queria se juntar à Rússia”. Ele não fez declarações públicas sobre a ação militar da Rússia na Ucrânia, embora sua fundação tenha pedido “uma cessação precoce das hostilidades e início imediato das negociações de paz”.

10. Últimos anos de vida

Gorbachev permaneceu uma figura controversa e teve um relacionamento difícil com Putin. Assim, ele passou os últimos anos de sua vida dentro e fora do hospital com a saúde cada vez mais frágil, ficou ainda mais isolado durante a pandemia.

Fontes: Revista Galileu, Wikipédia, Brasil Escola

Leia também:

Continua após a publicidade

Veja como é por dentro o suposto iate de Putin

35 curiosidades sobre Vladimir Putin, um dos homens mais polêmicos do mundo

5 fatos para entender a crise na Ucrânia e o discurso de Putin

35 curiosidades sobre a Rússia

Continua após a publicidade

Episódio de Os Simpsons previu conflito entre Rússia e Ucrânia, em 1998

Próxima página »

Escolhidas para você