Curiosidades

Mordida de cachorro – Prevenção, tratamento e riscos de infecção

Saiba como tratar a ferida provocada pelos dentes de um cão e como identificar sinais de infecção por bactérias ou vírus como o da raiva.

Você está brincando com seu cachorro e, de repente ele te morde ou você pode estar andando na rua e um cão desconhecido o ataca inesperadamente, são duas situações que levam ao questionamento: o que fazer ao ser mordido por um cachorro? Por menos grave que pareça, as mordidas de cães podem ser dolorosas e, inclusive, transmitir doenças como a raiva e causar ferimentos graves, especialmente em crianças pequenas e idosos.

Embora algumas raças de cães tenham sido identificadas como sendo mais agressivas do que outras, qualquer cão pode atacar ao se sentir ameaçado. Ou ainda, um cachorro pode morder se for provocado, estressado ou assustado; se estiver com dor; se for perturbado enquanto come ou dorme ou se ficar muito empolgado durante uma brincadeira.

Dessa forma, todas as mordidas de cachorro apresentam risco de infecção, contudo a lavagem abundante e imediata do ferimento pode diminuir significativamente esse risco. Em seguida, é preciso ser feita por um médico a avaliação do risco de infecção pelo vírus do tétano e da raiva e a administração de antibióticos essenciais no tratamento de mordidas caninas.

Por este motivo, algumas informações e cuidados são fundamentais sobre para prevenir e/ou tratar mordidas de cães. Confira abaixo.

Continua após a publicidade

Que ferimentos uma mordida de cachorro pode causar?

Fonte: Pinterest

Mordidas de cães, que podem ser muito dolorosas ou desconfortáveis, geralmente resultam nos seguintes tipos de lesão:

  • Hematomas e inchaço
  • Abrasões ou arranhões
  • Perfurações profundas e lacerações

O que fazer ser mordido por um cão?

Fonte: Pinterest

1. Em primeiro lugar, lave a ferida com sabão neutro e água corrente torneira por cinco a dez minutos

Continua após a publicidade

2. Em segundo lugar, estanque o sangramento com um pano limpo

3. Envolva a ferida com uma bandagem esterilizada

Continua após a publicidade

4. Mantenha a ferida enfaixada e consulte um médico para avaliar o risco de infecções

5. Troque o curativo várias vezes ao dia assim que o médico examinar o ferimento

6. Por último, fique atento a sinais de infecção, incluindo vermelhidão, secreção na ferida, inchaço, aumento da dor e febre.

Quais bactérias aumentam o risco de infecção?

Fonte: Pinterest

Metade das mordidas de cães transmitem bactérias como por exemplo estafilococos, estreptococos e pasteurella, bem como a capnocitopagia. Além disso, cães não vacinados também podem carregar – e transferir – raiva. Por isso, é importante informar ao médico o máximo possível de detalhes sobre o cão que o mordeu.

Continua após a publicidade

Qual o risco de pegar raiva depois de uma mordida de cachorro?

Para esclarecer, a raiva é uma doença grave causada por um vírus. Aliás, ela é principalmente uma doença de animais. Entretanto, os humanos podem contrair raiva ao ter contato com animais infectados com a doença. Desse modo, o vírus é transmitido aos humanos pela saliva do animal infectado, como é o caso da mordida.

Neste caso, o risco de infecção pelo vírus da raiva deve ser avaliado imediatamente, após o incidente. Por conseguinte, mordidas de cães não provocados devem ser considerados como tendo maior risco de infecção por raiva do que por mordidas de cães provocados. Além disso, se o dono do cão puder confirmar que a vacinação do animal contra o vírus da raiva está em dia, o cão pode ser observado em casa. Por outro lado, a observação por um veterinário é apropriada quando o estado de vacinação do animal é desconhecido. Contudo, se o animal não puder ser colocado em quarentena por 10 dias, a vítima da mordida de cachorro deve receber imunização contra a raiva. Consequentemente, a imunização antirrábica deve começar 48 horas após a mordida, mas pode ser descontinuada, posteriormente, se o animal estiver livre do vírus da raiva.

Quais os sintomas da raiva?

Fonte: Pinterest

Todavia, vale lembrar que os sintomas da raiva podem aparecer alguns dias após a mordida do animal infectado. No entanto, na maioria dos casos, os sintomas podem não aparecer até semanas ou até mesmo meses depois.

Nesse sentido, um dos sintomas mais comuns da infecção por raiva é uma sensação de formigamento ou espasmos na área ao redor da mordida do animal. Depois que o vírus deixa a área da ferida local, ele viaja por um nervo próximo ao cérebro e pode causar sintomas como:

Continua após a publicidade
  • Dor
  • Fadiga
  • Dores de cabeça
  • Febre
  • Espasmos musculares
  • Irritabilidade, agitação, agressividade
  • Confusão mental e alucinações
  • Fraqueza, paralisia
  • Aumento da produção de saliva ou lágrimas
  • Sensibilidade extrema para luzes brilhantes, sons ou toque
  • Dificuldade em falar
  • Visão dupla
  • Problemas para mover os músculos faciais
  • Movimentos anormais do diafragma e músculos que controlam a respiração
  • Dificuldade para engolir e aumento da produção de saliva, causando a “formação de espuma na boca” geralmente associada à infecção por raiva

Depois que os sintomas se desenvolvem, nenhum tratamento pode ajudar. Nesse ponto, a infecção é quase sempre fatal. Por fim, o tratamento envolve o alívio dos sintomas e deixar as pessoas o mais confortáveis ​​possível.

Como prevenir mordidas de cães?

Fonte: Pinterest
  • Não se aproxime de um cachorro desconhecido;
  • Não fuja de um cachorro e grite;
  • Fique parado quando for abordado por um cão desconhecido;
  • Não provoque um cachorro desconhecido;
  • Evite o contato visual direto com um cão de rua;
  • Não perturbe um cão que está dormindo, comendo ou cuidando de filhotes;
  • Não acaricie um cachorro sem permitir que ele o veja e cheire primeiro;
  • Se for mordido por um cão desconhecido, acione imediatamente o serviço médico de emergência

Então, se você gostou leia mais sobre o assunto no próximo artigo: Raiva humana – A doença, seus sintomas e tratamento

Fontes: Pet Love, Dog Hero; Amor aos Pets, M de Saúde

Fotos: Pinterest

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você