Curiosidades

Mórmons: quem são? Origem, crenças e curiosidades

Os mórmons são um grupo religioso que acreditam na passagem de Jesus Cristo pela América após o episódio bíblico de sua ressurreição.

Os mórmons são um grupo religioso que se considera restauracionista. Ou seja, eles pretendem resgatar o cristianismo primitivo. A princípio, essa religião começou nos Estados Unidos, no século 19. Nesse sentido, teve como primeiro líder Joseph Smith Jr., considerado por seus discípulos o primeiro Profeta deste período. Ademais, seguem as revelações e ensinamentos de Joseph.

Desse modo, ao descrever o caráter dos mórmons, a revista Newsweek escreveu: “Não importa onde os mórmons vivam, eles encontram-se inseridos em uma rede de preocupação mútua; na teologia mórmon todos são ministros de alguma forma, todos são investidos de poder para fazer o bem e de receber o bem feito por outros. É o convênio do Século XXI, cuidar do próximo”.

“Como igreja, estendemos a mão não somente para os de nosso povo, mas também para as pessoas de boa vontade em todo mundo imbuídos do espírito de irmandade que vem do Senhor Jesus Cristo”, disse Thomas S. Monson, o penúltimo presidente da Igreja.

Quem são os mórmons? De onde surgiram e em que acreditam?
Fonte: SuperInteressante

Os mórmons

De acordo com seu líder, ele foi presenteado pelos céus com uma visão de Deus e de seu filho Jesus. Na visão, Joseph recebia orientações para fundar sua própria igreja e iniciar o grupo religioso. Já que as outras estavam no ‘caminho errado’, representando uma ameça aos ensinamentos divinos.

Continua após a publicidade

Esse evento ficou conhecido como a Primeira Visão. Os ensinamentos de Joseph estão no Livro de Mórmon. A origem da escritura se deu a partir da descoberta de Smith: várias placas aparentemente de ouro, gravadas com hieróglifos, traduzidos para o inglês, por ele. Ao que tudo indica, os hieróglifos representam a história dos americanos pré-colombianos.

De acordo com a história, a palavra mórmons é designada para os seguidores de Mórmon. Que foi outro profeta, um predecessor na reunião de textos sagrados da religião. Entre os preceitos doutrinatórios, passados de geração para geração, está a crença de que Deus possui corpo tão material quanto o homem, bem como seu filho Jesus.

Continua após a publicidade

Além da existência de três deuses, e não uma trindade. Para os mórmons, homem é igualado a Deus. E Jesus é filho de Deus, não do Espírito Santo – significando que ele foi criado como qualquer um de nós.

Outra crença é a de que, depois de ressuscitar, Jesus teria voltado à América do Norte, selecionado doze seguidores e criado uma igreja que durou 200 anos, mais ou menos. Para eles, o reino dos céus é resguardado somente para os mórmons, e os que contraíram seu matrimônio no templo e dignificaram a união e a vida, atingiram a divindade.

Continua após a publicidade

O assassinato de Joseph

Depois de ter sido reestruturada em 1830, a igreja e o grupo religioso como um todo cresceu intensamente. Evento que provocou perseguição e morte, resultando no assassinato de Joseph, em 1844. Mesmo com a morte de Smith, a religião continua crescendo. Seus seguidores são extremamente leais aos seus princípios, sabendo de cor e salteado a doutrina, além de pagar fielmente o dízimo.

Mórmons: grupo religioso
Fonte: SuperInteressante

A vida dos mórmons

No dia a dia os mórmons são pessoas muito severas, metódicas, regradas e disciplinadas. Para os estudiosos, essas características atraem muita gente, já que vivemos em um mundo cada vez mais caótico.

Eles não consomem café, chá preto nem álcool. Não fumam e consideram um propósito sagrado entrar em recintos enquanto são efetuados casamentos e batizados, porque só aqueles que conduzem sua existência com dignidade têm permissão para serem incluídos nestes locais.

Os pecadores só alcançarão sua redenção através de mérito próprio, se esforçando para mudar sua maneira de agir. E, para isso, é preciso admitir seus erros, tentar consertar seus pecados e pedir a Deus e ao prejudicado que perdoem seus pecados.

Continua após a publicidade

O paraíso celestial

Os mórmons acreditam que já existiam antes da vida terrena e que, aqui, precisam se esforçar para poder retornar ao paraíso celestial. Enquanto esperam o retorno de Jesus, que terá sua vinda anunciada através de sinais, mas apenas aqueles que são extremamente obedientes receberão esses sinais.

Outro traço destes religiosos é que eles não adoram a cruz, porque ela simboliza o sofrimento de Jesus. Os matrimônios, para eles, são eternos, vencem inclusive a morte. Os mórmons são evangelizadores por natureza, e para tal fim eles são muito bem preparados.

Os adeptos não só aprendem os ensinamentos de Jesus na teoria, mas são estimulados a praticá-los desde cedo, quando frequentam as Escolas Dominicais. Esta religião dá muita ênfase à convivência com a família, dedicando uma obra de 346 páginas à orientação dos seus fiéis no quesito familiar.

Curiosidades sobre os mórmons

Em primeiro lugar, Mórmon é também o nome do profeta que compilou os relatos e passagens de Jesus Cristo pela América. Além disso, documentou as informações sobre os antigos hebreus. Ou seja, estima-se que os mórmons acreditem no aparecimento de Cristo na América após sua ressurreição.

Continua após a publicidade

Mais ainda, o grupo religioso representado inicialmente por Joseph Smith começou suas atividades quando o pregador tinha apenas 14 anos de idade. Ademais, a primeira congregação surgiu na cidade de Fayette, estado de Nova York, no ano de 1830. Por outro lado, estima-se que o pregador morreu na prisão por meio de um assassinato que aconteceu em 1844.

Apesar disso, o mormonismo, como chama-se a prática dessa religião, permaneceu espalhando-se por outros estados. Curiosamente, acredita-se que Salt Lake City, localizada no estado de Utah, seja a capital mundial dos mórmons. Nesse sentido, a própria fundação da cidade surgiu por meio da ação de missionários mórmons, incluindo o sucessor de Joseph Smith em 1847.

Por outro lado, os mórmons costumam-se chamar de santos de últimos dias ou simplesmente santos. Sobretudo, isso acontece porque acreditam que os primeiros seguidores de Jesus Cristo são santos, portanto, o termo “últimos dias” refere-se ao final dos tempos. Finalmente, estima-se que o Brasil seja o terceiro país com o maior número de mórmons do mundo.

E aí, aprendeu sobre os mórmons? Então leia sobre Sharon Tate: história da celebridade vítima de um crime cruel.

Continua após a publicidade

Fontes: InfoEscola | SuperInteressante | A Igreja | Saber Curiosidades

Imagens: SuperInteressante |

Próxima página »

Escolhidas para você