História

Os 12 apóstolos de Jesus Cristo: saiba quem eles foram

Os apóstolos ou discípulos eram os seguidores escolhidos por Jesus, durante seu ministério na terra, que se tornaram líderes cristãos

Os discípulos de Jesus Cristo são os alunos que aprendem e repetem o que ele ensinou e pregou. Em outras palavras, são pessoas que confiam em seus ensinamentos e os espalham.

Dentre os discípulos de Jesus Cristo, temos 12 que se destacam, conhecidos como apóstolos. São eles: André; Bartolomeu; Filipe; João; Judas Iscariotes; Judas Tadeu; Mateus; Pedro; Simão, o Zelote; Tiago, filho de Alfeu; Tiago; Tomé.

Os apóstolos tinham ocupações variadas, sendo Pedro, Tiago, João, André e Filipe pescadores antes de serem discípulos de Cristo. Mateus, que, após a morte de Jesus, escreveu o Evangelho de Mateus no Novo Testamento, era um cobrador de impostos.

No entanto, há um desconhecimento acerca das vidas de Tomé; Tiago, filho de Alfeu; Bartolomeu; Judas Tadeu; e Simão, o Zelote, por isso, não se sabe ao certo sobre suas profissões.

Com efeito, um apóstolo importante para a história de Cristo foi o Judas Iscariotes, o qual traiu Jesus em troca de 30 moedas de prata, entregando-o às autoridades romanas, o que condenou o messias à morte. Após ocorrido, Judas Iscariotes encheu-se de remorso e cometeu suicídio por enforcamento.

Diferença entre apóstolo e discípulo

Fonte: Pinterest

De modo geral, a principal diferença entre apóstolo e discípulo é a sua missão. Em suma, a origem das palavras explica melhor: do grego ‘apostellein’, apóstolo significa “aquele que foi enviado”; por outro lado, discípulo significa “aluno, aprendiz ou pupilo”, sem necessariamente possuir uma missão.

Continua após a publicidade

Desse modo, Jesus escolheu doze homens e os batizou de apóstolos para que eles fossem os “principais estrategistas de missão”, responsáveis por propagar os ensinamentos fundamentais e o propósito dessa missão.

Quem são os doze discípulos de Jesus?

Os nomes dos 12 discípulos de Jesus são: Pedro, André, Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, Simão, Judas filho de Tiago e Judas Iscariotes, o discípulo que traiu Jesus. Conheça cada um deles a seguir:

1. André

Discípulos de Jesus: quem foram e características dos 12 apóstolos
Fonte: Pinterest

André foi o primeiro dos 12 apóstolos de Jesus. Ele nasceu em Betsaida da Galileia. Ele era o mais velho de uma família de cinco pessoas, incluindo seu irmão, Pedro, e três irmãs.

Em suma, o nome André é de origem grega que se acredita significar: “viril e bravo”. Assim, estima-se que ele, ao se tornar discípulo de Jesus, tinha 33 anos de idade – o que o tornou um ano mais velho do que Jesus e o mais velho dos outros discípulos.

2. Pedro

Fonte: Pinterest

Pedro foi o segundo dos 12 discípulos de Jesus. Antes de se tornar discípulo de Jesus seu nome era Simão.

Todavia, mais tarde, Jesus mudou seu nome para Pedro, que significa “rocha”. De acordo com a Bíblia, Jesus disse a Pedro que ele é a rocha sobre a qual construiria sua Igreja.

Continua após a publicidade

Não se sabe ao certo sua data de nascimento, mas acredita-se que a data de sua morte seja no ano 64 d.C. Sua morte também foi por crucificação, mas ele pediu para não o crucificar na mesma posição que seu mestre, pois se sentia indigno de morrer exatamente como Jesus morreu, portanto foi crucificado de cabeça para baixo.

Além disso, Simão Pedro não recebeu nenhuma educação formal e a única língua que falava era o aramaico. Suas histórias estão no Novo Testamento, na Bíblia Sagrada.

3. Tiago

Fonte: Pinterest

Tiago foi o terceiro dos 12 discípulos de Jesus a se juntar ao grupo. Ele é um dos filhos de Zebedeu e também nasceu em Betsaida, na Galileia, por volta de 3 d.C. e morreu em 44 d.C.

Tiago foi um dos três discípulos que Jesus escolheu para testemunhar sua transfiguração. Além disso, ele foi um dos primeiros discípulos a morrer como mártir.

4. João

Discípulos de Jesus: quem foram e características dos 12 apóstolos
Fonte: Pinterest

João, outro dos 12 discípulos de Jesus, era o irmão mais novo de Tiago e ambos eram filhos de Zebedeu. Ele nasceu em Betsaida, na Galileia, por volta de 6 d.C., e morreu no ano 100 d.C. Portanto, quando morreu, ele tinha quase cem anos.

A propósito, João também é chamado de ‘a coluna da Igreja’. Ele é responsável por escrever o evangelho que leva o seu nome na Bíblia.

Continua após a publicidade

Curiosamente, em todo o evangelho de João, ele não mencionou seu nome, apenas se referiu a si mesmo como “o discípulo de Jesus”.

5. Filipe

Fonte: Pinterest

Filipe também nasceu em Betsaida, na Galileia. Desconhece-se o dia do seu nascimento, mas se sabe que ele morreu em 80 d.C., em Hierápolis, Anatólia.

Filipe, o apóstolo de Jesus, é frequentemente confundido com São Filipe, um evangelista selecionado para trabalhar com Estêvão na administração das distribuições de caridade e foi um dos sete diáconos da igreja primitiva.

6. Bartolomeu ou Natanael

Discípulos de Jesus: quem foram e características dos 12 apóstolos
Fonte: Pinterest

Bartolomeu também foi um dos 12 discípulos de Jesus, apresentado por Filipe. Ele nasceu no primeiro século d.C., na terra de Caná, na Galileia, e morreu em Albanópolis, Armênia.

Curiosamente, o nome Natanael não foi mencionado nos três primeiros evangelhos, eles usaram Bartolomeu em seu lugar. O único evangelho que usou o nome Natanael foi o de João.

No entanto, a maioria dos estudiosos modernos não acredita que Bartolomeu e Natanael sejam a mesma pessoa. Aliás, eles afirmam que as primeiras gravações de Bartolomeu ocorreram séculos depois de sua morte e alguns dos escritos foram atribuídos a ele falsamente.

Continua após a publicidade

7. Mateus

Fonte: Pinterest

Mateus, um dos apóstolos de Jesus, também era conhecido como Levi e, na maioria das vezes, referido como São Mateus. Tanto seu nascimento quanto sua morte aconteceram no primeiro século d.C. O nome do lugar de seu nascimento era Cafarnaum e ele morreu em algum lugar perto de Hierápolis, na Etiópia.

A Bíblia menciona Mateus como um cobrador de impostos. Desse modo, ele foi chamado para seguir Jesus quando o convidou para um banquete em sua casa. Ademais, ele é o autor do evangelho de Mateus.

8. Tomé ou Dídimo – discípulo duvidoso

Fonte: Pinterest

Tomé, um dos 12 discípulos de Jesus, também foi chamado de Dídimo. Na maioria das vezes, ele é chamado de “Tomé, o duvidoso”, devido à sua incredulidade quando disseram que Jesus havia ressuscitado dos mortos.

Em suma, Tomé foi um apóstolo, um pregador e um mártir cristão. Ele nasceu na Galileia no século I d.C. e morreu na Índia, em 72 d.C. Acredita-se que ele foi martirizado no Monte Santo Tomé em Chennai e o sepultamento ocorreu em Mylapore, atualmente conhecido como São Tomé de Meliapor.

9. Tiago, filho de Alfeu

Fonte: Pinterest

Tiago, filho de Alfeu, foi um dos 12 discípulos de Jesus. Esse discípulo é frequentemente referido como Tiago, o menor ou pequeno.

Além disso, ele não deve ser confundido com Tiago, filho de Zebedeu. Os dois, geralmente, distinguem-se um do outro pelo nome de seus pais.

Continua após a publicidade

Ele nasceu no século 1 a.C. e morreu em 62 d.C. O lugar de seu nascimento foi na Galileia, e ele morreu em Jerusalém, na Judéia.

10. Simão ou discípulo Zelote

Fonte: Pinterest

Simão, o Zelote, foi um apóstolo, um pregador e também um mártir cristão. Ele nasceu em Caná da Galileia no século I e acredita-se que o local de sua morte foi a Pérsia.

Para distingui-lo de Simão Pedro, ele é chamado Simão, o Zelote. Assim, acredita-se que ele pregou o evangelho no Egito e depois se juntou a Tadeu na Pérsia, onde foi martirizado ao ser cortado ao meio.

11. Judas, filho de Tiago

Fonte: Pinterest

Judas, filho de Tiago, também foi um dos 12 discípulos de Jesus. Contudo, ele não deve ser confundido com Judas Iscariotes.

Ele nasceu no século 1 d.C. na Galileia e morreu na Armênia. Ademais, encontra-se seu nome 6 vezes no Novo Testamento.

12. Judas Iscariotes, o discípulo traidor

Discípulos de Jesus: quem foram e características dos 12 apóstolos
Fonte: Pinterest

Por fim, Judas Iscariotes foi o apóstolo que traiu Jesus, ou seja, ele o identificou com um beijo e o vendeu por trinta moedas de prata.

Continua após a publicidade

Quando Judas entendeu que os soldados romanos iam crucificar Jesus, ele rapidamente devolveu o dinheiro ao sumo sacerdote e aos anciãos e disse-lhes que ele havia pecado contra Deus.

Todavia, os romanos zombaram dele e disseram que o acordo de entregar Jesus era irreversível, então por este motivo, Judas se enforcou.

Leia também estes textos sobre o tema:

Fontes: Defendendo a fé cristã, Estudo prático, Dicionário de nomes próprios, Respostas

Próxima página »

Escolhidas para você