Curiosidades

32 sinais e símbolos do Cristianismo

Símbolos cristãos antigos existem desde o início do cristianismo, desde animais que representavam ensinamentos até letras gregas.

Símbolos religiosos são ícones que representam religiões inteiras ou um conceito específico dentro de uma determinada religião. Pense na Cruz, que é uma representação da fé cristã, mas a âncora representa esperança e firmeza dentro do contexto do Cristianismo. Existem outros infinitos exemplos de ocorrências semelhantes.

Basicamente, a simbologia religiosa é uma área enorme. Existem símbolos religiosos versus espirituais, símbolos masculinos e femininos, e alguns símbolos que oferecem uma representação direta e clara do conceito que estão tentando comunicar e outros que estão mais indiretamente ligados. Vamos conferir os principais símbolos do Cristianismo nesta lista.

32 sinais e símbolos do Cristianismo

1. Cruz

A cruz é um dos símbolos mais antigos e universais. Em suma, ela representa a cruz de madeira na qual Cristo foi sacrificado. Existem dois tipos de cruzes no cristianismo – a cruz latina e a cruz grega. A cruz latina simboliza a paixão de Cristo ou a Expiação. Por outro lado, a cruz grega simboliza Jesus Cristo e seu sacrifício pela humanidade.

2. Cálice

Um cálice é um cálice do qual o vinho consagrado e a água da Eucaristia são dados durante a Sagrada Comunhão. O Cálice é um símbolo da fé cristã. Seu significado remonta ao Antigo Testamento.

Continua após a publicidade

Desse modo, ele simboliza o copo do qual Cristo bebeu durante sua última ceia. Este símbolo é do poder de Cristo para redimir a humanidade. Representa um lugar no corpo humano intimamente conectado com todo pensamento de purificação e transformação, vida e cura, energia e manifestação.

3. Incensário

O incensário é um vaso no qual o incenso é queimado. É em forma de taça com tampa perfurada, pendurada por correntes. De acordo com o Incensário do Antigo Testamento simboliza os apelos dos adoradores, e suas orações seriam aceitáveis ​​a Deus.

Além disso, a fumaça do incenso simboliza as orações dos fiéis que ascendem ao céu. É considerado como uma imagem para agradar a Deus. Seu aroma doce simboliza algo agradável e aceitável. É também um sinal de reverência e dedicação.

4. Sinos

Os sinos representam a ‘voz de Deus’ e a ‘voz da eternidade’. Um sino nas torres das igrejas convoca a congregação para o culto, como um alarme ou um lembrete. O sino no altar anuncia a vinda de Cristo Eucaristia. Também anuncia o nascimento do Menino Jesus no Natal.

Continua após a publicidade

É também para o aviso aos demônios. Aliás, algumas igrejas protestantes tocam os sinos durante a recitação congregacional do Pai Nosso, após o sermão, para alertar aqueles que não podem estar presentes a ‘unir-se em espírito com a congregação’.

5. Sangue

O sangue é o símbolo da vida e da alma. Apesar das diferenças denominacionais, todo cristão acredita que Jesus Cristo derramou Seu sangue na cruz para redimir a humanidade de seus pecados.

Ademais, o sangue torna-se o símbolo de todos os mártires que morreram devido à sua fé em Jesus Cristo. O conceito pode ser vinculado ao sacrifício de animais em um altar para expiar os pecados das pessoas.

6. Ichthys ou Ictis

Ichthys é uma palavra grega e significa peixe. Esta palavra é ainda descrita como I = Jesus, C = Cristo, TH = Deus, U = filho. Podemos encontrar várias referências a peixes na Bíblia, como alimentar os cinco mil com cinco pães e dois peixes (Mateus 14: 15-21).

Continua após a publicidade

Há também Jesus chamando seus discípulos para serem “pescadores de homens”. Ele alimentou grandes grupos de seguidores com refeições de peixe (Mateus 14:13-21).

7. Âncora

É o símbolo da esperança no futuro, firmeza, calma, compostura e segurança. Em suma, ela reúne a cruz e o simbolismo cristão náutico e simboliza a esperança cristã em Cristo em meio a um mundo turbulento.

De acordo com o mundo antigo, a âncora simboliza segurança. No cristianismo, é um símbolo de esperança que os cristãos têm em Cristo.

Ademais, este símbolo do Cristianismo também representa a estabilidade para os cristãos nas tempestades da vida. A forma de uma âncora simula a forma da cruz, que é um símbolo da morte e crucificação de Cristo.

Continua após a publicidade

8. Coroa de espinhos

No cristianismo, os espinhos simbolizam o pecado, a dor, a tristeza e a maldade. Jesus usava a coroa de espinhos quando caminhava pela Via Dolorosa antes da crucificação. É mencionado no Evangelho, bem como é um emblema da paixão de Cristo.

9. Rosário

O Rosário Cristão apresenta ao devoto uma estrutura para oração. É uma excelente arma dada aos crentes em sua batalha contra cada mal que nos assombra.

Portanto, rezar o Rosário é considerado uma espécie de penitência após a confissão. É um símbolo de fé, com ele somos convidados a considerar a vida, a paixão e a morte.

Por fim, contar com as contas do Rosário é como dar um passo em direção à firme crença e fé. O uso de um rosário é mais comum entre os católicos.

Continua após a publicidade

10. Chi Rho

É um dos primeiros símbolos do cristianismo. Ele invoca a crucificação de Jesus, bem como simboliza seu status como um Cristo.

O imperador Constantino empregou-o como um emblema em seu padrão militar, o lábaro e os antigos monumentos de túmulos galeses e escoceses ostentam este símbolo sagrado esculpido em pedra.

É o símbolo da ordem de São Mateus. Significa que não importa quais sejam as dificuldades do mundo, o único símbolo (de Deus) ou seu poder pode nos salvar.

11. Luz

A humanidade é uma espécie diurna, sendo fortemente dependente de sua visão para realizar tarefas e sentir o perigo. Naturalmente, assim, associaríamos algo crucial ao nosso bem-estar ( luz ) com coisas positivas e sua ausência (escuridão) com o negativo.

Continua após a publicidade

Sem surpresa, em várias culturas ao longo do tempo e inclusive nas religiões como o Cristianismo, a luz tem sido fortemente associada à divindade, espiritualidade, bondade, ordem e criação de vida.

12. Pomba branca

Em várias religiões como o Cristianismo, as pombas foram consideradas um animal sagrado. No entanto, nas primeiras sociedades, em vez de esperança ou paz, o pássaro era mais tipicamente associado ao amor, à beleza e, surpreendentemente, à guerra.

13. Pavão

A bela e resplandecente ave tem em várias culturas simbolizado aspectos altamente positivos. Particularmente no cristianismo, o pavão era um símbolo de pureza , vida eterna e ressurreição. Quando três penas de pavão estavam unidas, significava esperança, caridade e fé.

Em certas seitas cristãs, era uma tradição espalhar penas de pavão sobre os mortos, pois acreditava-se que protegia uma alma pura da corrupção.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

14. Oliveira

Em várias culturas e religiões, a oliveira foi considerada uma planta particularmente sagrada e recebeu vários significados.

Na religião do Cristianismo, a planta foi associada à esperança, decorrente de sua menção na história da arca de Noé, onde uma pomba enviada para encontrar terra voltou ao profeta carregando um ramo de oliveira – o primeiro emblema de vida nova significando esperança para o futuro.

15. Cruz ortodoxa russa

Esta cruz tem duas travessas extras quando comparada à cruz ocidental. A viga superior é onde foi colocado o sinal “Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus”. A segunda é onde estavam os braços de Cristo, e diz-se que a de baixo representa o apoio para os pés de Cristo.

16. Ankh

Você provavelmente associa o ankh ao antigo Egito e, de fato, está correto: simbolizava a vida. Mas então os cristãos adotaram o símbolo e começaram a usá-lo também.

Continua após a publicidade

17. Estaurograma

O estaurograma, também conhecido como cruz monogramática, simboliza uma abreviação da palavra grega para cruz, stauros. Ainda é vsto até hoje como um monograma de Cristo.

18. Alfa e ômega

O alfa e o ômega são as primeiras e últimas letras do alfabeto grego. Eles representam Jesus e Deus, como o princípio e o fim. É essencialmente um símbolo da infinitude de Deus. É mencionado em Apocalipse 21:6 Ele me disse: “Está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Ao sedento darei água sem custo da fonte da água da vida.”

19. Triquetra

A triquetra, também conhecida como nó celta, é comumente associada ao paganismo, mas também foi adotada pelo cristianismo, especialmente durante o renascimento celta do século XIX; porque sua composição geométrica semelhante a três peixes.

20. Cruz invertida

Apesar da associação popular com o ocultismo e o satanismo, a cruz invertida é na verdade um símbolo cristão. Este símbolo se relaciona com a crucificação de São Pedro, que foi realizada de cabeça para baixo em Roma.

Continua após a publicidade

21. Dólar de areia

Reza a lenda que este tipo de ouriço-do-mar foi deixado para trás por Jesus como instrumento de evangelização. Os buracos do dólar de areia estão associados às lesões que Cristo sofreu durante a crucificação. E sua forma floral se assemelha ao lírio da Páscoa: um símbolo da Ressurreição.

22. Agnus Dei

Agnus Dei é latim para “Cordeiro de Deus”. Dessa maneira, o cordeiro se associa a Jesus em algumas partes da Bíblia, incluindo João 1:29, que diz: “No dia seguinte João viu Jesus vindo em sua direção e disse: ‘Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!'”

23. Os Ihs

Este antigo monograma de Jesus é uma abreviação das três primeiras letras de seu nome em grego. Aliás, o símbolo cristão Ihs pode ser rastreado até o século I d.C.

24. Pelicano

O próximo símbolo do Cristianismo é um pelicano alimentando seus filhotes. Em suma, o pelicano é um símbolo da Eucaristia. Até mesmo São Tomás de Aquino usa essa imagem em um de seus hinos quando escreve “pia pelicana”.

Continua após a publicidade

Antigamente, acreditava-se que as mães pelicanos, se não conseguissem encontrar comida para seus filhotes, pegariam o bico e perfurariam seu próprio peito e permitiriam que seus filhotes se alimentassem do sangue que escorria de seu corpo.

25. Cristo, Bom Pastor

Afastando-se dos símbolos baseados em letras, chegamos às imagens de Jesus Cristo. Um dos primeiros símbolos de Jesus Cristo é o do “bom pastor”.

Esta imagem adorna muitas das catacumbas de Roma que os antigos cristãos costumavam se reunir para celebrar a missa em segredo e às vezes esconder de seus perseguidores.

Dessa forma, a imagem principal disso é do pastor carregando as ovelhas nos ombros, que é tirada da parábola que Jesus conta sobre o pastor que deixa as 99 ovelhas em busca da ovelha perdida para trazê-la de volta.

Continua após a publicidade

Com efeito, o símbolo do Bom Pastor é visto com frequência sobretudo em um domingo no ano litúrgico da Igreja Católica, em que ela nomeia um domingo do “Bom Pastor” para focar nas vocações ao sacerdócio.

26. Gye Nyame

O Gye Nyame não é um símbolo que você possa associar imediatamente ao cristianismo. Na verdade, a maioria das pessoas fora da África Ocidental nunca ouviu falar disso.

Em suma, as religiões da África Ocidental tradicionalmente acreditavam em um deus supremo. Aliás, na língua Twi de Gana, ele se chamava Nyame. O povo Akan que fala Twi usa um símbolo tirado entre muitos (chamado Adinkra) para expressar a supremacia de Nyame, que é chamado de Gye Nyame.

Assim, o símbolo representa uma pessoa dentro de uma mão. Gye Nyame significa literalmente “exceto Nyame” em Twi. Tradicionalmente, isso significava que nada deveria ser temido, exceto Nyame, que é onipotente e protege seus fiéis com a mão.

Continua após a publicidade

Com o crescimento do cristianismo, Nyame passou a significar simplesmente “Deus” em Twi, e o Gye Nyame, como resultado, tornou-se um símbolo do Deus cristão.

27. Burro

Em contraste com as obras gregas, os burros foram retratados nas obras bíblicas como símbolos de serviço, sofrimento, paz e humildade. Eles também estão associados ao tema da sabedoria na história do jumento de Balaão no Antigo Testamento, e são vistos de forma positiva através da história de Jesus entrando em Jerusalém em cima de um jumento.

28. Louro

Além de ser um símbolo de vitória, acredita-se que as folhas de louro também sejam um sinal de fama, sucesso e prosperidade, de acordo com a Bíblia. Eles também são vistos como um emblema da ressurreição de Cristo.

29. Cordeiro

O cordeiro é um autêntico símbolo da páscoa cristã. Ademais, ele representa a aliança de Deus com o povo judeu no Antigo Testamento. Já para os cristãos, Jesus Cristo é o “cordeiro de Deus que tirou os pecados do mundo”.

Continua após a publicidade

30. Ramos de Palmeira

Segundo o Novo Testamento, ao entrar em Jerusalém, Jesus teria sido saudado pelo povo com ramos de palmeira, um gesto que ainda se repete no Domingo de Ramos, último domingo antes da páscoa.

31. Pão e vinho

Na última ceia, Jesus serviu pão e vinho aos seus apóstolos. Desse modo, o pão representa o corpo de Cristo. Já o vinho, ou suco de uva puro, é o sangue do filho de Deus, que purifica de todos os pecados.

32. Trevo

Por fim, o trevo é uma pequena planta com folhas complexas, muitas vezes feitas de três folhetos em forma de coração. Ao cristianizar a Irlanda no século V, supõe-se que São Patrício usou o trevo para explicar o dogma cristão da Santíssima Trindade.

Então, achou interessante saber mais sobre os símbolos do Cristianismo? Pois, leia também: Quais são os 10 mandamentos da lei de Deus? Origem e significados

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você