Saúde

Calor afeta o corpo e pode matar! Veja 27 formas de morrer de calor

Ondas de calor, amplamente conhecidas por serem mortais, podem matá-lo de muito mais maneiras do que se pensava anteriormente.

Você já se perguntou se é possível morrer de calor? Pode parecer inacreditável, mas uma onda de temperaturas extremas pode matá-lo diretamente ao provocar insolação e outros problemas que danificam o cérebro, os rins e outros órgãos. Mas, como se morre de calor?

O corpo humano geralmente é eficaz em se resfriar, expelindo calor através do suor e sua evaporação. Todavia, a eficiência do corpo nessa tarefa diminui à medida que as temperaturas aumentam e piora se a pessoa estiver desidratada.

Desse modo, o primeiro sinal de que o corpo está com problemas podem ser cãibras de calor, marcadas por espasmos no abdômen e nas pernas e o início da transpiração intensa.

Se o calor continuar, pode ocorrer exaustão pelo calor. Além de sudorese intensa, cólicas e náuseas, uma pessoa pode sentir tontura, pele úmida e desmaio.

Continua após a publicidade

Portanto, a exposição a quantidades anormais ou prolongadas de calor e umidade sem alívio ou ingestão adequada de líquidos pode causar muitos tipos de doenças relacionadas ao calor. Então, vamos conferir as principais delas abaixo.

5 doenças relacionadas ao calor

1. Insolação

A insolação é a doença mais grave relacionada ao calor, e alguém que sofre de insolação pode ser incapaz de fazer qualquer coisa para se ajudar. Ao contrário de outras formas de desconforto pelo calor, a insolação é notável porque a pessoa não está mais suando.

Ela pode estar confusa, tonta ou delirante ou ter uma dor de cabeça latejante e náusea, pulso rápido, respiração superficial e temperatura corporal acima de 39,5° C.

À medida que sua condição se deteriora, a pessoa perde a consciência e seus órgãos começam a falhar. Os sinais de alerta de insolação variam, mas podem incluir o seguinte:

Continua após a publicidade
  • Temperatura corporal extremamente alta (acima de 39,5° C)
  • Confusão
  • Tontura
  • Náusea
  • Pulso rápido e forte
  • Pele vermelha, quente e seca (sem suor)
  • Dor de cabeça latejante
  • Inconsciência

2. Exaustão

A exaustão pelo calor causa sudorese intensa, náuseas ou vômitos, desmaios, pulso acelerado e pele úmida. Ademais, a pessoa também pode cambalear, ficar confusa ou combativa.

Cãibras musculares são frequentemente um sinal precoce. Então, para reverter isso, pare a atividade, vá para um local fresco e aplique panos úmidos e frios no corpo.

A exaustão pelo calor requer tratamento médico imediato e resfriamento rápido. Ou seja, se você não conseguir reverter, ela avança rapidamente para a insolação.

3. Ataques cardíacos e derrames

Essas doenças são mais comuns quando há uma onda de calor, pois o calor faz com que o coração trabalhe mais e mais rápido. Mesmo uma pessoa saudável pode morrer de ataque cardíaco ou derrame se tentar fazer muito ao ar livre em um dia quente e úmido.

Continua após a publicidade

4. Rabdomiólise

Esta condição está ligada ao superaquecimento junto com muita atividade física. Desse modo, ela pode levar a ritmos cardíacos irregulares e convulsões, bem como pode causar danos aos rins.

Alguns sintomas de rabdomiólise são:

  • Cãibras ou dores musculares
  • Urina muito escura
  • Fraqueza
  • Incapacidade de fazer exercícios pesados

5. Síncope de calor

A desidratação ou a incapacidade de se adaptar a um novo clima podem desempenhar um papel nessa condição. Alguns sintomas são:

  • Desmaiar por pouco tempo
  • Desorientação
  • Ficar tonto depois de ficar de pé por um tempo ou depois de se levantar de repente de estar sentado ou deitado

27 maneiras de morrer de calor

Existem pelo menos 27 maneiras de morrer em uma onda de calor. Em suma, as informações são decorrentes de uma revisão sistemática da literatura médica que reúne as maneiras pelas quais os períodos prolongados de clima quente afetam a saúde humana.

Continua após a publicidade

A revisão, liderada por Camilo Mora da Universidade do Havaí em Manoa e publicada na revista Circulation: Cardiovascular Quality and Outcomes, descobriu que o calor mata as pessoas através de uma combinação de cinco mecanismos fisiológicos que afetam sete órgãos vitais.

“Morrer durante uma onda de calor é como um filme de terror com 27 finais ruins para escolher”, diz Mora. “É notável que a humanidade em geral esteja com tanta complacência com as ameaças que as mudanças climáticas em curso estão representando.”

Em suma, o artigo revelou que existem cinco mecanismos fisiológicos com impacto em sete órgãos vitais. Assim, das 35 combinações possíveis de óbito, há 27 com comprovação médica de relação à exposição ao calor.

Os cinco principais mecanismos citados pelo estudo são isquemia, citotoxicidade pelo calor, resposta inflamatória, coagulação intravascular disseminada e rabdomiólise.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Vários deles podem prejudicar alguns, se não todos, órgãos, incluindo cérebro, coração, intestinos, rins, fígado, pulmões e pâncreas.

Mecanismos fisiológicos e riscos do calor

Esses mecanismos e seus efeitos nos órgãos do corpo podem ocorrer de várias maneiras. O conteúdo intestinal pode vazar para a corrente sanguínea, o que desencadeia uma inflamação que permite que os glóbulos brancos combatam a infecção. Todavia, essa inflamação também pode causar mais vazamentos do intestino e de outros órgãos, o que agrava o problema.

As proteínas que controlam a coagulação do sangue podem se tornar hiperativas, o que pode cortar o suprimento de sangue para o cérebro, rins, fígado e pulmões.

Um mecanismo ocorre quando a isquemia e a citotoxicidade do calor são misturadas com uma atividade como caminhadas, exercícios, trabalho ao ar livre ou agricultura. As células do músculo esquelético se quebram e, como resultado, os vazamentos de mioglobina podem prejudicar os rins, o fígado e os pulmões.

Continua após a publicidade

Por fim, o estudo observou que todos estão em risco por esses resultados mortais, mas as pessoas com deficiências físicas ou aquelas que não possuem ar condicionado são mais propensas a morrer de calor.

10 dicas de sobrevivência ao calor

1. Beba água

Comece a prevenção cedo e mantenha-se hidratado bebendo meio litro de água por dia, se estiver dentro de casa. Aliás, beba antes de sentir sede. Se você sente sede, você já está desidratado!

2. Evite bebidas esportivas e alcóolicas

Você não precisa de bebidas esportivas, a menos que esteja se exercitando intensamente por mais de uma hora. Essas bebidas (como Gatorade por exemplo) ajudam a repor os eletrólitos perdidos pela transpiração e açúcar que você precisa para obter energia durante sessões de exercícios mais longas.

Contudo, as bebidas energéticas são diferentes das bebidas esportivas e não contêm eletrólitos. Eles contêm muita cafeína ou outros estimulantes, açúcar e outros aditivos. Por outro lado, bebidas energéticas podem aumentar a pressão arterial em pessoas que não consomem muita cafeína.

Continua após a publicidade

Além disso, evite bebidas alcoólicas e com cafeína, pois podem fazer com que o corpo perca mais líquidos pela urina.

3. Acerte no vestuário

Use roupas leves, de cores claras, feitas de tecido natural ou tecidos especiais projetados para absorver o suor. Ademais, use óculos, chapéu de sol e guarda-chuva ao ar livre.

4. Coma refeições menores e mais frequentes

Consuma refeições saudáveis e alimentos leves como frutas, saladas, bem como sucos naturais e sorvetes feitos em casa.

5. Fique dentro de casa o máximo possível

Se você não tem ar condicionado, tente passar pelo menos parte do dia em um local ventilado. Aliás, as horas mais cruciais para estar em um ambiente com boa ventilação são geralmente das 13h às 18h.

Continua após a publicidade

6. Modere no treino

Evite atividades extenuantes, especialmente durante a parte mais quente do dia. Contudo, se você precisar estar fora, faça pausas regulares.

7. Evite certos tipos de medicamentos durante o calor

Tomar medicamentos como diuréticos, sedativos, bem como tranquilizantes e alguns medicamentos para o coração e pressão arterial também pode tornar a pessoa mais vulnerável a doenças causadas pelo calor.

Por fim, se você suspeitar que alguém está sofrendo de um problema relacionado ao calor:

  • Em primeiro lugar, tire-o do calor e coloque-o em uma área com sombra ou ar-condicionado;
  • Em segundo lugar, incentive-o a se deitar e afrouxar as roupas no corpo para que você possa aplicar panos frios e úmidos diretamente na pele. Para um resfriamento mais rápido do sangue, aplique no pescoço, pulsos, axilas e áreas da virilha;
  • Ajude-o a tomar banho ou seque com água fria;
  • Se ele estiver consciente e puder engolir com segurança, ofereça água fresca, sucos de frutas ou vegetais. Sem álcool ou cafeína;
  • Se a qualquer momento ele ficar sem resposta, confuso ou combativo, ou tiver dificuldade para respirar, ligue para a emergência imediatamente.

Então, gostou deste conteúdo? Pois, leia a seguir: Insolação – o que é, causas, sintomas, tratamento e prevenção

Continua após a publicidade
Bibliografia

NHS. Heat exhaustion and heatstroke. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/heat-exhaustion-heatstroke/>.

REIS, Isabel. Manual de Primeiros Socorros. Editorial do Ministério da Educação, 2010. 43-44.

WEBMD. Heat Stroke: Symptoms and Treatment. Disponível em: <https://www.webmd.com/a-to-z-guides/heat-stroke-symptoms-and-treatment#1>.

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você