Saúde

O que é clorofila? Principais tipos e benefícios para a saúde

A clorofila é um dos principais componentes responsáveis pela vida na Terra, já que garante a vida das plantas, base da cadeia alimentar.

Por P.H Mota

A clorofila é um tipo de pigmento verde característico de plantas, algumas e algumas bactérias. O composto absorve a luz de comprimentos violeta, azul e vermelho e, assim, reflete o verde que marca o tom dessas espécies.

Além de dar a coloração, a clorofila também é responsável por captar a luz e garantir a fotossíntese nos organismos que produzem alimento a partir desse processo. Sendo assim, pode-se dizer que o pigmento é essencial para garantir o oxigênio do planeta, que também surge da mesma fotossíntese.

Também é importante destacar que atualmente o produto já tem importância comercial. Dessa maneira, é comum em mercados para oferecer alternativas à alimentação e benefícios à saúde, a partir do consumo.

O que é clorofila

Fonte: Pinterest

O nome clorofila vem do grego, unindo chloros, verde; e phyllon, folha. O primeiro uso do termo ocorreu em 1818, com os cientistas franceses Pelletier e Caventou.

Continua após a publicidade

Na ocasião, a dupla percebeu que colocar plantas no álcool liberava uma substância verde. Essa substância, na verdade, é composta de pigmentos naturais que atuam como fotorreceptores nas plantas

Para isso, então, possui um íon de magnésio que funciona praticamente como à hemoglobina. Ao invés de ferro em seu núcleo, entretanto, o composto possui o magnésio, sendo reconhecido como um tipo de sangue verde.

Por permitir a vida e o crescimento das plantas, a clorofila é essencial para sustentar a vida na Terra. A partir da sintetização do próprio alimento por meio da absorção de luz, elas sustentam a base da cadeia alimentar, as plantas.

Além disso, uma série de estudos também associa o consumo de clorofila em humanos a menores riscos de doenças e outras vantagens.

Continua após a publicidade

Tipos de clorofila

O que é clorofila: principais tipos e benefícios para a saúde
Fonte: Pinterest

A clorofila existem em três tipos básicos, divididos entre a, b e c. Além disso, existem dois tipos extras:

Clorofila A: está presente em cianobactérias e eucariontes que realizam fotossíntese. Nos vegetais, o pigmento representa 75% de todos os presentes.

Clorofila B: presente em plantas e algas pertencentes ao grupo das euglenófitas, bem como nas algas verdes. Diferentemente da clorofila a, entretanto, a do tipo b atua na fotossíntese como uma espécie de acessório, garantindo a ampliação da faixa de luz aproveitada durante o processo.

Clorofila C: comum em algas pardas e diatomáceas, atuando como substituinte da clorofila b.

Continua após a publicidade

Bacterioclorofila: encontrado em bactérias purpúreas.

Clorofila clorobium: encontrado em bactérias verdes sulfurosas.

Alimentação

O que é clorofila: principais tipos e benefícios para a saúde
Fonte: Pinterest

A dieta humana é rica em clorofila quando há consumo de vegetais, principalmente verdes. Dessa maneira, quando mais verde for a planta, mais clorofila pode-se dizer que está sendo consumida durante a alimentação.

No entanto, o processo de cozimento ou preparo dos vegetais pode influenciar na estrutura do composto. Pratos como sopas instantâneas, condimentos ou alimentos secos, por exemplo, possuem a substância em menor quantidade. Isso porque o aumento da temperatura ajuda a reduzir a concentração do composto, transformando a cor verde escura em mais amarelada.

Continua após a publicidade

Durante o processo de cozimento, inclusive, é possível acrescentar bicarbonato, ou fazê-lo rapidamente em alta temperatura, a fim de manter a cor escura após o preparo.

Entre os alimentos com alta concentração do pigmento estão couve, espinafre, acelga, brócolis, salsa, agrião e rúcula. Além disso, a alga unicelular de água doce chlorella e a cianobactéria spirulina são ótimas fontes de clorofila. Em média, dez gramas de cada um dos compostos contêm respectivamente 280 e 115 mg do pigmento.

O suco de clorofila também é uma ótima fonte de consumo, já que é rico em fibras, o que ajuda na sensação de saciedade e melhora a digestão. Da mesma maneira, pode-se obter as vantagens consumindo o matcha, a partir das folhas de Camellia sinensis.

Benefícios para a saúde

Fonte: Pinterest

A clorofila é um composto rico em vitaminas como A, C e E, com ação antioxidante. Dessa maneira, ajuda a neutralizar radicais livres, que podem ameaçar células saudáveis.

Continua após a publicidade

Além disso, a ingestão do pigmento promove a produção de hemoglobina, que ajuda no tratamento de pacientes com quadros de anemia.

O teor de magnésio do composto também ajuda na saúde com outras vantagens. O mineral ajuda a aliviar o nervosismo, controlar a pressão, tratar condições anti-inflamatórias e melhorar o odor corpora.

Um estudo da American Chemical Society aponta que a clorofila atua contra inflamações e oxidações a partir da capacidade de fortalecimento dos linfócitos humanos. Dessa maneira, o composto pode ajudar a prevenir o avanço de condições como aterosclerose e outras doenças crônicas não transmissíveis.

Praticantes de medicina alternativa também defendem o uso da clorofila por características cicatrizantes, desodorizantes e outras.

Continua após a publicidade

Benefícios para a pele

Fonte: Pinterest

A clorofila é um ingrediente da moda agora e alguns dados mostram benefícios de renovação da pele e antioxidantes, mas as pessoas ainda estão decidindo se é mais eficaz do que os tratamentos antioxidantes tradicionais, como vitamina C e retinol.

Embora alguns especialistas acreditem que a clorofila é um ingrediente botânico famoso que vale a pena adicionar à sua rotina, dermatologistas advertem que é improvável que ela – ou qualquer outro ingrediente isolado – possa resolver os problemas de pele.

Isso porque a acne e o envelhecimento são influenciados por uma série de fatores, incluindo genética, ambiente, hormônios e estilo de vida – incluindo os alimentos que ingere e a exposição ao sol, diz ela.

No entanto, para as pessoas que procuram soluções verdes totalmente naturais, certamente não há mal nenhum em fazer uso da clorofila.

Continua após a publicidade

Se gostou de saber mais sobre os benefícios da clorofila, leia a seguir: Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência.

Próxima página »

Escolhidas para você