Curiosidades

O que é pequi? Benefícios, como consumir e curiosidades

O que é pequi? Paixão para uns e ódio para outros, assim é o poder desse fruto do cerrado brasileiro muito usado e apreciado na culinnária.

Você sabe o que é pequi? Conhecido como o ouro do cerrado, o pequi é um fruto proveniente da árvore do pequizeiro. Com seu sabor forte e diferenciado, o pequi faz parte da culinária brasileira.

O pequi é um fruto típico do cerrado brasileiro, sendo muito apreciado nas regiões nordeste, centro oeste e no norte de Minas Gerais. Além da culinária, o pequi também tem uso medicinal, é um fruto rico em nutrientes, que auxiliam na saúde e bem estar do corpo.

Seu nome é de origem indígena, proveniente da língua Tupi Guarani. E o significado é pele com espinhos, pois o fruto tem espinhos no interior do seu caroço, que pode machucar a boca, caso seja mordido.

O pequi é um fruto bem versátil, é consumido cozido, puro ou com acompanhamento, por exemplo, arroz e galinha, prato muito apreciado nessas regiões. Tem o tamanho de uma maçã, a casca é verde e no interior há um caroço, coberto por uma maça amarela macia, que é a parte comestível do pequi.

Continua após a publicidade

Do pequi também é extraído o óleo que faz o azeite de pequi, e base para licores.

O que é pequi

Imagem: Toda fruta

O pequi ou ouro do cerrado como é chamado, é um fruto típico do cerrado brasileiro. Possui uma casca na cor verde, quando está maduro, a camada macia que envolve o caroço é comestível.

Continua após a publicidade

Entretanto, ao consumir o fruto, devem-se tomar certos cuidados, pois o interior do seu caroço é cheio de minúsculos espinhos. Portanto, pode ferir a gengiva e a língua com os espinhos, caso seja mordido.

Por isso, o jeito certo de comer o fruto é roendo a polpa aos pouco, bem devagar.

Continua após a publicidade

O fruto pertence à família das cariocáceas, pode ser encontrado nas regiões do Centro Oeste, nos estados de Rondônia, Minas Gerais, Pará, Tocantins, Maranhão, Piauí, Bahia e Ceará.

Mas, é apenas no estado de Goiás que todas as espécies de pequi podem ser encontradas, por isso, é considerada como a capital do pequi.

Todavia, o pequi faz parte da culinária goiana desde o início do século XVIII. Principalmente nas antigas Vilas de Meia Ponte e Vila Boa, onde atualmente se encontram as cidades de Pirenópolis e Cidade de Goiás, respectivamente.

Quanto a sua produção, ocorre entre os meses de setembro e fevereiro, quando é mais comercializado. A cada 100g de pequi, possui em torno de 203 kcal.

Continua após a publicidade

Benefícios do pequi

Imagem: Catraca livre

O pequi é um alimento muito benéfico para a saúde do corpo, pois, é rico em vitaminas A e C. E essas vitaminas possuem propriedades antioxidantes, que são muito importantes para o organismo.

Da mesma forma, a vitamina C auxilia no bom funcionamento do sistema imunológico e a potencializar a absorção do ferro dos alimentos.

E graças aos ácidos graxos monoinsaturados e gorduras boas, o consumo de pequi ajuda a manter os níveis de colesterol normal, reduzindo o LDL do sangue.

Consequentemente, evita que placas de gordura se acumulem, mantendo o coração saudável.

Continua após a publicidade

Além de todos os benefícios citados, ainda é rico em fibras e antioxidantes, que ajudam no funcionamento do intestino e a evitar o envelhecimento precoce.

De acordo com cientistas, recentemente foi feito um estudo, onde foram descobertos mais benefícios relacionados ao consumo do pequi.

1- Bom para o coração

Imagem: Oswaldo Cruz

Entre os benefícios comprovados do pequi, ser aliado do coração é um deles. Pois, graças aos ácidos graxos monoinsaturados presentes no pequi, o nível de LDL (colesterol ruim) é reduzido do organismo.

Portanto, evita o acúmulo de placas de gordura nos vasos sanguíneos, que causam doenças cardiovasculares como, infarto ou AVC, por exemplo.

Continua após a publicidade

Outro benefício para o coração é a combinação das vitaminas A e C e minerais como o potássio, presentes no pequi. Pois essa combinação ajuda a manter a pressão arterial equilibrada, ou seja, evita a hipertensão, mantendo a saúde do coração.

2- Bom para os olhos

Imagem: Retina pro

O pequi também auxilia na saúde dos olhos, pois, possui vitamina A e é rico em carotenoides (caroteno, licopeno criptoxantina, zeaxantina, luteína e neoxantina). Sendo que juntos, atuam como antioxidantes, principalmente a luteína.

Então, esses antioxidantes, atuam nos evitando a degeneração macular e a catarata, que costumam ser causados por radicais livres.

3- Prevenção do câncer

Imagem: Oswaldo Cruz

De acordo com especialistas, uma alimentação rica em alimentos antioxidantes, como o pequi, por exemplo, pode ajudar na prevenção de vários tipos de câncer.

Continua após a publicidade

Pois, combatem os radicais livres, que são responsáveis pelo processo de degeneração dos tecidos do corpo, causando mutações, consequentemente, levando ao câncer.

4- Evita o envelhecimento precoce

Imagem: Jornal do radialista

Como mencionado, a combinação entre nutrientes, minerais e vitaminas, presentes no pequi, ajudam a eliminar os radicais livres, que são responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele.

Por isso, o fruto do pequi é tão benéfico, pois além de evitar o envelhecimento precoce da pele, ele ajuda a melhorar sua elasticidade.

5- Propriedades anti-inflamatórias

Imagem: Ortopedia hmt

Um estudo foi realizado durante a recuperação de lesões em atletas. Onde, a alimentação foi baseada em altas quantidades de pequi, como resultado, foi notada uma redução na inflamação das articulações e nos músculos, causados por treinos muito intensos.

Continua após a publicidade

Como consumir o pequi

Imagem: Piripiri 40 graus

Até o momento, não existem estudos realizados sobre a quantidade diária ideal de consumo do pequi ou suas contraindicações. No entanto, por ser calórico, os médicos recomendam que o uso do pequi seja feito com moderação, principalmente por quem deseja emagrecer. Pois, seu consumo em excesso pode ajudar no ganho de peso.

Entretanto, há várias formas de se consumir o pequi, seja na culinária, na medicina ou em produtos cosméticos.

O fruto do pequi possui duas partes que podem ser consumidas, a polpa amarela e macia que envolve seu caroço e a castanha que está dentro dele.

Porém, como mencionado anteriormente, o pequi deve ser consumido de forma cuidadosa, de preferência com as mãos, raspando levemente a polpa amarelada com os dentes. Mas, devido aos seus espinhos, nunca se deve morder o fruto do pequi.

Continua após a publicidade

Quanto à castanha dentro do caroço do pequi, ela deve ser consumida somente após o caroço secar por uns dois dias e ser torrado. Só assim se terá acesso à castanha, mas, apesar de ter propriedades benéficas para a saúde, não é tão usada na culinária.

Já a polpa, cozida, é bastante usada na preparação de pratos salgados. Por exemplo, pequi no arroz, no frango, com macarrão, com peixe, com carnes e no leite. Além de ser muito usado no preparo de doces, sorvetes, azeite e licores.

Mas, não é só na culinária que o ouro do cerrado é usado, ele também pode ser encontrado na fabricação de produtos cosméticos.

Pois, o óleo do pequi possui alto poder de hidratação, que adicionado na produção de cremes e shampoos, promove hidratação e principalmente, facilidade em modelar cabelos cacheados, de forma natural. Portanto, o pequi ajuda a manter a pele hidratada e os cabelos bem definidos.

Continua após a publicidade

Curiosidade sobre o pequi

Imagem: Como fazer

O pequi é um fruto muito rico e versátil, usado tanto na culinária quanto em cosméticos, e é muito apreciado e valorizado, por isso o apelido de ouro do cerrado.

Em uma cidade no interior de Tocantins, tem seu nome em homenagem ao fruto , a cidade de Pequizeiro celebra todos os anos a festa do pequi.

A festa do pequi acontece nas ruas da cidade, com muita dança, oficinas, barraquinhas vendendo pratos preparados com pequi, e claro, o famoso concurso do Arroz com Pequi.

Infelizmente, a árvore do pequizeiro está em extinção, no entanto, tornou-se símbolo de proteção do cerrado sendo defendida por ambientalistas do mundo todo.

Continua após a publicidade

Então, se você gostou dessa matéria, veja também: Frutos do Cerrado- 21 frutas típicas da região que você deveria conhecer. 

Fontes: Brasil escola, Minha vida, Correio Braziliense, Alimentação legal

Imagens: Revista Campos e Negócios, Toda fruta, Catraca livre, Oswaldo Cruz, Retina pro, Jornal do Radialista, Ortopedia hmt, Piripiri 40 graus

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você