O ritual bizarro de desenterrar os mortos na Indonésia

Na cultura ocidental, assim que a pessoa morre, ela é velada e então descansa para sempre em um sepultura. Há variações também muito usadas, como a cremação, mas que no final seguem o mesmo caminho da paz eterna. Um bizarro, aliás, de desenterrar os mortos na Indonésia, garante uma “passagem” muito menos calma.

Um costume super estranho (pelo menos para nós, do lado de cá do globo), chamado MaiNene, persiste nas aldeias de Toraja, em Sulawesi do Sul. Conforme a tradição, todos os meses de agosto, o ritual bizarro se repete e os familiares desenterram seus mortos, limpam os corpos e lhes colocam roupas novas, para que voltem para a casa onde viviam.

Mas a bizarrice desse ritual bizarro não para por aí. Para os indonésios dessa região, o espírito da pessoa morta só pode ter paz se retornar, periodicamente, à sua terra de origem e à sua antiga morada. Dessa forma, se alguém morreu em outra cidade, o ritual bizarro manda que mesmo assim seja feita uma viagem com o morto até a aldeia-natal.

Achou chocante? Relaxa, isso é extremamente comum para eles e não se trata de algo mórbido, como você deve estar achando agora.

O mais impressionante desse ritual bizarro, no entanto, acontecia no passado, quando as dificuldades de transporte eram maiores. Isso porque, mesmo vivas e saudáveis, as pessoas faziam qualquer negócio para não sair de Toraja, com medo de morrerem em locais distantes e seus parentes não conseguirem os levarem de volta, todos os anos, para suas casas.

Veja algumas imagens desse ritual bizarro que acontece todos os anos na Indonésia:

1 10 8 7 6 5 4 3 2

Será que existe um ritual bizarro mais bizarro que este?

Ainda sobre assuntos mórbidos, você pode se interessar também em ler: 8 coisas que você pode ser tornar depois da morte e 5 coisas que acontecem com o corpo depois da morte.