Curiosidades

Tik Tok, o que é? Origem, como funciona, popularização e problemas

Tão popular quando o WhatsApp, Instagram e Facebook, o Tik Tok vem ganhando adeptos no mundo todo com por conta do seu conteúdo divertido.

Com o avanço da internet, novas formas de comunicações surgiram para unir as pessoas, e assim nos ajudar a entrar no ritmo frenético do século XXI. A exemplo temos os aplicativos, como Instagram e WhatsApp, que são redes sociais mundialmente conhecidas. E assim como elas, recentemente surgiu uma nova rede social que vem se tornando febre em todo o mundo, o Tik Tok.

De origem chinesa, o Tik Tok é um aplicativo de vídeos curtos. Nele seus usuários podem criar o seu próprio conteúdo. Sendo eles clipes de dublagem, danças, vídeos de humor, dentre outros, assim se tornando febre entre o público jovem. Além de possui diversos filtros, ajustes de velocidade e muito mais.

E sendo uma rede social, enquanto você compartilha seus vídeos em seu perfil pessoal é possível seguir outros usuários. Assim como dispor de uma série de vídeos sugeridos, sendo eles previamente selecionados de acordo com o tipo de interesse do usuário. Além de apresenta outros recursos como curtidas, comentários e compartilhamentos.

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
Update or Die

Desta forma ele entrou para a lista da consultoria da SensorTower dos mais baixados mundialmente. Isso somente no primeiro trimestre de 2019. Possuindo então cerca de 500 milhões de usuários pelo mundo, assim como uma das redes sociais mais usadas nos últimos anos, estando disponível para Androids e iPhones.

Como surgiu o Tik Tok

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
Exame

O Tik Tok como nós conhecemos atualmente surgiu somente em 2017 por meio de uma fusão. Antes disso ele se chamava Douyin, e se tornou uma dos aplicativos mais famosas da China, seu país de origem. Contudo a sua empresa criadora, a ByteDance, percebeu o grande potencial do seguimento, assim decidiu desenvolver um aplicativo que disputasse com os gigantes deste mercado.

Assim em 2017 ela comprou o aplicativo Musical.ly, que possuía recursos parecidos como o do Douyyin, bem como crescia em questão de popularidade entre os jovens. Desta forma, a ByteDance implementou suas novas ideias, criando um aplicativo mais completo, que permitisse interações entre os seus usuários. Ou seja, o Tik Tok passou a ser uma rede social.

Continua após a publicidade
Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
Mundo da Música

E desta forma o aplicativo se tornou febre em todo o mundo, como um Douyin 2.0. Apresentando assim, praticamente as mesmas funções do aplicativo famoso na China. Porém ele não possuía os filtros exigidos pela censura governal chinesa. Desta forma funcionando em vários países.

Investimento esse que elevou rapidamente o capital da sua empresa criadora, pois o seu crescimento foi bastante veloz. Isso aconteceu porque que a fusão com o Musical.ly acorreu em agosto de 2018. E em apenas 2 meses o Tik Tok teve um alto índice de downloads. Inclusive superando número de gigantes deste mercado, como o Facebook, Youtube e Instagram.

Recursos do aplicativo

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
VIX.com

Sendo então um aplicativo com um conceito mais completo, o Tik Tok permite a criação de diversos tipos de videos. Assim como disponibiliza várias ferramentas de edição, sendo elas:

  • Filtros – com eles os usuários podem deixar seus vídeos mais bonitos, ou apenas alterar as cores;
  • Efeitos – aumentando a realidade, distorcendo a imagem, assim criando vídeos mais divertidos;
  • Músicas – escolha a música que deseja, a partir do acervo do Tik Tok e adicione aos seus vídeos;
  • Velocidade – acelere ou desacelere seus vídeos, assim criando efeitos diferenciados.

Lembrando que novos recursos são adicionados frenquentemente no aplicativo, assim é sempre bom ficar de olho nas atualizações.

Transição do Musical.ly para o Tik Tok

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
Wired

Um dos motivos para o aplicativo ter crescido rapidamente pode ter sido a sua transição. Além de uma grande sacada da ByteDance, que apenas mudou o nome do Musical.ly para Tik Tok. Ou seja, quem já possuía o aplicativo apenas percebeu que seu nome e recursos mudaram.

Desta forma o aplicativo aproveitou em primeiro momento a base de usuários que o Musical.ly já dispunha, assim inserindo a nova proposta. O que, como consequência resultou na perda de alguns usuários. Contudo, também engajou o público curioso, que percebeu as mudanças e inovações do sistema.

Continua após a publicidade

Crescimento do Tik Tok

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
Inteligência Corporativa

A crianção do Tik Tok foi muito bem pensada, diante do mercado internacional. E existindo um aplicativo parecido com o Doyuin fora da China, a sua empresa criadora decidiu investir no mercado ocidental. Assim a ByteDance comprou o Musical.ly, e o transformou no Tik Tok.

Desta forma a conquista do público foi rápida, e só no ano de 2019 o aplicativo foi baixado 750 milhões de vezes. Sendo então uma máquina de fazer dinheiro, assim transformando a ByteDance em uma das startups mais atrativas do mundo. Além de elevar o valor da sua criadora e cerca de 67 bilhões de euros, de acordo com dados de 2018.

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
My Anime List

Assim como estimasse que a sua receita anual tenha aumentado cerca de 521%. E estando atrás apenas do WhatsApp e do Facebook, o Tik Tok entrou para a lista dos mais baixados da App Store o primeiro trimestre de 2019. Bem como esteve em primeiro lugar na Google Play Store, com mais de 150 milhões de downloads, no período de janeiro a março de 2019.

E sendo Índia o seu principal mercado, o Tik Tok está disponível em 150 países e 75 idiomas, com usuários entre 16 e 24 anos. Com uma média alto de visitação, 90% dos usuários conferem a rede social mais de uma vez por dia, durante 52 minutos. Desta forma cerca de um bilhão de vídeos são vistos a cada 24 horas.

O lado obscuro

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
G1

Por mais que o aplicativo seja um sucesso mundial ele já vem se envolvendo em polêmicas. Uma delas aconteceu em 2019, quando o Tik Tok pagou uma multa e 5,7 bilhões de dólares devido a capitação ilegal de dados de usuários de menores. Assim como, por meio em carta aberta, de 2018, seu diretor geral se comprometeu a “aprofundar a cooperação” com o Partido Comunista Chinês.

O que levou o app a ser vetado temporamente em países como Índia, Indonésia e Bangladesh. Além de que em dezembro do mesmo ano o Exército dos EUA proibiu que seus soldados utilizassem o aplicativo. O argumento era de que o uso poderia representar uma ameaça nacional.

Continua após a publicidade

Por conta disso os senadores Tom Cotton e Chuc Summer convocaram o serviço de inteligência para avaliar as atividades do Tik Tok. Eles alegaram que ele poderia obrigar seus usuários a apoiar e colabora com operações controladas pelo Partido Comunista. Assim como as empresas chinesas não teriam meios legais de contrapor solicitações do Governo.

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
Buzz Feed News

Em resposta a ByteDance afirmou que seus servidores ficam nos países onde o app está disponível. Contudo os diretores da empresa não compareceram a comissão do Congresso solicitada, pois ela examinaria o seu vínculo com a China. Assim gerando certas controvérsias.

Outros problemas

Tik Tok - o aplicativo chinês que vem ganhando o mundo
Tuga Tech

Em abril de 2020 o aplicativo também veio a ser banido temporariamente da Índia, por ser muito expositivo para crianças e adolescentes. Sendo especialmente por conta do bullying e da violência. O que fez o app perder cerca de 15 milhões de usuários.

Outro episódio ocorreu quando a rede social bloqueou vídeos que denunciava a violação de direito humanos na China. Sendo em especial a temas relacionados à situação étnica da província de Xinjiang. Onde mais de um milhão de pessoas são vítimas de encarceramento maciço.

Assim o Tik Tok bloqueou a conta da norte-americana Feroza Aziz, por compartilhar um vídeo sobre o tema. Além de alegar que isso teria acontecido por conta de um erro humano, pois a plataforma detém de ferramentas de filtragens. O que gerou muitos questionamentos do porque o vídeo havia sido excluído, já que existe uma separação entre precaução e censura.

Confira videos virais do tik tok

Continua após a publicidade

E você, já é adepto do Tik Tok? E se gostou do nosso post confira também: Likes no Instagram – Por que a plataforma acabou com as curtidas?

Fontes: El País, Exame, Olhar Digital e Rock Content

Imagem destacada: DN Insider

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você