Curiosidades

Países mais felizes em 2021, segundo o Relatório Mundial da Felicidade

Dentre os países mais felizes do mundo, o Brasil o 41º lugar entre as 149 nações listadas no relatório de 2021.

A Finlândia liderou o ranking dos países mais felizes do mundo pela quinta vez consecutiva, de acordo com o Relatório Mundial da Felicidade (World Happiness Report), que chega a sua 10ª edição este ano. O Brasil ocupa a 38ª posição, um pouco atrás do Uruguai que é o país mais bem classificado da América do Sul, na 30ª posição.

Um total de 146 países foram classificados no Índice Mundial de Felicidade deste ano. O relatório é publicado pela Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

20 países mais felizes do mundo

  1. Finlândia
  2. Dinamarca
  3. Islândia
  4. Suíça
  5. Holanda
  6. Luxemburgo
  7. Suécia
  8. Noruega
  9. Israel
  10. Nova Zelândia
  11. Áustria
  12. Austrália
  13. Irlanda
  14. Alemanha
  15. Canadá
  16. Estados Unidos
  17. Reino Unido
  18. República Checa
  19. Bélgica
  20. França

Os 20 países mais felizes do mundo em 2021

1. Finlândia

A Finlândia ganha o título de ‘país mais feliz do mundo’ pelo quinto ano consecutivo, segundo o Relatório Mundial da Felicidade! Na Terra dos Mil Lagos, os finlandeses estão cercados pelo poder curativo da água. Aliás, 75% da nação são florestas calmantes – e graças aos ‘Direitos de Todos’, todos são livres para passear pela natureza.

Com efeito, a felicidade do campo é uma experiência cotidiana aqui, e maravilhas naturais como a aurora boreal aparecem regularmente.

Continua após a publicidade

2. Dinamarca

É irônico que o dinamarquês mais famoso do mundo, Hamlet, fosse conhecido por ser melancólico. Claramente seus companheiros dinamarqueses não são. Com sua cultura girando em torno do hygge – o sentimento de contentamento – a Dinamarca tem a felicidade cotidiana morando no lugar.

3. Islândia

A islândia caiu uma posição em 2021. Contudo, sua reputação como incrivelmente bela e agradável é bem merecida. Os islandeses são extremamente orgulhosos de sua herança, incrivelmente protetores dos recursos naturais de seu país e extremamente receptivos aos visitantes.

Além disso, eles são excepcionalmente alfabetizados – a Islândia possui o maior número de livrarias per capita de qualquer país do mundo, e 10% da população da Islândia tem ou publicará um livro.

4. Suíça

Esquie durante todo o inverno, caminhe durante todo o verão. Não é difícil entender por que os suíços estão entre as pessoas mais felizes do mundo.

Continua após a publicidade

Certamente, viver no centro literal dos Alpes europeus ajuda. Desse modo, as oportunidades de atividade por si só fizeram da Suíça o país com a menor taxa de obesidade da Europa.

Por outro lado, o mesmo acontece com um padrão de vida incrivelmente alto – o país tem um dos níveis de pobreza mais baixos da Europa, as universidades são baratas e os salários dos professores estão bem acima da média salarial do país.

Suíça também ganhou reputação como um centro de inovação; o país que inventou o relógio de pulso conquistou o primeiro lugar no Índice de Inovação Global nos últimos nove anos.

Finalmente, a Suíça é o maior produtor e consumidor mundial de chocolate, ou seja, o cidadão suíço médio come cerca de 11 quilos por ano. Não há como não ser feliz nesse lugar, não é mesmo?

Continua após a publicidade

5. Holanda

Mundialmente famoso por seus campos de flores de tulipas e queijo, este país de moinhos de vento e canais sinuosos pode ser pequeno, mas está no topo dos rankings de felicidade ano após ano.

6. Luxemburgo

Luxemburgo está classificado em 6º em 2021. O aumento se deve principalmente ao bom desempenho econômico do país, já que a riqueza (PIB per capita) é o maior contribuinte para o ranking de Luxemburgo.

Notavelmente, Luxemburgo também ficou em 10º lugar para a liberdade de fazer escolhas de vida, 12º para expectativa de vida e 34º para generosidade.

7. Suécia

Se os dinamarqueses têm hygge, o segredo dos suecos para uma vida equilibrada e feliz é lagom. Significa nem muito, nem muito pouco – apenas o suficiente, incentivando as pessoas a desacelerar e apreciar as coisas simples ao seu redor.

Continua após a publicidade

8. Noruega

Os países escandinavos dominam a lista dos países mais felizes do mundo, ocupando rotineiramente os primeiros lugares ano após ano. Isso pode parecer incomum, já que os invernos na Noruega, Suécia, Islândia e Finlândia são muito longos e muito escuros.

No entanto, faz sentido. Condições adversas geralmente constroem comunidades fortes, e o fio condutor de cuidar dos vizinhos e concidadãos atravessa as democracias escandinavas.

9. Israel

O país subiu mais uma posição graças ao seu alto PIB per capita e apoio social percebido. Com locais sagrados históricos, belas praias e rica cultura, Israel sempre se encontra entre os lugares mais felizes do mundo para se viver.

10. Nova Zelândia

Neste país, a natureza é espetacular, os habitantes locais são muito orgulhosos de sua herança, e as ovelhas também adoram os humanos. Não é à toa que os cineastas se reúnem aqui.

Continua após a publicidade

Aliás, Peter Jackson, de O Senhor dos Anéis, disse a famosa frase ‘A Nova Zelândia não é um país pequeno, mas uma grande vila’, o que resume tudo perfeitamente.

11. Áustria

A Áustria caiu uma posição em 2021 e saiu do top 10 dos países mais felizes do mundo. A nação europeia sem litoral é famosa por suas belas montanhas, ótimo esqui e a cidade artística e musical de Viena (também a capital do país).

Além de uma bela paisagem, esportes e arte, a Áustria continua bem classificada quando se trata de fatores que tornam um país feliz, incluindo generosidade, PIB e expectativa de vida.

12. Austrália

A Austrália tem alguns dos lugares naturais mais espetaculares do planeta, desde praias de areia rosa até a grande barreira de corais tecnicolor, e do mato ao interior. Ele também tem alguns dos mamíferos mais fofos vivos, afinal quem não pode deixar de sorrir para um coala?!

Continua após a publicidade

13. Irlanda

O país subiu duas posições nos últimos anos e sua pontuação é fortemente baseada em como os moradores classificaram seu apoio social.

14. Alemanha

O sistema de trem da Alemanha leva você entre suas montanhas altas, vilarejos de contos de fadas, cidades históricas e os nove países com os quais faz fronteira. Tudo isso compõe uma receita certa para a felicidade.

15. Canadá

O país subiu uma classificação este ano, com fatores sociais como a diversidade continuando a desempenhar um papel importante. Além disso, o Canadá também se classificou entre os cinco principais “destinos em potencial” para pessoas que desejam emigrar de seu país atual.

16. Estados Unidos

Além de ser um dos países mais ricos do mundo, a grande nação norte-americana também é uma das mais felizes. Os EUA subiram quatro posições no ranking, algo que os editores do relatório atribuem a causas sociais como mais liberdade pessoal percebida, mais apoio e colaboração social.

Continua após a publicidade

17. Reino Unido

Para uma ilha tão pequena, o Reino Unido tem muito a oferecer. A rivalidade bem-humorada entre Escócia e Inglaterra é uma ótima maneira de enquadrar uma visita: a Escócia é considerada o berço do golfe, e o campo de St. Andrews, de 600 anos, é o mais antigo e sem dúvida o mais famoso da o mundo.

Por outro lado, a Inglaterra é o lar de duas das casas reais mais famosas do mundo: o Palácio de Buckingham e o Castelo de Tintagel – considerado o local de nascimento do Rei Arthur.

18. República Tcheca

O fim da Guerra Fria trouxe mudanças radicais para a Europa Oriental, e nenhum país teve uma reviravolta mais dramática do que a República Tcheca.

Dessa forma, o país é hoje considerado um dos grandes destinos culturais do mundo, em grande parte graças ao seu povo simpático e acolhedor e à sua arquitetura espetacular.

Continua após a publicidade

19. Bélgica

Este país classificou-se quase de forma idêntica à Alemanha, com o PIB e o apoio social desempenhando os papéis mais fortes em sua pontuação.

20. França

Por fim, em 20º lugar, é difícil escolher o que nos deixa mais felizes na França: a gastronomia, as regiões vinícolas, o romance, a história da arte, o campo arrebatador…enfim. Portanto, é quase autoexplicativo ter a França no top 20 dos países mais felizes do mundo.

Metodologia do Relatório Mundial da Felicidade

Para estabelecer o ranking, os autores realizam entrevistas com moradores dos 146 países para avaliar seu nível de felicidade. Esses dados são então cruzados com o PIB nacional, apoio social, liberdade pessoal e níveis de corrupção para dar a cada nação uma pontuação de felicidade.

O Relatório Mundial da Felicidade analisa os efeitos do Covid-19 e também o curso futuro da pandemia e a escala do conflito militar. Desse modo, o relatório destaca um desenvolvimento positivo, que durante o Covid-19 um aumento global da benevolência foi medido em 2021.

Continua após a publicidade

Além disso, afirma que “essa benevolência forneceu um apoio notável para as avaliações de vida de doadores, receptores e observadores, que ficaram satisfeitos em ver a prontidão de sua comunidade para ajudar uns aos outros em tempos de necessidade”.

O Relatório Mundial da Felicidade é um ranking anual patrocinado pela ONU agora em seu décimo ano, realizado pelo Gallup Institute.

Então, gostou de saber quais são os países mais felizes do mundo? Pois, leia também: 15 países mais pobres do mundo

Fonte: Ciclo Vivo

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você