História

Tântalo, quem foi? Participação nas lendas da mitologia grega

O rei Tântalo tinha uma relação de amizade e proximidade com os deuses do Olimpo, mas acabou colocando a tudo a perder por ambição.

Por P.H Mota

Tântalo foi um rei de destaque nas histórias da mitologia grega. Segundo as lendas, sua ambição de tornar-se deus acabou provocando atitudes que levaram à sua condenação eterna.

Filho de Zeus com uma mortal, Plota, ela era rei da Lídia. Apesar de ser mortal, era muito querido entre os deuses gregos, participando de refeições e festas no Olimpo com alguma frequência. A relação, no entanto, despertou desejos de reconhecimento e imortalidade no rei, que não teve um final feliz.

Em um dos banquetes, por exemplo, o rei mortal roubou néctar e ambrosia dos deuses. Na Grécia Antiga, os alimentos eram conhecidos por dar imortalidade aos deuses do Olimpo.

Vida de Tântalo

Tântalo - quem foi e participação nas lendas da mitologia grega
fine art america

O palácio de Tântalo era extremamente luxuoso e ficava na região da Lídia, onde hoje fica a Turquia. Além da construção luxuosa, o rei também possuía um grande número de escravos que atuavam em suas lavouras.

Continua após a publicidade

Além disso, o rei também tinha três filhos: o bravo Dascilo, a orgulhosa Níobe e o belo Pélope.

As terras eram conhecidas por serem férteis e produzirem ótimas safras com frequência. Segundo a mitologia, isso devia-se à proximidade do rei com os deuses, que forneciam bênçãos que ajudavam na produção da região.

A relação com os deuses também permitia que o rei fosse bem-vindo nos banquetes que aconteciam no Olimpo. Tanto é que o próprio Apolo usava o seu carro do Sol para buscar Tântalo para que ele visitasse os deuses.

Banquetes no Olimpo

Tântalo - quem foi e participação nas lendas da mitologia grega
Greek Legends and Myths

Após muitas visitas e banquetes na companhia dos deuses, Tântalo começou a se sentir como um igual entre eles. Entretanto, isso também significou que ele passou a questionar a superioridade das divindades, querendo dispor do mesmo poder e até mesmo testá-los. Dessa maneira, o rei decidiu oferecer um banquete em sua própria casa.

Continua após a publicidade

Horas antes do jantar, Tântalo avisou ao filho Pélope que ele se juntaria aos deuses no jantar. Logo após o aviso, porém, ordenou que um cozinheiro matasse o jovem e fizesse um assado com a carne humana. A ideia do rei era testar se os deuses seriam capazes de descobrir a real origem da carne oferecida no jantar.

Assim que a carne foi oferecida, então, os deuses perceberam o crime e mostraram-se chocados, exigindo uma punição.

Condenação de Tântalo

Tântalo - quem foi e participação nas lendas da mitologia grega
Medium

Por ter matado o filho e desafiado os deuses, Tântalo foi condenado a sofrer com fome e sede eternas. Ele foi enviado para um local à beira de um lago de água fresca, no Tártaro, num local com muitas árvores frutíferas.

Apesar disso, sempre que ele tentava beber a água do lago, o líquido lhe escapava. Da mesma forma, se ele tentava colher uma das frutas, o vento fazia com que elas ficassem distantes de seu alcance.

Continua após a publicidade

A mensagem do mito pretendia mostrar que nenhum humano deveria tentar se aproximar ou testar os deuses, ou teria o mesmo destino de dor e sofrimento.

Além de Tântalo, seus familiares e descendentes também foram amaldiçoados. Mãe de sete pares de gêmeos, sua filha Níobe perdeu todos eles para doenças variadas. O sofrimento gerou tantas lágrimas, que ela acabou se transformando numa gruta de pedras, e o choro uma cachoeira de águas salgadas.

Enfim, já Pélope, foi revivido pelos deuses e entregue a Poseidon. Após passar por um intenso treinamento para se tornar herói, virou rei do Peloponeso.

Fontes: Infopedia, ESDC, Mitologia Grega, Eventos Mitologia Grega, Contos de Mitologia

Continua após a publicidade

Imagens: Medium, Greek Legends and Myths, The Rio Norte Line, fine art america

Próxima página »

Escolhidas para você