Saúde

Tipos de tonturas, quais são? Características e tratamento

Os tipos de tonturas surgem por diferentes motivos, mas principalmente por desequilíbrio do sistema interno no organismo.

Em primeiro lugar, os tipos de tontura referem-se ao termo genérico que representa a sensação de desequilíbrio. Sendo assim, consiste em um sintoma, e não uma enfermidade, porque é subjetivo. Ou seja, pode indicar outras enfermidades, como labirintite, ou surgir em decorrência da ansiedade, por exemplo.

No geral, as tonturas surgem por meio da falta de circulação sanguínea cerebral, de movimentos bruscos e repetitivos e até mesmo por conta da gravidez. Comumente, é frequente em idosos, mas também nas pessoas que tem medo de altura. Sobretudo, o desequilíbrio surge em decorrência de reações mentais ou fisiológicas de partes do organismo que estão desarranjadas de alguma forma.

Em outras palavras, a tontura pode surgir em decorrência da labirintite, por exemplo. Basicamente, essa enfermidade envolve um processo inflamatório ou infeccioso que afeta os labirintos, localizados no sistema vestibular responsável pelo equilíbrio no ouvido interno. Desse modo, a tontura e a vertigem surgem por conta de um problema fisiológico.

Por outro lado, pode-se ter alguns tipos de tontura por conta da ansiedade e do medo. Nesse sentido, o cérebro utiliza desse sintoma como mecanismo de defesa diante de um perigo iminente. Portanto, através da tontura, instiga o indivíduo a afastar-se do perigo imediatamente. Por fim, conheça os tipos de tonturas a seguir:

Tipos de tontura e tratamentos

1) Vertigem ou labirintite

Tipos de tonturas, quais são? Características e tratamento
Fonte: VIX

No geral, a labirintite é o tipo de tontura mais comum. Sobretudo, cria a sensação de tudo estar girando, mas também apresenta enjoo e zumbido no ouvido. Além disso, pode-se sentir essas reações mesmo deitado, ainda que surja principalmente por movimentos com a cabeça.

Apesar disso, existem casos que surgem em decorrência de inflamações ou infecções no ouvido. Como exemplo pode-se citar a neurite vestibular e doença de Meniére. Desse modo, tratamento acontece por ação do otorrinolaringologista, com o uso de medicamentos de uso diário e durante as crises.

Continua após a publicidade

Acima de tudo, deve-se evitar o consumo de cafeína, açúcar e cigarro, bem como estresse. Por fim, a recomendação é prevenir situações que causem ou piorem a crise de tontura.

2) Desequilíbrio, um dos tipos de tontura mais diversos

Tipos de tonturas, quais são? Características e tratamento
Fonte: VIX

Também outra importante causa de tontura, surge por meio da sensação de estar cambaleante ou com a perda do equilíbrio. Nesse sentido, é como se as dimensões, profundidade e lateralidade desaparecessem de uma vez. Sobretudo, é comum em idosos, mas também em casos de alterações da visão, como catarata, glaucoma ou miopia.

Além disso, diante de doenças neurológicas, pancada na cabeça, perda da sensibilidade, uso de remédios ou consumo de álcool ou drogas tem-se essa reação. Desse modo, o tratamento depende principalmente da causa, ou seja, no caso de um problema neurológico deve-se consultar um especialista na área e no quadro clínico.

3) Queda de pressão

Fotografia de uma pessoa passando mal
Fonte: VIX

Mais ainda, tem-se um dos tipos de tonturas que surgem em decorrência de alterações cardíacas e da circulação. Ou seja, ela urge diante da queda da pressão cardíaca porque o sangue não chega adequadamente ao cérebro. Desse modo, surge uma sensação de desmaio ou de escurecimento, assim como o surgimento de pontos brilhantes na visão.

Sobretudo, surge mediante a queda brusca da pressão, problemas cardíacos, uso de medicamentos que criam essa reação e também a gravidez. Portanto, o tratamento depende da causa específica, mas deve-se consultar o médico especialista para lidar com o quadro.

4) Ansiedade

Tipos de tonturas, quais são? Características e tratamento
Fonte: VIX

Como citado anteriormente, alterações psicológicas utilizam dos tipos de tonturas como sintoma e reação. Desse modo, a tontura no caso da ansiedade também acompanha a falta de ar, tremores, formigamentos e adormecimento de membros, e até taquicardia.

Continua após a publicidade

Sobretudo, esse tipo de tontura surge principalmente em situações de estresse, sendo até mesmo constante a depender do estado mental. Portanto, deve-se tratar a ansiedade por meio da psicoterapia e medicamentos psiquiátricos caso haja recomendação.

5) Cinetose

Fotografia de uma pessoa passando mal
Fonte: VIX

Por fim, a cinetose surge especialmente durante viagens de navio, carro e avião. Sendo assim, decorre da locomoção passiva do corpo em objetos móveis ou movimentação do ambiente visual enquanto o corpo está parado. Desse modo, surgem sintomas como náuseas, vômitos, sudorese e a tontura.

No geral, acontece principalmente durante a infância porque não há um desenvolvimento suficiente do sistema vestibular. Nesse sentido, o tratamento consiste no uso de medicamentos que previnem e tratam os sintomas.

E aí, aprendeu sobre os tipos de tonturas? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Fontes: Willian Rezende | Dr. Rodrigo Cesar Silva | Tua Saúde | iSaúde

Imagens: VIX

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você