Curiosidades

10 vulcões inativos para visitar antes que despertem

O mundo é circundado por vulcões ativos e inativos que oferecem vislumbres espetaculares da Terra; confira alguns deles.

Os vulcões são exemplos de estruturas impressionantes da natureza. Fisicamente, eles dominam a paisagem e têm um papel indiscutível na formação geológica do nosso planeta. Além disso, os vulcões são classificados em ativos, inativos e extintos.

Quando estão em erupção, são uma força extremamente perigosa e destrutiva. Mas quando são inativos, o solo que eles enriquecem pode se tornar muito fértil, levando à construção de assentamentos e cidades nas proximidades.

Mas, afinal qual a diferença entre vulcões ativos e inativos? Em suma, a forma mais popular de classificar vulcões se resume à frequência de sua erupção.

Aqueles que irrompem regularmente são chamados de ativos, enquanto aqueles que eclodiram em tempos históricos, mas agora estão silenciosos, são chamados de adormecidos (ou inativos). Mas, no final das contas, saber a diferença depende do tempo em que entraram em erupção pela última vez.

Continua após a publicidade

Desse modo, um vulcão inativo é um tipo de vulcão que não entra em erupção há muito tempo, especificamente há 10,00 anos, mas que pode despertar qualquer momento. Abaixo estão os principais vulcões inativos do mundo.

10 vulcões inativos para visitar antes que despertem

1. Thrihnukagigur, Islândia

Ao visitar o vulcão Thrihnukagigur inativo, a meio caminho entre Reykjavik e a área do Círculo Dourado da Islândia, você não apenas explora o campo de lava e caminha até o cume. Graças a um tour lançado em 2012, você pode ser baixado para a cratera por meio de um elevador aberto e explorar o interior da abóbada vulcânica.

Embora o Thrihnukagigur tenha entrado em erupção com violência há 4.000 anos, o interior foi notavelmente preservado e você pode ver as formações de magma intocadas.

Continua após a publicidade

2. Mauna Kea, Havaí

10 vulcões inativos para visitar antes que despertem

Se você medir de sua base abaixo da superfície do oceano, Mauna Kea é a montanha mais alta do mundo. O pico acima da água também é bastante impressionante, elevando-se a 13.800 pés acima do nível do mar. Esta belíssima montanha entrou em erupção pela ótima vez há cerca de 4500 anos.

3. Mount Scenery, Países Baixos

Saba, a ilha mais amigável do Caribe é formada por uma cadeia vulcânica, no entanto, ela não vê uma erupção há 5.000 anos. Infelizmente, seu início derretido significa que a costa desta ilha é rochosa e semelhante a um penhasco, e não praiana. É, no entanto, um paraíso para caminhantes e mergulhadores que procuram sair do comum.

Continua após a publicidade

4. Monte Kilimanjaro, África

10 vulcões inativos para visitar antes que despertem

Um vulcão com três cones distintos, chamados Kibo, Mawenzi e Shira, o Monte Kilimanjaro é a montanha mais alta da África. Além disso, o Monte Kilimanjaro é atraente para os caminhantes porque é um dos poucos picos altos que é possível alcançar sem qualquer equipamento de montanhismo.

Aliás, este vulcão ainda possui fumarolas no interior da cratera e pode voltar à atividade, embora a última erupção tenha ocorrido entre 150 e 200 mil anos atrás, quando os primeiros Homo sapiens passeavam pelo leste africano.

5. Furna do Enxofre, Portugal

Continua após a publicidade

Como Thrihnukagigur, você também pode caminhar dentro e ao redor das ruínas de um vulcão na Furna do Enxofre, embora o vulcão não esteja tão preservado.

Ainda assim, depois de descer a escada vulcânica, você pode ver um imenso lago de cratera protegido por um telhado em forma de cúpula de uma caverna de lava.

6. Vulcão Mombacho, Nicarágua

10 vulcões inativos para visitar antes que despertem

A Nicarágua é o lar de uma série de vulcões com vários níveis de extinção. Todavia, o vulcão Mombacho está há muito tempo adormecido. Agora, sua maior atração é a floresta nublada, que foi transformada em uma reserva florestal onde se pode apreciar a paisagem a pé ou de cima com uma tirolesa.

Continua após a publicidade

7. Mount Eden, Nova Zelândia

O Monte Éden, também conhecido como Maungawhau, é o mais alto dos mais de 50 picos vulcânicos de Auckland. Do cume do monte você pode obter um panorama de 360 ​​graus da cidade e do porto. Você também pode ver uma cratera agora gramada e bem preservada, junto com as ruínas de um assentamento Maori.

8. Vulcão Barva, Costa Rica

10 vulcões inativos para visitar antes que despertem

O enorme Vulcão Barva encontra-se no exuberante Parque Nacional Braulio Carrillo. A caminhada inteira do Vulcão Barva leva aproximadamente seis horas. Aliás, no trajeto é possível dois lagos da cratera e uma vida selvagem deslumbrante.

Continua após a publicidade

9. One Tree Hill, Nova Zelândia

O One Tree Hill de Auckland, também chamado de Maungakiekie, e seu Parque Cornwall ao redor , já foram uma parte da maior fortificação Maori em Auckland, construída no topo das formações vulcânicas.

Ademais, o pico do vulcão é marcado com um obelisco gigante em homenagem ao povo Maori, junto com o túmulo de Sir John Logan Campbell, fundador europeu da cidade.

10. Caldeira de Yellowstone, EUA

10 vulcões inativos para visitar antes que despertem

Continua após a publicidade

A Caldeira de Yellowstone fica situada no Parque Nacional de Yellowstone, no estado do Wyoming, nos Estados Unidos. Yellowstone não experimenta uma erupção há 70.000 anos, no entanto, não é considerada extinto e sim inativo.

Na verdade, muitos cientistas consideram Yellowstone ativo devido às altas taxas de levantamento, terremotos frequentes e um sistema geotérmico muito ativo.

Então, gostou deste conteúdo? Pois, não deixe de conferir: Maior toboágua do Brasil: onde fica e quais são as medidas

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você