Ciência & Tecnologia

6 formas diferentes que minúsculos satélites CubeSat salvam o mundo

Os minúsculos satélites CubeSat são uma inteligente tecnologia com um tamanho similar ao de caixas de sapatos.

Os minúsculos satélites CubeSat são uma inteligente tecnologia com um tamanho similar ao de caixas de sapatos. Portanto, foram criadas em 1999 pelo professor Bob Twiggs. Inicialmente, era apenas um objeto de ensino para seus alunos.

No entanto, essas ferramentas podem mudar o mundo e, atualmente, há centenas de minúsculos satélites CubeSat que orbitam pelo planeta. Sendo assim, todos com uma construção feita rapidamente de forma mais barata por universidades, start-ups e governos. 

O Serviço Mundial da BBC, por meio do programa de rádio People Fixing The World, que em português significa pessoas que consertam o mundo, divulgou seis incríveis planos com participação dos minúsculos satélites CubeSat para melhorar a Terra. 

1 – Localização de animais que podem ser extintos

O satélite WildtrackCube-Simba foi ao espaço no início deste ano por coordenação de um grupo de estudantes da Itália e do Quênia. Por isso, é possível acompanhar, através dele, diversos animais do Parque Nacional queniano. Segundo o estudante de engenharia de Nairóbi, no Quênia, Daniel Kiarie, por meio do minúsculo satélite CubeSat é possível monitorar, por exemplo, elefantes que se aproximam e causam danos e acidentes em fazendas e plantações.

Sendo assim, os agricultores podem receber um alerta sobre a aproximação desses animais. Sendo assim, podem evitar que eles cheguem ao povoado. Além disso, é uma chance para impedir a extração ilegal de presas de elefantes e chifres de rinocerontes.

Continua após a publicidade

Vale ressaltar que os minúsculos satélites CubeSats podem durar até 5 anos. Nesse caso, o WildtrackCube-Simba só chega até 3 anos. Depois disso, pegam fogo na atmosfera. 

2 – Reparos em turbinas eólicas

6 formas diferentes que minúsculos satélites CubeSat salvam o mundo

Os minúsculos satélites CubeSats também são os responsáveis por fazer a conexão de sensores em áreas remotas para o restante do Planeta. Os agricultores, por exemplo, utilizam essa função para acompanhar os níveis de água de caixas d’água ou bebedouros de animais que estão muito longe. 

Portanto, as turbinas eólicas recebem reparos apenas duas vezes ao ano. Ou seja, quando algo está realmente com danos já é tarde demais. Por isso, a empresa Ping Services desenvolveu um minúsculo satélite CubeSat que pode monitorar qualquer espécie de problema através do som das pás que estiverem com alguma falha. Sendo assim, pode receber reparos rapidamente. 

3 – Coleta de lixo espacial

Recentemente, a NASA se manifestou sobre a quantidade de incidentes com lixo espacial. O estopim foi que a Rússia provocou a explosão de um satélite. Portanto, causou o espalhamento de aproximadamente 1500 fragmentos se espalhassem na órbita terrestre.

Continua após a publicidade

Além disso, possui aproximadamente 30 mil destroços de lixo espacial de todos os tamanhos possíveis. Devido à velocidade que viajam pode oferecer risco para estações espaciais, onde astronautas vivem a bordo. Por isso, a companhia japonesa Astroscale enviou a espaçonave ELSA-d que soltou um minúsculo satélite CubeSat. 

Em seguida, o satélite conseguiu capturar por meio de um dispositivo magnético outro CubeSat em inutilização. Sendo assim, foi uma operação de sucesso. Ademais, outro minúsculo satélite CubeSat europeu foi lançado em 2018 e disparou um arpão e uma rede que conseguiu pegar outros dois satélites sem utilização. 

4 – Evitar mais desmatamento

6 formas diferentes que minúsculos satélites CubeSat salvam o mundo

O governo norueguês se juntou com a empresa de satélites Planet em combate ao desmatamento em todo o Planeta. Portanto, já possuem uma constelação de 180 minúsculos satélites CubeSats. Por isso, conseguem monitorar e fotografar partes do mundo com uma resolução de 3m por pixel. 

Sendo assim, qualquer extração ilegal de madeira em 64 países tropicais será vista do espaço e as autoridades receberão um alerta. 

5 – Monitoramento do espaço sideral

Continua após a publicidade

Vários desses minúsculos satélites CubeSats monitoram a Terra. No entanto, grande parte também está de olho do lado de fora do Planeta. Em 2018, por exemplo, a NASA mandou os primeiros CubeSats chamados de MarCO-A e B. Através deles foram transmitidos dados importantes da sonda Insight Lander no momento em que chegou a Marte. 

Além disso, em 2022 mais 10 CubeSats serão enviados para o espaço para realizar testes dos efeitos da radiação em um organismo vivo. Ademais, depósitos de água no polo sul lunar passarão por avaliações. É importante dizer que esses experimentos são para saber se o ser humano pode voltar a pousar na Lua.

6 – Combate à escravidão atual

6 formas diferentes que minúsculos satélites CubeSat salvam o mundo

Já o Laboratório de Direitos Humanos da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, utiliza as imagens dos minúsculos satélites CubeSats para monitorar casos de trabalho escravo. Foi descoberto recentemente que existe um acampamento de colhedores de frutas com trabalhadores de Bangladesh na Grécia.

A situação só foi descoberta por conta dos satélites em parceria com uma ONG local, que verificou que o caso era pior do que o esperado. Havia mais de 50 acampamentos com funcionários trabalhando em péssimas condições.

Leia também sobre Nasa lança missão Dart nesta quarta para provocar desvio de asteroide!

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você