Curiosidades

Absinto, o que é? História e curiosidades sobre a bebida

O absinto é uma bebida alcóolica destilada cujas origens estão relacionadas a um medicamento caseiro utilizado desde a Grécia Antiga.

Em primeiro lugar, o absinto é uma bebida alcóolica destilada a base de anis e outras ervas, como losna e funcho. Nesse sentido, surgiu inicialmente como remédio por volta de 1792. Entretanto, tornou-se popular na frança do século XIX porque tinha uma importante relação com os artistas parisienses da época.

Curiosamente, também conhece-se essa bebida como fada verde, em virtude de um suposto efeito alucinógeno. Portanto, acredita-se que os artistas consumiam o álcool na intenção de encontrar inspiração em seus efeitos. Como exemplo de defensores do absinto pode-se citar Van Gogh, Oscar Wilder, Edgar Allan Poe e outros nomes de sucesso.

No geral, o absinto é uma bebida alcóolica apresenta uma cor verde pálida e transparente. No entanto, pode também ter o aspecto castanho claro se for uma bebida envelhecida. Ademais, a principal característica é a percentagem de álcool elevada, entre 40% e 89,9% a depender do modelo e método de preparo.

Absinto - Conheça a história e as características da bebida proibida
Fonte: MetroJornal

História do absinto

A princípio, a erva Artemisia Absinthium participou da vida na Grécia Antiga durante o século XV. Sobretudo, adotou-se essa substância como medicamento, e estima-se que o nome absinto venha da expressão grega apsinthion, cujo significado é intragável. No geral, os médicos daquele período indicavam o consumo com vinho, mas haviam tratamentos diversos.

Continua após a publicidade

Ademais, identifica-se o absinto no auge do Império Romano, em especial numa tradição antes das corridas de bigas. Basicamente, os atleta bebiam uma dos de absinto antes das corridas para lembrarem que a vitória também tinha seu lado amargo. Contudo, somente em 1792 percebe-se a transformação de um remédio caseiro para um medicamento farmacêutico pelo trabalho de Pierre Ordinaire.

Em resumo, o médico grancês adaptou uma receita caseira das irmãs Henriod. Portanto, misturou o absinto com anis, hissopo, melissa e outras ervas locais. Posteriomente, tornou-se um produto de larga escala na Suíça e passou-se a produzir com maior volume. Ou seja, a partir do desenvolvimento do remédio surgiu a bebida, porque o médico passou a mesclar ervas mais doces.

Sendo assim, a alteração do sabor tornou o absinto famoso na França. Por um lado, tanto os soldados franceses em missões quanto os artistas passaram a consumí-la, tornando a bebida em parte da cultura local.

Curiosidades sobre o absinto

Por outro lado, o absinto tem também thujone. Esse é o responsável pela fama que a bebida tem de ser alucinógena. No entanto, são pequenas doses e estudos comprovam não ter relação direta com esse fato. Mas, dizem por aí que o excesso de absinto pode causar, além de alucinações, também convulsões, hiperatividade, tremores e fraqueza muscular.

Continua após a publicidade

Essa bebida verde e suave realmente ganhou fama após ser descoberta pelos soldados franceses. Desde então, se espalhou pelo mundo em diversas versões, marcas e teor alcoólico para agradar os diferentes paladares. Todos pensam que o absinto é um licor, mas de fato é uma bebida destilada, produzida principalmente na França, Suíça, Espanha e República Tcheca.

Como dito anteriormente, diversos artistas usavam o absinto como bebida alcóolica para aumentar a criatividade. Portanto, diversas histórias que estavam relacionadas com a bebida existiram. Arthur Rimbaud utilizava-se da bebida em pequenas doses para suas criações poéticas. Já Paul Marie Verlaine, um dos maiores nomes da poesia francesa, usou altas doses da bebida. De fato, esse exagero destruiu sua família e a brilhante carre

O famoso pintor Van Gogh também ficou conhecido por exagerar nas doses da bebida que tanto prejudicaram sua saúde. Assim, registros indicam que ele teve alguns surtos psicóticos e ataques epiléticos, sendo esse último a causa da sua morte. Em um desses momentos, ele ficou tão fora de si que ameaçou o poeta Paul Gauguin, cortou a orelha dele e deu de presente para uma prostituta.

Absinto - Conheça a história e as características da bebida proibida
Fonte: MetroJornal

Proibição e o famoso ritual para consumo

Não por menos, com tantas outras histórias que foram surgindo, o absinto enquanto bebida alcóolica se tornou uma ameaça e, consequentemente, uma bebida proibida. Tudo começou na Suíça, mas logo outros países também adotaram essa proibição da venda da bebida, fábricas fecharam e bebidas foram destruídas. Os viciados passaram a consumi-la ilegalmente.

Continua após a publicidade

O absinto foi apelidado como a fada verde. Em resumo pela coloração e pela criatividade que era libertada sempre que bebiam uma dose da bebida. Mas saiba que há um ritual para beber: o La Louche. Você serve uma dose da bebida na taça, na colher de absinto (furada e em formato de espátula) coloque um cubo de açúcar e pingue água gelada por cima.

E aí, aprendeu sobre o absinto? Então leia sobre café faz mal? 10 efeitos que a bebida pode causar no seu corpo.

Fontes: Etílicos; Mitology News; Papo de Bar¹; Papo de Bar²

Imagens: Metro Jornal

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você