Curiosidades

Ataque às torres gêmeas: 20 anos do atentado que mudou a história

20 anos do ataque às Torres Gêmeas do World Trade Center, um dos maiores atentados terrorista da história. Que mudou o mundo todo.

Na manhã do dia 11 de setembro de 2001, o mundo testemunhou um dos maiores ataques terrorista da história. Em suma, quatro aviões comerciais foram sequestrados por membros do grupo terrorista, Al-Qaeda, liderado por Osama Bin Laden. Ademais, duas das aeronaves atingiram as torres gêmeas do World Trade Center em Nova York, Estados Unidos. Além do ataque às torres gêmeas, outro avião atingiu o Pentágono, símbolo do poderio militar americano.

Enquanto ao quarto avião, seu destino era a Casa Branca, porém, caiu antes de chegar ao seu destino. Devido a um confronto entre os terroristas e os passageiros da aeronave. Que caiu na Pensilvânia. Enfim, ao todo os atentados causaram a morte de cerca de três mil pessoas. Depois dos atentados, a história dos Estados Unidos e do mundo, nunca mais seriam as mesmas.

Ataque às torres gêmeas: 20 anos do atentado terrorista que mudou a história
Veja- World Trade Center atualmente

Após 20 anos, o panorama da maior cidade dos Estados Unidos, mudou tragicamente. Dessa forma, no lugar das torres gêmeas na área central do World Trade Center, foi construído um memorial. Com dois fossos com água e com os nomes das vítimas dos atentados terrorista inscritos.

Ademais, o memorial relembra o vazio deixado pelas vítimas. Além disso, o local ficou conhecido como Ground Zero, ou Marco Zero em português. Além do memorial, em 2006, também foi construído o One World Trade Center. Uma única torre com 386 m de altura e 104 andares, que foi concluído em 2014. Enfim, a torre foi idealizada como símbolo da reconstrução da cidade de Nova York.

Continua após a publicidade

Ataque às torres gêmeas: motivações do ataque

World Trade Center
R7

O ataque às torres gêmeas do World Trade Center em 11 de setembro de 2001 foi realizado pelo grupo fundamentalista religioso Al-Qaeda. Na época, o líder era Osama Bin Laden, sunita e um dos fundadores da organização. Sendo que as motivações que levaram ao atentado terrorista contra os Estados Unidos é resultado de um longo processo histórico, envolvendo a política do Oriente Médio.

Para entender o contexto, vamos relembrar quando o conflito entre EUA e Afeganistão começou. Em suma, durante a época da Guerra Fria, os Estados Unidos se aliaram ao Afeganistão para evitar que a União Soviética expandisse seus territórios ao sul. E, dessa forma, chegasse às ricas reservas de petróleo, além de assumir uma posição geograficamente estratégica no Oceano Índico.

Então, os EUA enviaram armas e ofereceram treinamento ao exército do Afeganistão. Que na época era liderado por Osama Bin Laden. Após quase 10 anos da guerra afegã-soviética, as tropas afegãs saíram vitoriosas. Porém, sofreram baixas catastróficas. Enfim, o Afeganistão acusou o governo americano de não cumprir com os acordos. Principalmente, por negligenciar a ajuda financeira para reconstruir o país.

R7

Outro fator teria sido o envolvimento dos Estados Unidos na Guerra do Golfo Pérsico (Israel e Palestina), em 1990. Pois, os EUA apoiaram político e financeiramente Israel, que é um país de tradição judaica. Além disso, Israel é historicamente inimigo do povo palestino, islâmico em sua grande maioria. Dessa forma, Israel era considerado como inimigo do Islã.

Continua após a publicidade

Enfim, com isso os grupos muçulmanos radicais atribuíram ao Ocidente, principalmente os EUA e seus aliados, todos os males e dificuldades sofridas pelo povo muçulmano em geral. Com isso, o ódio ao Ocidente foi fortalecido, e grupos extremistas como Al-Qaeda e Hezbolah tentaram expor a vulnerabilidade de uma potência mundial como os EUA.

Ataque às torres gêmeas: consequências

Ataque às torres gêmeas: 20 anos do atentado terrorista que mudou a história
Brasil Escola

O ódio dos extremistas radicais acabou resultando no ataque às torres gêmeas, em 2001. Pois, para os terroristas, os EUA era o representante maior da cultura ocidental e de seu sistema econômico gerador de exploração e miséria. Ademais, por sua suntuosidade e imponência, as torres se tornaram os símbolos do grupo extremista.

No entanto, os Estados Unidos reagiram imediatamente. Dessa forma, em outubro de 2001, por ordem de George W. Bush, presidente na época, foi iniciada a invasão do Afeganistão. Cujo objetivo era capturar Osama Bin Laden e derrubar o Talibã (governo fundamentalista que abrigava o líder da Al-Qaeda). Enfim, Bin Laden foi morto em 2011, no Paquistão. O governo Talibã foi derrubado e um governo democrático foi instaurado no país.

Da mesma forma, houve a consolidação da “Guerra ao Terror”, direcionada a uma prática de ação política. Onde foi criada uma legislação antiterrorismo rígida. Em suma, a lei chamada de Ato Patriota, dava permissão ao governo americano para interceptar ligações telefônicas e mensagens suspeitas sem a necessidade de autorização da justiça.

Continua após a publicidade

Assim como confiscar propriedades de pessoas suspeitas de cooperarem com o terrorismo. Além disso, criaram práticas rígidas de segurança dos voos. Contudo, em 2015, durante o segundo governo do presidente Barack Obama, o Ato Patriota foi substituído pelo USA Freedom Act.

Ademais, com a Guerra do Terror, uma grande concentração de prisioneiros de guerra ficou sob a custódia americana em uma base militar de Guantánamo, em Cuba. No entanto, a condição desses presos que ficaram anos isolados e sem direito a julgamento, provocou atos de vinganças dos grupos de terroristas muçulmanos.

Ataque às torres gêmeas: atualmente

World Trade Center
Veja

Mesmo após 20 anos do ataque às torres gêmeas, o mundo ainda sofre com as consequências. Por exemplo, a frequente associação do terrorismo ao mundo árabe e à religião islâmica. Que resultou em inúmeros casos de islamofobia, xenofobia e intolerância contra pessoas árabes e muçulmanas.

Inclusive, esses casos começaram a se tornar um problema grave nos Estados Unidos e na Europa. Da mesma forma, a Guerra ao Afeganistão já deixou mais de 75 mil mortos no país.

Continua após a publicidade

Atualmente, o país continua economicamente falido, politicamente instável e socialmente destruído. Além disso, o país passa pela insurgência e presença do grupo fundamentalista e sunita, Estado Islâmico. Que reivindica a retomada do poder em territórios que antes eram controlados por Osama Bina Laden.

Ataque às torres gêmeas: filmes e séries

Para entender melhor como foi um dos maiores atentados terrorista da história, segue uma lista com alguns filmes e séries:

1 – 11/09 – A vida sob ataque (2020)

Guia do Estudante

A vida sob ataque é um documentário com imagens inéditas do Ataque às torres gêmeas, que marcou tragicamente o início do século 21. Em suma, o documentário é resultado de filmagens feitas por muitas pessoas por meio de celulares na época. Enfim, o documentário da rede britânica BBC, está disponível no GloboPlay.

2 – À Sombra das Torres: O 11 de Setembro em Stuyvesant (2019)

World Trade Center
R7

Ademais, é um documentário que mostra o ataque às torres gêmeas e suas consequências. No entanto, do ponto de vista dos ex-alunos de Stuyvesant, escola público de prestígio de Nova York, localizada a poucos quarteirões do atual Marco Zero. Enfim, o documentário de Amy Schatz está disponível no HBO Max.

Continua após a publicidade

3 – The Looming Tower (2018)

A minissérie de televisão, The Looming Tower foi baseada no livro de não-ficção de Lawrence Wright ganhador do Prêmio Pulitzer. Em suma, a série acompanha a crescente ameaça de Osama Bin Laden e a Al-Qaeda no final dos anos 90. Assim como o que pode ter desencadeado o ataque às torres gêmeas no World Trade Center. Ademais, a primeira temporada está disponível na Amazon Prime.

4 – A Hora Mais Escura (2013)

Um filme de Kathryn Biegelow, A Hora Mais Escura mostra os esforços do serviço secreto americano em capturar os terroristas. Além de buscar pelo Osama Bin Laden, responsável pelo ataque às torres gêmeas. Enfim, o filme está disponível no GloboPlay e Netflix.

Continua após a publicidade

5 – Reine sobre Mim (2007)

O filme Reine sobre Mim conta a história de Charlie Fineman (Adam Sandler), que perde sua família no ataque às torres gêmeas. Ademais, Charlie tenta seguir sua vida após sua perda. Ao mesmo tempo, ele mostra como a preocupação com segurança mudou desde o atentado de 11 de setembro. Ademais, o filme está disponível no Youtube e no GloboPlay.

6 – 11 de Setembro (2003)

Em suma, o filme trata-se de uma compilação de 11 curtas dirigidos por 11 cineastas ao redor do mundo. Enfim, o filme mostra como o ataque às torres gêmeas impactou diferentes povos e culturas. Ademais, o filme está disponível no Youtube.

Continua após a publicidade

7 – Fahrenheit 09/11 (2004)

Um documentário de Michael Moore traz críticas com relação às ações do governo George W. Bush para evitar o ataque às torres gêmeas. Assim como a “Guerra ao Terror” deflagrada como resposta aos ataques. Ademais, o documentário também aborda a atuação da mídia sobre a apuração de informações, como a existência de armas de destruição em massa no Iraque. Enfim, o documentário está disponível no Youtube.

Então, se você gostou dessa matéria, saiba mais sobre o assunto em: Fotos impactantes que relembram o 11 de setembro nos Estados Unidos.

Fontes: Brasil Escola; Senado IEG; Globo; Guia do Estudante;

Continua após a publicidade

Imagens: ContilNet; Veja; R7;

Bibliografia: RIBEIRO, Paulo Silvino. “Doze anos dos ataques às Torres Gêmeas”; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/dez-anos-dos-ataques-as-torres-gemeas.htm. Acesso em 11 de setembro de 2021.

Próxima página »

Escolhidas para você