Curiosidades

Cáseos amigdalianos ou caseum: o que são aquelas bolinhas brancas na garganta?

Essas bolinhas fedidas na garganta costumam ser embranquecidas e muito pastosas. Descubra de uma vez por todas o que são.

Você já ouviu falar em cáseos amigdalianos ou caseum? Embora os nomes não sejam muito familiares, o que eles significam é bastante comum. Os cáseos são aquelas bolinhas brancas que surgem na garganta e, aliás, na maior parte das vezes, exalam um péssimo odor. Eles são causados pela proliferação de microrganismos, devido ao acúmulo de restos de alimentos.

Quais são os sintomas do caseum?

Sem dúvida, o sintoma mais comum é o surgimento de bolinhas brancas na garganta, no entanto, essa condição também apresenta outros sinais e sintomas, por exemplo:

Quais são as causas da bolinhas brancas na garganta?

Em primeiro lugar, a causa mais comum de caseum é a proliferação de microrganismos, devido ao acúmulo de restos de alimentos, que, dessa forma, gera a inflamação da amígdala, surgindo, então, as bolinhas na garganta.

Além disso, existem alguns hábitos e condições que podem aumentar a possibilidade da formação de cáseo:

Continua após a publicidade
  • Má higiene oral;
  • Uso de remédios que provocam boca seca;
  • Rinite;
  • Sinusite;
  • Outras condições que envolvem, sobretudo, acúmulo de muco na garganta.

Como tratar?

Pelo fato de não ser uma doença, essa é uma condição que, aliás, não exige tratamento. Entretanto, quando há dor ou mau hálito intenso, existem algumas medidas que podem ser tomadas:

1. Gargarejos contra as bolinhas brancas

Os gargarejos podem ajudar bastante. Eles podem ser feitos, aliás, tanto com uma solução salina como com enxaguante bucal.

A primeira opção deve ser feita com um copo de água morna e uma colher de sopa de sal. Então, depois de pronta a solução, é necessário gargarejar por mais ou menos 30 segundos, de 2 a 3 vezes por dia.

O processo com o enxaguante bucal é semelhante, porém é importante que o produto não apresente álcool em sua formulação, pois isso pode ressecar a mucosa bucal e pode, inclusive, contribuir com o surgimento de mais cáseos.

Continua após a publicidade

2. Remoção com cotonete

Essa técnica, embora não seja muito indicada, sobretudo, para crianças, pode ajudar a retirar as bolinhas da garganta.

Tudo que você precisa fazer é pressionar de forma delicada as áreas em que os caseum se encontram. No entanto, não se deve fazer muita pressão para não machucar.

Por fim, é indicado fazer um gargarejo, semelhante ao que mostramos acima.

3. Remédios caseiros

Os remédios caseiros, aliás, são sempre bem-vindos para nos ajudar com situações como esta, não é mesmo? Por isso, seguem algumas receitas para acabarem com as bolinhas brancas na garganta.

Continua após a publicidade

– Enxaguante de romã e própolis:

  • Primeiramente, adicione 20g de folhas e flores de romã e 3 gotas de própolis em 2 xícaras de água fervente.
  • Em seguida, deixe a mistura esfriar.
  • Por fim, faça gargarejo de mais ou menos 30 segundo 5 vezes ao dia.

Essa mistura, aliás, é um antibiótico natural.

– Chá de tanchagem:

  • Em primeiro lugar, adicione 10g de tanchagem em 500ml de água fervente.
  • Depois, deixe descansar por aproximadamente 15 minutos.
  • Em seguida, filtre e beba 3 xícaras por dia ou gargareje 3 vezes por dia.

Este chá tem, sobretudo, propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas e adstringente.

4. Cirurgia

Em geral, os médicos indicam as cirurgias apenas quando os remédios caseiros não surtem efeitos ou, sobretudo, quando os episódios de amigdalite passam a ser frequentes.

Assim, a cirurgia consistirá na amigdalectomia, ou seja, na retirada das amígdalas. Além disso, também existe a criptólise amigdaliana, que é feita por laser, e fecha as cavidades das amígdalas.

Continua após a publicidade

Por fim, não deixe de ler esta matéria você vai gostar: Asiático cria dispositivo que permite beijar na boca à distância

Fontes: Hospital Proncor, ABHA, Tua Saúde

Bibliografia:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HALITOSE. Cáseos amigdalianos: bolinhas malcheirosas que saem da garganta. 2019. Disponível em: <https://www.abha.org.br/fique-por-dentro/caseos-amigdalianos-bolinhas-malcheirosas-que-saem-da-garganta/>.

Continua após a publicidade

MARINHO, Antonio F. Amígdalas e adenóides – da infecção a obstrução. Revista Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-facil. Vol.48(2). 25-32, 2010

LIMA, Davi A.A.D. Tratamento e manejo de pacientes com halitose tonsilar: uma revisão sistemática. Trabalho de conclusão de curso, 2017. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

CONCEIÇÃO, M. D. et. al.. Avaliação de um novo enxaguatório na formação de cáseos amigdalianos. Rev Bras Otorrinolaringol. 74. 1; 61-67, 2008

ORAL-B. Antisséptico Bucal Oral-B . Disponível em: <https://oralb.com.br/pt-br/produtos/antisseptico-bucal-oral-b-complete-menta-natural>.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você