Curiosidades

12 bruxas mais famosas da história

As bruxas mais famosas da história sofreram os piores tipos de perseguição e castigos. Muitas delas acabaram queimadas vivas na fogueira.

As bruxas mais famosas da história geralmente eram mulheres que buscavam o conhecimento e que de uma forma ou outra acabavam sendo diferentes do que a sociedade vigente pedia. Por conta disso, muitas delas acabaram perseguidas pela Inquisição, que tentou exterminar muitas dessas bruxas em outros tempos.

Todavia, essa prática de queimar as bruxas vivas em fogueiras era uma atitude muita extrema da Igreja. Isso acontecia como forma de perseguição a outras crenças; também contra o acesso ao conhecimento por parte das mulheres.

Assim, ao queimar as bruxas, nobres e plebeus acreditavam estavam exterminando um mal. Muitas mulheres sofreram esse tipo de perseguição. Nesse sentido, listamos as 12 bruxas mais famosas da história.

Confira na lista quais foram as bruxas mais famosas da história

1 – Alice Kyteler

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Continua após a publicidade

Ela foi a primeira mulher na Irlanda a ser condenada por bruxaria. Todavia, relatos contam que Alice Kyteler viveu entre 1280 e 1325. Todavia, casou quatro vezes e também foi acusada de envenenar o marido. A bruxa também foi acusada de adoração ao diabo, além de executar sacrifícios de animais. Nesse sentido, após ser torturada, sua empregada teria confirmado todas as práticas de bruxaria cometidas por Alice.

2 – Catherine Monvoisin

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Conhecida também como La Voisin, esta bruxa era vidente e com seus conhecimentos em medicina, ela fabricava poções e também venenos. Todavia, sua fama incluía rituais de magia negra e outras aproximações demoníacas em rituais. Todavia, em 1670, a francesa foi presa por suspeita de envenenamento de membros da aristocracia da França. Nesse sentido, após muitas acusações por feitiçaria, Catherine acabou morta na fogueira.

3 – Marie Laveau

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Continua após a publicidade

Marie Laveau entra no hall das bruxas mais famosas da história por sua habilidade com vodu. A Rainha do Vodu morou nos Estados Unidos e era cabeleireira. Nesse sentido, também fazia adivinhações e previa o futuro.

4 – Violet Mary Firth Evans (Dion Fortune)

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Outra das bruxas mais famosas da história, Violet Mary nasceu no País de Gales em 1890. Autora e adepta do ocultismo, esta bruxa escreveu livros que abordavam o ocultismo e a manipulação de energias. Todavia, em 1924 ela fundou a Fraternidade da Luz Interior; um lugar que tinha como objetivo fomentar e expandir o esoterismo.

5 – Joan Wytte

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Continua após a publicidade

Joan Wytte era uma vidente e curandeira nascida na Inglaterra. Por muitas vezes seu temperamento violento a colocou em várias brigas. Nesse sentido, sua força descomunal em muitos destes conflitos acabou levantando hipóteses de que ela estaria possuída pelo demônio.

6 – Helena Blavatsky

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Escritora, a russa, também conhecida como Madame Blavatsky é uma das bruxas mais famosas da história. Ela foi cofundadora da Sociedade Teosófica, responsável também pela sistematização desta disciplina em tempos modernos. Todavia, seus dons psíquicos permitiram que ela escrevesse alguns livros abordando temas como o espiritismo e reencarnação.

+ bruxas mais famosas da história

7 – Margaret Murray

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Continua após a publicidade

Margaret Murray era egiptóloga, arqueóloga e antropóloga. A britânica também teria agido de maneira a influenciar a ascensão da Wicca, muito em parte pelos livros que escreveu sobre o assunto. Entretanto, suas obras também acabaram caindo em contradição e esta bruxa acabou acusada de manipular evidências de seus estudos.

8 – Tibuca

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Em 1692, a escrava conhecida como Tibuca compartilhou tradições ancestrais com outras pessoas na cidade de Salem, nos Estados Unidos. Todavia, ela era conhecida como uma bruxa vudu, e seus rituais levaram as pessoas a relatar muitos pesadelos e insônia. Tibuca acabou condenada por um juiz por ter “embruxado” as pessoas da cidade.

9 – Maggie Wall

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Continua após a publicidade

Acredita-se que Maggie Wall tenha sido uma poderosa curandeira que usava ervas e especiarias. Entretanto, acabou sendo olhada de maneira ruim por outras pessoas que a acusaram de bruxaria.

Todavia, existe na Escócia um monumento de pedra, com cerca de seis metros de altura e uma cruz no topo. Nele, a frase “Maggie Wall, queimada aqui em 1657 como uma bruxa”, confirma a existência desta que foi uma das mais famosas bruxas da história.

10 – Merga Bien

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Outra das bruxas mais famosas da história, a alemã Merga Bien foi uma das vítimas dos julgamentos das Bruxas de Fulda (1603 – 1606). Casada três vezes, mais tarde ela acabou presa e acusada da morte de seu segundo marido e outras pessoas.

Continua após a publicidade

Enquanto estava presa, o terceiro marido alegou que ela estava grávida, o que não adiantou de nada. Merga ainda confessou que sua gravidez teria sido fruto de relações sexuais com o diabo. Ela acabou queimada na fogueira em 1603.

11 – Ursula Southeil

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

A bruxa Ursula Southeil era uma espécie de Nostradamus. Ursula teve previsões precisas durante o século XVI.  Todavia, ela conseguiu prever a grande peste e o incêndio de Londres.

12 – Mima Renard: uma bruxa brasileira

Saiba quais são as 12 bruxas mais famosas da história

Continua após a publicidade

Mima Renard foi uma bruxa que viveu em São Paulo e acabou com seu destino selado por um fim trágico. Nesse sentido, após ficar viúva, a bruxa passou a se prostituir. Após várias denúncias, a imigrante francesa acabou condenada pela igreja a ser queimada viva na fogueira, na então Vila de São Paulo, em 1692.

Próxima página »

Escolhidas para você