Curiosidades

Invenções brasileiras – Quais são as principais criações nacionais

Muitas invenções importantes foram criadas por brasileiros ou radicados no país. Elas ganharam relevância internacional e são usadas até hoje.

Muitos inventores europeus são reconhecidos mundialmente por suas ideias revolucionárias, como Isaac Newton, Galileu Galilei e os irmãos Lumière. Certamente, o que muita gente não sabe, é que as invenções brasileiras como o avião e a fotografia por exemplo, também ganharam destaque e relevância internacional.

Apesar das polêmicas e controvérsias sobre o real pioneirismo de cada invenção, diversas criações de inventores brasileiros foram revolucionárias e são usadas até hoje. Além disso, no Brasil, o órgão que regulamenta as normas que regem a propriedade intelectual é o INPI, Instituto Nacional da Propriedade Industrial. O INPI é responsável pelo registro e concessão de marcas, patentes, desenhos industriais, transferência de tecnologia, entre outros.

Confira algumas das principais invenções brasileiras abaixo:

Invenções brasileiras relacionadas à comunicação

Radio

radio invento brasileiro
Fonte: Pexels

Em primeiro lugar temos o rádio. Segundo relatos, o padre brasileiro Roberto Landell de Moura, teria sido a primeira pessoa a transmitir sua voz por ondas de rádio. Uma mensagem dizendo “Alô, alô”, podia ser ouvida a 8 quilômetros de distância, na Avenida Paulista. Infelizmente, o Padre não foi reconhecido em vida, mas, atualmente, o seu nome é sempre lembrado quando se fala em invenções brasileiras.

Continua após a publicidade

Fotografia

invenções brasileiras
Fonte: Pexels

Em segundo lugar, está a fotografia. Hércules Florencem inventor franco-brasileiro, é considerado um dos pioneiros da fotografia, desenvolvendo uma fotografia cerca de três anos antes do francês Louis Daguerre.

Cartão telefônico

Fonte: Pexels

O cartão telefônico foi criado em 1978 pelo engenheiro Nélson Guilherme Bardini. O inventor brasileiro utilizou material PVC e um circuito elétrico para usar o dispositivo em ligações telefônicas. Como resultado, o invento ganhou o mundo, mas só teve uso reconhecido oficialmente no território brasileiro em 1992.

Máquina de escrever

Fonte: Pexels

Antes da ascensão dos computadores, as pessoas usavam a máquina de escrever como ferramenta de trabalho. E para a surpresa de muitos, essa invenção do século XIX é brasileira e, inclusive, criada por um padre. O sacerdote João Francisco de Azevedo, precisando imprimir letras em um papel, teve a ideia de adaptar um piano de 24 teclas para essa função.

Orelhão ou cabine telefônica

Fonte: Pexels

Outro exemplo de invenção criada por radicados no Brasil, foi o orelhão. Aquela cabine de proteção de telefones públicos foi inventada pela arquiteta chinesa Chu Ming Silveira. Morando no Brasil, em 1970, ela chefiava a seção de projetos do Departamento de Engenharia da Companhia Telefônica Brasileira. Atualmente, a invenção de Chu Ming pode ser encontrada em países da América Latina, como Peru, Colômbia, Paraguai, bem como em países da África, como Angola, e até mesmo na China.

Continua após a publicidade

Identificador de chamadas

Fonte: Pexels

A primeira versão do identificador de chamadas foi criado pelo brasileiro Nélio Nicolai. O “bina”, como era popularmente chamado no Brasil, surgiu na década de 80 e fez muito sucesso na década de 90, porém, com a tecnologia, o identificador de chamadas foi embutido nos aparelhos mais modernos.

Cinema 3D

inventos do brasil
Fonte: Pexels

Diferente do que muitos pensam, a ideia do cinema 3D não é tão recente assim. No final do século XIX alguns experimentos na área começaram a acontecer. Mas em 1934 um italiano, radicado no Brasil, chamado Sebastião Comparato, criou dois modelos de projetores 3D e os apresentou no Rio de Janeiro.

Invenções brasileiras relacionadas à tecnologia:

Câmbio automático

Fonte: Pexels

Uma transmissão automática de veículo é um tipo de transmissão que muda automaticamente de marcha enquanto o veículo está em movimento. Dessa forma, o motorista fica livre de mudar as marchas manualmente.

O responsável por essa invenção foi Alfred Horner Munro da Regin em 1921. Contudo, como ele era engenheiro a vapor, seu aparelho usava ar comprimido e, portanto, não tinha potência, por isso nunca teve aplicação comercial. Por conseguinte, em 1932, José Braz Araripe e Fernando Lehly Lemos desenvolveram então a primeira transmissão automática com fluido hidráulico.

Continua após a publicidade

Posteriormente, eles venderam o protótipo e os planos para a General Motors, que os apresentou ao seu modelo Oldsmobile 1940 como “hidramatic”.

Urna eletrônica

inventor brasileiro
Fonte: Pexels

A urna eletrônica foi implantada pela primeira vez pelo juiz Carlos Prudêncio na cidade de Brusque, Santa Catarina, em 1989. As informações sobre sua concepção são confusas, pois muitos partidos afirmam tê-la desenvolvido.

A urna eletrônica é um aparelho que registra votos por meio de um display com botões ou tela sensível ao toque, que processa os dados por meio de um programa de computador. Além disso, o processo de votação por meio da urna eletrônica é mais seguro, e proporciona uma contagem de votos mais rápida.

Painel Eletrônico

invenção do brasil
Fonte: Pexels

Aquele painel utilizado para mostrar a troca de jogadores numa partida de futebol também foi uma invenção brasileira. Ele foi inventado em 1996, pelo cearense Carlos Eduardo Lamboglia. Depois disso, sua criação estreou na Copa do Mundo, e hoje está presente em todas as partidas do esporte.

Continua após a publicidade

Walkman

Fonte: Pexels

O inventor do antecessor do iPod, o walkman, na verdade nasceu na Alemanha, em 1945, mas se mudou para o Brasil aos seis anos de idade. Em 1972, Andreas Pavel criou e montou seu próprio toca-fitas portátil e o patenteou. Sete anos mais tarde, em 1979, a Sony lançou seu grande sucesso de vendas, o Walkman. Quase 30 anos depois, em 2004, Pavel fechou um acordo milionário com a empresa a respeito dos direitos sobre a invenção. Os valores exatos não foram divulgados até hoje.

Escova progressiva

Fonte: Pexels

A escova progressiva com uso de formol foi criada em 1998 por cabeleireiros da periferia carioca. Como resultado, hoje ela é utilizada em várias partes do mundo por milhões de pessoas, inclusive por famosos e celebridades.

Invenções brasileiras relacionadas à saúde

Interface cérebro-máquina

Fonte: Pexels

A interface cérebro-máquina é mais uma invenção brasileira. O sistema foi desenvolvido por um grupo de 150 cientistas liderado por Miguel Nicolelis, outra figura notória entre os inventores brasileiros.

Em suma, esse projeto serve para atender humanos com algum tipo de deficiência motora, como a paraplegia ou a tetraplegia, por exemplo. Ou seja, por meio de eletrodos implantados em uma grande área do cérebro, é possível obter sinais neuronais que podem ser interpretados pelo sistema robótico e convertidos em movimentos. No entanto, o primeiro a usar esse sistema foi um indivíduo paraplégico, durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Continua após a publicidade

Soro antiofídico

Fonte: Pexels

O soro antiofídico foi desenvolvido pelo imunologista Vital Brazil, certamente um dos principais inventores brasileiros. Desse modo, ele ganhou destaque internacional ao criar o soro antiofídico polivalente em 1903, bem como desenvolver de soros para picadas de escorpião, em 1908, e para picadas de aranha em 1925.

Radiografia ou Abreugrafia

Fonte: Pexels

A radiografia, sem a tecnologia computadorizada de hoje foi sim, criada por um brasileiro. O médico Manuel de Abreu passou anos tentando descobrir uma forma de radiografar os órgãos humanos. Aliás, foi em 1934, com a técnica batizada de ‘abreugrafia’, o médico criou um sistema que permitia ‘tirar fotos dos pulmões’ por meio de chapas radiográficas. Ademais, o invento foi de suma importância para o diagnóstico precoce de doenças como a tuberculose, por exemplo.

Invenções brasileiras relacionadas à transportes

Avião

dummont inventores brasileiros
Fonte: Pexels

Todavia, o veículo aéreo que pode se projetar a partir do solo por seus próprios impulsos, superando a gravidade da Terra, o atrito do ar e as leis básicas da física, foi sim inventado por um brasileiro. Alberto Santos Dummont foi o inventor do 14-bis, modelo que realizou a primeira decolagem e voo em 1906, durante uma apresentação no Aeroclube da França.

Há muita controvérsia sobre quem realizou o primeiro vôo oficial reconhecido pela World Air Sports Federation. O Wright Flyer, projetado pelos irmãos americanos Wright, é considerado por alguns como a primeira aeronave mais pesada que o ar a decolar e ter sustentação. Entretanto, os defensores de Dummont afirmam que o voo com o 14-bis foi a primeira invenção porque o Wright Flyer foi impulsionado por meio de uma catapulta e decolou com o auxílio de uma rampa, enquanto o 14-bis tinha seu próprio motor.

Continua após a publicidade

Balão de ar quente

criadores brasileiros
Fonte: Pexels

Por fim, o balão de ar quente é a tecnologia de voo para transporte de pessoas mais antiga e mais bem-sucedida criada também por um dos inventores brasileiros. Consiste em uma bolsa que contém o ar aquecido por uma fonte de calor. Ou seja, uma vez aquecido, o ar dentro da bolsa é mais leve que o ar externo, impulsionando o balão para cima.

Desse modo, preso à bolsa está uma cesta que transporta passageiros. Além disso, as primeiras experiências registadas com um balão de ar quente, foram no início dos anos 1700 pelo padre brasileiro jesuíta Bartolomeu de Gusmão.

Enfim, você gostou dessa matéria? Então você também vai gostar dessa: Telegrama, o que é? História dessa forma de comunicação

Fontes: Revista Galileu, Consumidor Moderno

Continua após a publicidade

Fotos: Pexels

Próxima página »

Escolhidas para você