Ciência & Tecnologia

Qual é o maior buraco do mundo – e o mais profundo também

O maior buraco do mundo é o Poço Superprofundo de Kola com mais de doze quilômetros de profundidade e origem na década de 1970.

O maior buraco do mundo é o Poço Superprofundo de Kola. Em resumo, consiste nas ruínas de uma estação de pesquisa científica abandonada. Ademais, está nos confins do Círculo Polar Ártico, na península de Kola que deu seu nome. Curiosamente, alguns se referem a esse buraco como a entrada para o inferno.

Em resumo, se trata de uma estrutura de 12,2 quilômetros de profundidade que atualmente está lacrado. Porém, acabou criando até mesmo lendas urbanas na região. Apesar disso, surgiu a partir do interesse da União Soviética em perfurar o mais fundo possível na costa terrestre para alcançar o manta do planeta Terra.

Nesse sentido, estima-se que demorou 20 anos para os soviéticos concluírem o maior buraco do mundo. Ou seja, teve início no começo da década de 70, mas somente alcançou esse marco atual em 1989. Ainda assim, estima-se que o Poço Superprofundo de Kola seja mais profundo que a Fossa das Marianas, o ponto mais profundo do oceano.

Fotografia do Poço Superprofundo de Kola

Origem do maior buraco do mundo

A princípio, na época em que o maior buraco do mundo surgiu, era interessante estudar o que havia abaixo do solo. Além disso, a comunidade científica questionava se era possível chegar até a crosta por meio de túneis ou buracos. No entanto, os recursos para análise eram limitados, de modo que para entender essas questões eles utilizavam dessas perfurações.

Apesar disso, não foi possível responder grande parte das dúvidas sobre a formação basal do planeta Terra por meio do maior buraco do mundo. Em contrapartida, diversos ensinamentos partiram dessa experiência, como a constatação de que existe água apesar da profundidade. Além disso, localizaram fósseis microscópios de 24 espécies diferentes de seres unicelulares.

Continua após a publicidade

Mais ainda, localizaram rochas datadas de 2,7 bilhões de anos, o que ajudou a investigar as formações rochosas e o que podem dizer sobre o surgimento da vida como se conhece atualmente.  No entanto, os cientistas reforçaram que existem altas temperaturas nessa profundidade, chegando a 180ºC e impedindo estudos específicos.

Antes de mais nada a intenção era fazer uma perfuração de 15 quilômetros de profundidade, mas a falta de recursos impediu que chegassem ao marco. Porque surgiu durante o período da Corrida Espacial durante a Guerra Fria, entende-se o experimento como uma resposta dos geólogos ao interesse dos cientistas pelo espaço, ao invés de pensar na Terra.

Por outro lado, outras grandes superpotências, como os Estados Unidos, buscaram empreendimentos semelhantes. Nesse contexto, iniciaram um projeto que chegou a 9.583 metros, em Oklahoma. Por fim, a União Soviética ainda usou esse empreendimento como propaganda estatal e ponto turístico.

Outras crateras de destaque

1) Cratera de Vredefort, a maior cratera do mundo

Maior buraco do mundo: origem e curiosidades sobre o fenômeno

Em resumo, essa cratera tem 30 quilômetros de diâmetro e 2 bilhões de anos. Nesse sentido, está na África do Sul e corresponde a uma cratera de impacto. Ou seja, surgiu a partir do choque de um asteroide com o planeta Terra, sendo um importante vestígio do que causou o fim da Era Glacial e aquecimento do planeta no período primitivo.

Basicamente, o asteroide que adentrou a atmosfera tinha entre 6 a 10 quilômetros de diâmetro. Ademais, a colisão aconteceu há 2,1 bilhões de anos em uma velocidade de 40 mil a 250 mil quilômetros por hora.

Continua após a publicidade

2) Mina Mir, Rússia

Maior buraco do mundo: origem e curiosidades sobre o fenômeno

No gral, consiste em uma antiga mina de diamante a céu aberto que está inativa. Desse modo, encontra-se em Mirny, Sibéria Oriental. Ademais, apresenta 525 metros de profundidade e um diâmetro de 1,2 quilômetros. Sendo assim, se trata do segundo maior buraco escavado no mundo.

Curiosamente, é proibido a circulação de helicópteros pela região por causa de incidentes envolvendo a aspiração desses veículos pelo forte fluxo de ar descendente no espaço. Além disso, consiste na primeira e maior mina de diamantes da União Soviética.

3) Mina Bingham Canyon, o maior buraco escavado no mundo

Maior buraco do mundo: origem e curiosidades sobre o fenômeno

Também com o nome Mian de Cobre Kennecott, essa é uma operação de mineração a céu aberto. Nesse sentido, extraiu um grande depósito de cobre pórfiro no sudoeste de Salt Lake City, nos Estados Unidos. Ademais, consiste no maior buraco escavado no mundo.

4) Cratera Gosses Bluss

Maior buraco do mundo: origem e curiosidades sobre o fenômeno

Continua após a publicidade

No geral, estima-se que esse buraco surgiu como resultado de uma erosão remanscente de uma cratera de impacto. Ademais, está na parte sul do Território Nore, na Austrália. Curiosamente, recebeu o nome em homenagem aos irmãos William e Henry Gosse, exploradores australianos que dscobriram o local.

Em resumo, consiste numa cratera cujo diâmetro original tinha 22 quilômetros. No entanto, a erosão tem atuado na expansão dessa medida, desde sua origem em 1920.

5) Cratera Meteor, a segunda maior cratera de impacto do mundo

Maior buraco do mundo: origem e curiosidades sobre o fenômeno

Logo em seguida da Cratera de Vedrefort, esse é o segundo maior buraco do mundo originário de um impacto. Nesse sentido, está nos Estados Unidos e ainda recebe o nome de Cratera de Barringer. Ademais, possui mais de um quilômetro de diâmetro e 200 metros de profundidade, com formação há mais de 50 mil anos.

E ai, aprendeu sobre o maior buraco do mundo? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você