Mundo Animal

Mini porcos, o que são? Origem, características e cuidados básicos

Os mini porcos são pequenas raças de porco doméstico com características físicas distintas, mas que existem cuidados básicos específicos

Os mini porcos de estimação são um grupo específico de animais que fazem parte dos porcos domésticos. Nesse sentido, também recebem o nome de mini pig, micro porco, cávena porco ou pigmeu porco. Ademais, possuem caraterísticas físicas distintas em relação aos outros animais dessa espécie.

Como exemplo, pode-se citar a presença de orelhas empinadas, barriga protuberante, cortas arqueadas e cabeça arredondada. Mais ainda, é comum que esses animais tenham um aspecto rechonchudo, com penas e pescoço curtos e um focinho reduzido. No geral, pesam entre 25 e 35 quilogramas.

Por outro lado, possuem entre 30 e 40 centímetros de altura, mas na fase adulta não ultrapassam os 90 centímetros. Ou seja, tem o mesmo tamanho de um buldogue inglês. Comumente, vivem até 20 anos, chegando aos 30 anos de vida em situações específicas de cuidado. Portanto, surgem como opção de animal de estimação.

Em especial para aqueles que buscam um animal doméstico diferente dos cães e gatos. Acima de tudo, a maior parte dos mini porcos são carinhosos, inteligentes e amigáveis. Porque são espécies domésticas por natureza, podem aprender truques, ser ensinados sobre onde fazer as próprias necessidades e atenderem pelo nome quando forem chamados.

Continua após a publicidade

Mini porcos, o que são? Origem, características e cuidados básicos

Origem e característica dos mini porcos

Em primeiro lugar, os mini porcos surgiram a partir da década de 1960. Mais especificamente quando porcos chineses que cresceram até 91 quilogramas foram enviados para zoológicos em cidades ocidentais. Além disso, esses animais que cresciam pouco também tiveram uso em pesquisas médicas nas áreas de toxicologia, farmacologia e afins.

Aliás, alguns chegaram a ser fonte de órgãos para transplantes e procedimentos específicos. Sobretudo, esse processo decorreu justamente da maior facilidade de manuseio e cuidado quando em relação aos porcos comuns. A fim de compreensão, algumas espécies de porcos tradicionalmente pesam entre 140 a 230 quilogramas, chegando a ter 70 centímetros de altura, em média

Posteriormente, durante a década de 1980, o pesquisador Keith Connell do Bowmanville Zoo, em Ontário, criou um novo tipo de porco. Em resumo, importou reprodutores doe porcos vietnamitas para o Canadá. Logo em seguida, essas espécies criaram os porcos barrigudos da América do Norte, os primeiros mini porcos.

Continua após a publicidade

A princípio, somente os leitões poderiam ser vendidos por conta de questões alfandegárias. Portanto, os filhotes tinham vendas para zoológicos dos Estados Unidos. No entanto, proprietários privados começaram a comprar essas espécies como animais de estimação. Como consequência, eles começaram a aparecer em diversas residências no país.

Portanto, foi preciso rastrear as espécies e criar um registro de raças nos Estados Unidos. Apesar disso, esse registro desapareceu e hoje não existe uma forma de mapear as espécies e tipos que compõem o grupo de mini porcos. Sendo assim, sabe-se que a raça pura dos originais porcos barrigudos está em ameaça de extinção, e a maioria dos animais de estimação são mistos.

Mini porcos, o que são? Origem, características e cuidados básicos

Como cuidar?

Primeiramente, como são animais de estimação, os mini porcos demandam cuidados recorrentes e comuns aos cães e gatos. Desse modo, podem ser ensinados a fazer as necessidades em locais específicos, mas de preferência em espaços abertos por causa do cheiro. Ademais, precisam tomar banhos semanais com xampu neutro e água morna,

Continua após a publicidade

No geral, são espécies de pele sensível, o que demanda uso de hidratante e protetor solar para evitar descamações ou problemas de pele. Comumente, gostam de passar todas as horas possíveis expostos ao Sol, o que demanda maior cuidado com a hidratação e a pele. Também é fundamental cortar as unhas, realizando o procedimento de casqueamento para não prejudicar a locomoção do animal.

Assim, é possível evitar deformidades ósseas e articulares. Porém, é comum que o processo aconteça com maior frequência, de dois em dois meses e realizado por um profissional. Por outro lado, possuem uma alimentação própria, com rações especiais disponíveis em lojas de agropecuária.

Pode-se reforçar a alimentação com legumes, verduras e grãos. No entanto, como acontece com outros animais domésticos, é importante evitar restos de comida ou ração de outros animais. Apesar disso, tomam água limpa e fresca diariamente, em grandes quantidades.

Por fim, é interessante levar o animal para o veterinário para vacinação e vermifugação. Além disso, consultar anuais ajudam a cuidar da saúde a longo prazo. Brincadeiras e exercícios diários também são fundamentais na prevenção da obesidade e do estresse ou ansiedade.

Continua após a publicidade

Aprendeu sobre os mini porcos? Então leia sobre 20 maiores e mortais predadores do reino animal

Próxima página »

Escolhidas para você