Curiosidades

Mudanças climáticas afetarão 7 vezes mais os bebês recém-nascidos

Os recém-nascidos sofrerão 7 vezes mais ondas de calor no mundo do que os seus avós viveram referente às mudanças climáticas global.

Os recém-nascidos sofrerão 7 vezes mais ondas de calor no mundo do que os seus avós viveram referente às mudanças climáticas global. Sendo assim, mesmo não tendo relação na utilização de combustíveis, que provocam gases poluentes e, consequentemente, o aquecimento global, os bebês sofrerão mais com os impactos.

As chances da geração alpha passar por enchentes, queimadas, secas, menor produtividade em colheitas e tempestades tropicais aumentaram expressivamente. Ou seja, eles passarão por situações 7 vezes piores do que quem nasceu em 1960.

Vale lembrar que em alguns países a temperatura é maior. Ou seja, os bebês dessas regiões podem sofrer com o calor até 10 vezes mais.

Pesquisa

Mudanças climáticas afetarão 7 vezes mais os bebês recém-nascidos

Continua após a publicidade

Os dados foram divulgados após uma pesquisa feita e divulgada pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) da Organização das Nações Unidas (ONU). Os dados foram publicados na revista Science. De acordo com o levantamento, dados foram feitos com base no tamanho e idade das pessoas pelo mundo, futuras temperaturas e eventos climáticos extremos.

Segundo o principal autor da pesquisa, o cientista climático da Universidade Vrije de Bruxelas, na Bélgica, Wim Thiery, quanto mais jovem, mais estará exposto a temperaturas extremas. Por isso, os que mais sofrem e sofrerão são os bebês.

Continua após a publicidade

O cientista revela ainda que há a possibilidade de reversão também. Portanto, quanto mais cedo nos atentarmos sobre a gravidade do problema, mais cedo temos de elevarmos as possibilidades de diminuir o aquecimento global. Ou seja, é preciso chegar à temperatura ideal que é 1,5°C, determinado pelo Acordo Climático de Paris em 2015.

Os impactos das mudanças climáticas

Continua após a publicidade

Devido essas mudanças climáticas, vários efeitos negativos acontecem pelo mundo como, por exemplo:

  • Enchentes na Alemanha
  • Secas com uma duração maior no Brasil
  • Verão no Canadá a 50ºC

De acordo com um relatório do IPCC do mês de agosto, até mesmo o ciclo da água sofre mudanças com as chuvas mais intensas, que provocam enchentes e secas duradouras.

Sendo assim, a ONU também informou que com o aquecimento global as estações terão um tempo maior de calor e os períodos de frio diminuirão. Além disso, revelou ainda que se a temperatura for superior à 2ºC, os extremos quentes vão sentir um impacto significativo na agricultura e na saúde.

Situação nunca antes vista

Mudanças climáticas afetarão 7 vezes mais os bebês recém-nascidos

Continua após a publicidade

O cientista Thiery conta também que as pessoas de todas as idades na atualidade irão viver situações nunca antes vistas com a quebra da safra e desastres naturais de forma mundial.

Quem tem uma idade inferior a 40 anos também viverão situações maiores que envolvem enchentes e secas. A universidade Vrije desenvolveu uma calculadora com o nome de My Climate Future, que em português significa Meu Futuro Climático.

Por meio deste aparelho é possível saber a magnitude das mudanças climáticas futuramente apenas com a inserção do ano de nascimento. Ou seja, mostrará três opções dentro do planeta. Como, por exemplo, 1,5°C mais quente; o mediano, em média 2,4°C mais quente.

Leia também sobre Como estaria o mundo se outras espécies humanas tivessem sobrevivido?

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você